📖 Guia da Temporada de Balanços: Saiba as melhores ações escolhidas por IA e lucre no pós-balançoLeia mais

Você Poderá Participar da Festa: Financial Deepening e Uma Nova Forma de Investir

Publicado 01.07.2021, 16:08
B3SA3
-
BTC/USD
-
GPIV33
-
G2DI33
-

Com a inflação de diversos mercados de ativos, cada vez mais os investidores procurarão novas formas de buscar rentabilidade ao seu patrimônio, que seriam impensáveis sem a capacidade de distribuição e de disseminação da informação que a tecnologia nos oferece.

Antes de apresentar esta nova forma de investir, vale uma contextualização:

Antes da pandemia do novo coronavírus chegar, o mundo trabalhava em uma dinâmica desinflacionaria e os países desenvolvidos viam dificuldades em sustentar os preços nas suas economias, que era pressionado para baixo pelas novas tecnologias e demografia.

Com a pandemia, a dinâmica de preços das economias mudou da água para o vinho.

Algumas explicações para a recente inflação no mundo é que enorme alta nos preços das commodities e ativos em geral, incluindo imóveis, casas, ações, é decorrente da injeção gigantesca de dinheiro pelos governos nas economias, junto com taxas de juros muito baixas.

Aliaram-se assim, numa combinação e volume sem precedentes na história da humanidade, estímulos fiscais e monetários ao mesmo tempo, para combater os efeitos econômicos da pandemia e evitar uma crise mundial.

Quase todos os países seguiram esta receita, que é uma herança dos condutores da política econômica na época da crise do subprime. Estes, quando perguntados o que fariam diferente sobre as medidas para combater aquela crise, responderam que fariam mais e mais rápido.

Bom, desta vez foi feito. Mais, e mais rápido.

Além disso a pandemia levou à quebra nas cadeias de fornecimento, por paradas necessárias nas fábricas e empresas para evitar sua propagação, e isso levou à escassez de alguns produtos e impulsionou ainda mais a alta de preços.

Diante deste cenário, no qual as taxas de juros não remuneram adequadamente o capital e os ativos tradicionais como ações, commodities e outros parecem já bastante inflacionados, cada vez mais os investidores vão buscar novas e novas alternativas para remunerar seu dinheiro investido. Não à toa, vemos alta nos Bitcoins, nos tokens de ativos reais e outras novidades.

Neste contexto, tenho visto florescerem alternativas para acesso ao varejo àquilo que antes era restrito para investidores profissionais ou qualificados, como os fundos de Private Equity e Venture Capital, e outras alternativas como o Crowdsourcing, disponíveis agora para as pessoas físicas, eu e você, você e eu.

LEIA MAIS: Investir em Startups Já é Uma Realidade Para Pessoas Físicas

Esta semana, participei de um painel com a empresa Captable, uma plataforma muito bacana de Crowdsourcing que permite às pessoas físicas investirem e se tornarem sócias nas empresas no seu estágio mais inicial.

Um dos grandes entraves a este investimento era a falta de um mercado secundário para prover liquidez, algo que está para ser resolvido em breve pela regulação. Fique atento, pois este mercado promete!

Além disso, recentemente ocorreu o IPO da G2D (SA:G2DI33), uma alternativa para o investidor de varejo que quer investir em private equity.

LEIA MAIS - IPO de G2D Investimentos (G2DI33): Cadê o Iate do Acionista?

A companhia, uma controlada da GP Investments (SA:GPIV33), teve a listagem de suas ações Classe A aprovada pela Bolsa de Valores de Bermudas onde tem sede, em 2021 e seus Brazilian Depositary Receipts (BDRs, recibos representativos das ações) listados na B3 (SA:B3SA3).

Para você ainda não familiarizado, fundos de venture capital (VC) e Private Equity (estes num estágio posterior) investem, financiam e ajudam no desenvolvimento de empresas que ainda não possuem tamanho para fazer uma oferta pública inicial de ações (IPO).

Boa parte da criação de valor está nesse estágio anterior ao IPO, quando as empresa – as que dão certo, claro - crescem de forma acelerada.

Obviamente, assim como algumas companhias pequenas viram gigantes, a maioria não tem sucesso e, por isso mesmo, é comum que esses fundos invistam em uma carteira grande de empresas, na qual muitas não terão êxito, mas outras podem render retornos extraordinários.

Este tipo de investimento em geral têm maior risco e menor liquidez, dado que o prazo para obter o retorno é dependente do sucesso e crescimento das empresas e do desinvestimento nelas e, até por isso, seu acesso no Brasil era restrito a investidores mais qualificados

A maior diversificação ao investir nestes ativos mais arriscados é essencial em minha opinião.

O acesso ainda é limitado, mas acredito que entraremos numa nova era onde mais e mais opções e acesso à diferentes investimentos para a pessoa física vai surgir.

Fico feliz com o maior acesso que prevejo do varejo a mais tipos de investimento. O varejo, que antes ficava praticamente de fora desta opção de investimento, agora talvez possa participar desta festa.

Últimos comentários

Carregando o próximo artigo...
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.