Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Carnificina na Bolsa Brasileira em 2022; Mas Há Oportunidades

Por Felipe MirandaResumo do Mercado10.01.2022 15:11
br.investing.com/analysis/carnificina-na-bolsa-brasileira-em-2022-mas-ha-oportunidades-200447014
Carnificina na Bolsa Brasileira em 2022; Mas Há Oportunidades
Por Felipe Miranda   |  10.01.2022 15:11
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

O ano de 2021 foi difícil, mas que saudades…

Hoje é dia 10 de janeiro e parece já condenar todo o 2022.

A preocupação com a subida das taxas de juros em âmbito global dizimou os ativos de risco. Se a isso somarmos fatores técnicos de mercado, de sua microestrutura, e elementos domésticos ligados a temores com a situação fiscal dentro de um ano eleitoral, observamos uma chacina.

O retorno semanal dos títulos de 30 anos nos EUA, negativo em 9,35%, foi o pior em 49 anos de história. Se o período se referisse a 12 meses completos, teríamos o quinto pior ano da história. Impressionante para cinco dias.

Juros subindo no mundo, com todos cansados depois de um longo período correndo em direção contrária, sem pódio de chegada ou beijo de namorada, exterminam tudo com duration longa. Fluxos de caixa lá na frente representam muito menos hoje se trazidos a valor presente por uma taxa de desconto mais alta. Por anos e anos, havia capital farto para alimentar promessas de, lá na frente, quem sabe, podermos gerar caixa. A famosa maré alta escondendo a nudez de muitos banhistas.

Aqui dentro, o Ibovespa caiu 2%. É ruim, mas não parece tão assustador — em tese, já não somos novos nesta festa e vimos coisas piores. A verdade, porém, é que o desempenho do índice, típico de médias ponderadas concentradas em poucos nomes, esconde uma situação bem mais negativa.

O SMAL11 perdeu 10%, indicando um comportamento muito mais adverso de small e midcaps.

Se você tirar bancos e commodities da semana passada, o que aconteceu foi um verdadeiro banho de sangue generalizado.

No Ibovespa, entre as altas, tivemos apenas BRF (SA:BRFS3), Itaú (SA:ITUB4), Vale (SA:VALE3), Bradespar (SA:BRAP4), Bradesco (SA:BBDC4), Santander (SA:SANB11), CSN (SA:CSNA3) Mineração (SA:CMIN3), Itaúsa (SA:ITSA4), 3R Petroleum (SA:RRRP3), B3 (SA:B3SA3), Gerdau (SA:GGBR4), Metalúrgica Gerdau (SA:GOAU4) e Petrobras (SA:PETR4). De resto, tudo no vermelho, sendo que a maior alta montou a 9,24%, enquanto a maior queda foi de -24,70%.

Como bancos e commodities pesam muito no índice, a média ponderada é puxada para cima por poucos nomes, de certo modo escondendo o que realmente representaria um comportamento médio das ações brasileiras, caso tivéssemos aqui uma distribuição uniforme para o peso das empresas.

Vivemos uma espécie de “Conto de duas cidades”, de Charles Dickens, com grande distorção entre elas. Existe uma Bolsa de meia dúzia de ações, de bancos e commodities, com desempenho positivo. E há todo o resto, enfrentando uma carnificina.

Da questão meramente descritiva à análise opinativa, tenho duas considerações.

A primeira delas é que países e até pessoas podem conviver com ambivalências desse tipo. Há nações claramente divididas com diferentes estágios de desenvolvimento e processo civilizatório, em que sistemas econômicos e mesmo formas de pensamento arcaicos convivem com formas mais avançadas, complexas, tecnológicas e dinâmicas. De forma simples e direta, talvez até grosseira para simplificar, exemplos no Nordeste e no Sudeste brasileiro, no Sul e no Norte da Itália, em Shanghai e no campo chinês.

Pessoas também convivem com suas dualidades, representadas tipicamente no clássico “O médico e o monstro”. Lados claro e escuro coabitando em cada um de nós.

Mas poderia isso acontecer na Bolsa por muito tempo?

Ora, será que toda a economia brasileira entrará em recessão e teremos uma inflação ainda alta, corroendo a renda real da população, e passaremos ilesos a uma crise de crédito, mesmo que amena? Os bancos escapariam ilesos?

O Federal Reserve subiria as taxas de juro para refrear a demanda agregada e as commodities continuariam em patamares tão altos? Se sim, isso significaria a capacidade de a economia ainda transitar razoavelmente bem pelo aperto monetário, certo?

Das duas, uma: ou estamos na iminência de uma espécie de crise de realização dinâmica, resultado de diferentes velocidades entre setores, ou há uma penalização excessiva sobre os ciclos domésticos ex-bancos.

A segunda consideração se refere a um tratamento equânime conferido a nomes de alto crescimento, sobretudo a small caps ligadas à tecnologia e/ou ao processo anteriormente chamado de “financial deepening”. Um nome sem fluxo de caixa atual e com uma mera promessa de crescimento e geração de caixa lá na frente, com valuation esticado, cai igual a outros nomes que têm, sim, crescimento, mas já têm muito lucro hoje e negociam a valuations descontados. Uma coisa é uma empresa que negocia a 10 vezes receitas e não tem earnings. Outra, completamente diferente, é uma companhia abaixo de 10 vezes lucros com crescimento acima de 30%.

No pânico, não há diferenciação. Já no pós-pânico, a dinâmica é bem diferente. Eu shortearia nomes que estão acima de 7 vezes receitas ou, no caso de bancos, acima de 7 vezes book. E compraria essas small caps muito castigadas, abaixo de 10 vezes lucros ou afins. Dando nome aos bois: GPS Participações e Empreendimentos (SA:GGPS3), BR Advisory Partners (SA:BRBI11) e Livetech (SA:LVTC3) seriam ótimas “compras na fraqueza”.

Talvez devêssemos passar de duas para três cidades: i) banco e commodity; ii) small cap “pastel de vento”; e iii) small cap barata e que já gera resultado. Se o original de Dickens tratava da Revolução de 1789, possivelmente poderíamos tratar a situação com um pouco mais de profundidade e, como alguém que defende a preservação das instituições, adotar a evolução no lugar da revolução.

Carnificina na Bolsa Brasileira em 2022; Mas Há Oportunidades
 

Artigos Relacionados

Carnificina na Bolsa Brasileira em 2022; Mas Há Oportunidades

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (27)
Ivan Mendonça
Ivan Mendonça 16.01.2022 8:54
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Na Bolsa de Valores as promessas valem mais do que a realidade.
Alexandre Donatti Machado
Alexandre Donatti Machado 13.01.2022 8:59
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Para um leigo na B3, linda matéria lkkk
Marcelo Assiz
Marcelo Assiz 13.01.2022 8:27
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Teve uma época que eu acreditava em noticias como essa.
Adriano Cordeiro
Adriano Cordeiro 13.01.2022 8:27
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Porque parou se acreditar ?
paulo barba
paulo barba 13.01.2022 4:18
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
querendo nos induzir comprar M.E.R.D.A em pó
Alex Sapucaia
Alex Sapucaia 12.01.2022 13:45
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Carnificina? O estrangeiro comprando como nunca e o brasileiro saindo . Carnificina só se for de paciência e inteligência de investimentos. O perfil de renda variável é de saber aproveitar cada fase do mercado.
Hugo Borges
Hugo Borges 11.01.2022 21:21
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Agora vamos pra frente! Esse ai nao acerta uma
Fernando Lazarini
Fernando Lazarini 10.01.2022 19:48
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Melhor coisa que fiz na vida foi não renovar assinatura da Empiricus. E por falar nisso, vai bem a indicação em Cash3 né ? kkkkkk.
Marcelo Costa
Marcelo Costa 10.01.2022 19:48
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Chama a Betina. 🤣
Kelfreen Firmino
Kelfreen Firmino 10.01.2022 19:48
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
além  de dar recomendações bosta, o mesmo que eles publicam na empiricus eles publicam para o publico... então não faz sentindo assinar aquela porcaria
Claudecir guterres
Claudecir guterres 10.01.2022 19:48
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Oi Fernando Lazarini tem como vc falar com migo
José Artur Medina
José Artur Medina 10.01.2022 19:12
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O momento é dos FI. Vão cair ainda mais com a elevação da Selic inevitável pela redução dos estímulos nos EUA e a esperada elevação dos juros pelo FED. Bancos são a aposta no curto prazo, ainda que se pese o risco de longo prazo das fintechs, pois se beneficiam com a elevação das taxas de juros. Neste caminho o movimento óbvio é de queda dos FI. A questão é que alguns (vários) estão pagando mais que 1,1% ao mês. Comprar um bom FI a um baixo valor pode mais que render dividendos mensais sem impostos, podem oferecer a "segurança" da constância. No ibov você pode simplesmente não ter um lucro de 16% anual, algumas vezes se perde. Isso não acontece com um FI. O dividendo mensal é quase garantido e protegido por uma carteirA DIVERSIFICADA.
Lucas Fernandes
Lucas Fernandes 10.01.2022 18:58
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
fizeram uma copa do mundo com dinheiro público.. nossa dívida já chegou a 100% do PIB e não foi agr que começou
Carlos Martins
Carlos Martins 10.01.2022 17:55
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
e pensar que um dia, levei esse indivíduo à sério.hoje faz a festa dos acéfalos petistas
Marco Freire Maia
Marco Freire Maia 10.01.2022 17:55
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Logo ele vai falar novamente que o Brasil vai acabar ... rsrss
Sandro Oliveira
Sandro Oliveira 10.01.2022 17:55
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Marco Freire Maia e o Carlos acreditará novamente nele piamente. rsrsrs
Paulo La Roque
Paulo La Roque 10.01.2022 17:55
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
só o teu macho bozó pra salvar o Brasil falai kkk
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail