Últimas Notícias
Investing Pro 0
PROMOÇÃO prorrogada Cyber Monday: Até -60% no InvestingPro+ GARANTA A OFERTA

Crise no Reino Unido faz investidores venderem libra esterlina e títulos do país

br.investing.com/analysis/crise-no-reino-unido-faz-investidores-venderem-libra-esterlina-e-titulos-do-pais-200452289
Crise no Reino Unido faz investidores venderem libra esterlina e títulos do país
Por Darrell Delamaide/Investing.com   |  27.09.2022 12:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
 
GBP/USD
+0,31%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
USD/JPY
-0,71%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
USD/BRL
+0,67%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
GB10Y...
+0,59%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
IT10Y...
-0,29%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
JP10Y...
-2,94%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
  • Banco da Inglaterra descarta elevação emergencial de juros;
  • Taxas dos títulos britânicos disparam em meio a um histórico “bear market”.
  • Banco do Japão desafia tendência, mas queda do iene forçou intervenção.

O Reino Unido está imerso em uma profunda crise financeira, após um atabalhoado anúncio do novo governo, na sexta-feira, de que cortaria impostos e aumentaria a dívida pública, no momento em que o banco central do país enxuga seu portfólio de títulos governamentais.

A libra esterlina avançou em direção à paridade com o dólar e as taxas dos títulos britânicos dispararam, depois que o Banco da Inglaterra descartou, na segunda-feira, uma elevação emergencial de juros, afirmando que só avaliaria a situação em sua próxima reunião de política monetária em novembro.

Os investidores globais reagiram fortemente ao anúncio do governo da primeira-ministra Liz Truss e de seu ministro da economia, Kwasi Kwarteng, vendendo a libra esterlina e os "gilts”, como são chamados os títulos britânicos.

É bom ter em mente que ninguém elegeu essas pessoas. Com base nas intrincadas regras do sistema parlamentar do Reino Unido, uma nova primeira-ministra foi escolhida por menos de 200.000 membros do Partido Conservador, após o ex-mandatário Boris Johnson renunciar, pressionado por escândalos envolvendo festas em plena pandemia.

Truss, por sua vez, escolheu um antigo historiador econômico que, desde 2010, encontra-se no parlamento e integrava o gabinete de Johnson, para lançar um pacote de estímulo fiscal, no momento em que o país, juntamente com o resto da Europa, está à beira de uma recessão.

O presidente do Banco da Inglaterra, Andrew Bailey, evidentemente não demonstrou disposição em ajudar, diante da intensificação da crise na segunda-feira.

A crise no Reino Unido ofuscou a vitória amplamente esperada de um partido de extrema direita nas eleições italianas do último domingo. Giorgia Meloni, cujo partido Irmãos da Itália finca raízes no fascismo italiano, deve ser tornar a primeira mulher do país a ocupar o cargo de primeira-ministra, prometendo, contudo, seguir uma linha moderada no governo.

As taxas do título de dez anos do governo italiano subiram para quase 4,7% após o pleito. Na sexta-feira, estavam em 4,3%. Mas a taxa do gilt de dez anos alcançou quase 4,3% na segunda-feira, após atingir mais de 3,8% na sexta, em comparação com menos de 3,4% na quinta, antes do desastroso anúncio de “miniorçamento” no dia seguinte.

A situação na Grã-Bretanha, onde a inflação deve atingir dois dígitos e talvez piorar com a desvalorização cambial, faz com que a situação no resto da Europa pareça menos tenebrosa.

A presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, porém, alertou novamente, na segunda-feira, que a instituição elevaria os juros várias vezes nas próximas reuniões de política monetária, a fim de arrefecer a demanda e “se resguardar contra o risco de alta nas expectativas inflacionárias”.

O Bank of America (NYSE:BAC) já considera que a economia mundial esteja entrando em seu terceiro “bear market” histórico nos títulos, após 1899 a 1920 e 1946 a 1981. Um estrategista de mercado da França estima que os portfólios de títulos já se desvalorizaram 20% desde o ponto máximo.

O Banco do Japão, enquanto isso, recusa-se a se juntar aos outros bancos centrais no movimento de alta de juros. O presidente da instituição, Haruhiko Kuroda, anunciou, na semana passada, que a instituição manteria as taxas dos títulos de curto prazo em -0,1% e o rendimento do título de dez anos em zero.

O iene japonês se desvalorizou quase 30% contra o dólar desde o início de 2021 e continua em queda. O banco central teve que intervir nos mercados cambiais, na semana passada, pela primeira vez em mais de duas décadas, a fim de frear o declínio da moeda.

O Fed seguirá em frente com seu plano de elevação agressiva de juros até que a inflação recue de forma convincente. A nova presidente do Fed de Boston, Susan Collins, declarou, em seu primeiro discurso sobre política monetária, na segunda-feira, que havia sinais de que os aumentos de preços, por conta dos distúrbios na cadeia de suprimentos, estavam começando a ceder, mas o Fed deve seguir determinado em fazer a inflação convergir para sua meta de 2%.

Collins é uma integrante do Comitê Federal de Mercado Aberto com direito a voto neste ano. Seu discurso, amplamente considerado como flexível, ao dizer que ainda havia boas chances de evitar um “pouso forçado” da economia dos EUA, reflete a determinação do Fed de enfrentar a inflação.

Crise no Reino Unido faz investidores venderem libra esterlina e títulos do país
 

Artigos Relacionados

Crise no Reino Unido faz investidores venderem libra esterlina e títulos do país

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail