🚀 Ações escolhidas por IA em alta. PRFT com alta de +55% em 16 dias. Não perca as ações de junho!Acessar lista completa

O que esperar das ações e da economia americana em 2023

Publicado 27.12.2022, 13:23
US500
-
BAC
-
VIX
-
  • A inflação foi o primeiro round da batalha; o segundo round será a situação do crescimento muito mais fraco.
  • Diante da rigidez do Fed e do arrefecimento do mercado de trabalho, as perdas mensais de empregos aumentarão o nervosismo na Main Street no próximo ano.
  • As ações têm algum espaço para cair, mas a precificação da piora das condições econômicas deve ocorrer em breve.
  • Minha expectativa é que, no ano que vem, tenhamos mais do mesmo. A volatilidade provavelmente será elevada, mas não extrema, enquanto os preços das ações subirão e cairão conforme os riscos macro e sinais importantes do mundo corporativo. Teremos uma ideia inicial sobre o estado do consumo e da economia no início de janeiro, com o relatório mensal de empregos e importantes dados de atividade industrial.

    Embora o cenário do emprego pareça positivo até o momento, há sinais de que pode haver um declínio na geração mensal de postos de trabalho. O Goldman prevê que a geração de empregos será tímida no segundo trimestre do ano que vem, enquanto o BofA (NYSE:BAC) tem uma visão muito mais pessimista.

    Se ficarmos em um ponto intermediário das duas previsões, tudo leva a crer que a taxa de poupança pessoal nos EUA cairá ainda mais devido ao menor nível de renda agregada. As contas bancárias dos consumidores, que se encontram em níveis satisfatórios neste momento, ficarão sob pressão.

    Expectativa de baixa geração de empregos e queda da inflação em 2023

    Perspectiva econômica e financeira

    Fonte: Goldman Sachs Investment Research

    BofA prevê a criação de 250k empregos mensais no 3T23

    Perspectiva econômica para os EUA

    Fonte: BofA Global Research

    Estrutura a termo do VIX: volatilidade deve permanecer elevada no 1S23

    Estrutura a termo do VIX

    Fonte: VIX Central

    Essa visão econômica desalentadora com certeza gerará apreensão em Main Street em relação à atividade mais ampla e ao mercado acionário. Isso ocorre após um ano de inflação elevada e desvalorização de títulos de renda fixa e variável. O sentimento baixista nos mercados financeiros e a frustração com a economia devem persistir. As preocupações com a inflação mudarão para temores em relação ao mercado de trabalho.

    Sentimento extremamente baixista com as ações, sem mudança de tendência à vista

    Sentimento dos investidores AAII

    Fonte: Charles Edwards

    A boa notícia é que a maioria dos economistas espera um leve recuo econômico no próximo ano, com foco no primeiro semestre. Quando a maior parte das pessoas ouve a palavra “recessão”, a ideia que logo vem à cabeça é a da Grande Crise Financeira e de todos os transtornos ocorridos com ela. Minha expectativa é que 2023 não se pareça em nada com isso. Sem falar que estamos saindo de uma situação bastante difícil de inflação, portanto talvez uma pequena recessão técnica no início do ano caracterize a parte final do ciclo que estamos enfrentando.

    Quanto às ações, o S&P 500 está sendo negociado a 16,6 vezes os resultados do próximo ano, entrando em um período de enfraquecimento dos lucros corporativos, portanto está longe de estar extremamente barato. Acredito que o consenso atual de lucro de US$ 232 por ação em 2023 no índice está elevado e deve se estabilizar em torno de US$ 215. Isso faria com que a mínima nas ações esteja ao redor dos 3000 pontos.

    Mas os investidores devem ficar atentos, pois o mercado não deve ser negociado por muito tempo em níveis de recessão e com os valuations no fundo. Se o LPA se recuperar para US$ 230 e o SPX for negociado com um múltiplo de 17 vezes no fim do ano que vem, ainda assim o retorno total seria positivo.

    De forma geral, considero que as ações de valor continuarão superando o desempenho dos papéis de crescimento, os mercados estrangeiros se recuperarão diante do enfraquecimento do dólar, as small caps terão uma performance melhor do que as large caps, e a volatilidade caia gradativamente nos mercados de juros, o que deve aumentar a confiança dos investidores no fim do ano. Reconheço, no entanto, que essas projeções estão bem próximas do consenso.

    Previsão de resultados do S&P 500 continua recuando: é provável que vejamos mais rebaixamentos

    Fonte: FactSet

    Conclusão

    Minha expectativa é que haja uma leve recessão técnica nos EUA no primeiro semestre do ano, mas o NBER não deve enxergar da mesma forma, se o mercado de trabalho mantiver seu vigor. É possível que vejamos perdas maiores de empregos em meados de 2023. Da mesma forma, tudo indica que as ações registrarão uma nova mínima, porém não muito abaixo dos níveis atuais.

    Também é importante reconhecer que as ações geralmente se movimentam com seis meses de antecedência a mudanças no PIB, portanto ficar tentando acertar o fundo pode ser bastante arriscado.

    Desejo a todos boas festas e um feliz ano-novo!

    Aviso: Mike Zaccardi não possui qualquer instrumento financeiro mencionado neste artigo.

Últimos comentários

Carregando o próximo artigo...
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.