Centrais Eletricas Brasileiras SA ADR (EBRb)

8,850
+0,020(+0,23%)
After-Hours
8,590
-0,260(-2,938%)
- Dados atuais
  • Volume:
    9.869
  • Var. Diária:
    8,760 - 8,960
  • Var. 52 semanas:
    5,140 - 9,660
  • Tipo:Ações
  • Mercado:EUA
  • ISIN:US15234Q1085
  • CUSIP:15234Q108

Centrais Eletricas Brasileiras SA ADR - Visão Geral

Fechamento Anterior
8,83
Var. Diária
8,76-8,96
Receita
-
Abertura
8,86
Var. 52 semanas
5,14-9,66
LPA
-
Volume
9.869
Capitalização
14,21B
Dividendo (Yield)
0,2944
(3,33%)
Volume Médio (3m)
49.725
Relação P/L
-
Beta
-
Variação em 1 ano
13,5%
Ação em Circulação
1.568.930.910
Próximos Resultados
10 de ago. de 2022
Qual sua opinião sobre Centrais Eletricas Brasileiras ADR?
ou
O mercado está atualmente fechado, a votação está disponível somente quando o mercado estiver aberto.

Centrais Eletricas Brasileiras SA ADR Notícias

Centrais Eletricas Brasileiras SA ADR - Perfil da Empresa

Centrais Eletricas Brasileiras SA ADR - Perfil da Empresa

Funcionários
12126
Mercado
Brasil

A Centrais Elétricas Brasileiras S.A. é uma empresa de energia elétrica. A Empresa atua nos segmentos de geração, transmissão, distribuição e comercialização. A Empresa opera por intermédio de várias empresas, incluindo a holding Eletrobrás, CGTEE, Chesf, Eletronorte, Eletronuclear, Eletrosul, Furnas, Amazonas Energia, Distribuição Acre, Distribuição Alagoas, Distribuição Piauí, Distribuição Rondônia, Distribuição Roraima e metade do capital da Itaipu Binacional. A Empresa tem uma capacidade total instalada para geração de mais de 44.150 megawatts. Possui uma rede nacional de linhas de transmissão de aproximadamente 60.500 quilômetros de extensão. A Usina Megawatt Solar da Eletrobrás Eletrosul tem mais de 4.000 painéis fotovoltaicos, totalizando uma área de aproximadamente 8.300 metros quadrados. A Usina Megawatt Solar da Eletrobrás Eletrosul tem uma capacidade instalada de aproximadamente 1 megawatt-pico (MWp), e a Usina Megawatt Solar pode produzir aproximadamente 1,2 gigawatt/hora (GWh).

Leia Mais

Resumo Técnico

Tipo
5 min
15 min
Hora
Diário
Mensal
Médias MóveisCompra ForteCompra ForteCompraCompra ForteCompra Forte
Ind. técnicosCompraCompra ForteCompra ForteCompra ForteCompra Forte
ResumoCompra ForteCompra ForteCompra ForteCompra ForteCompra Forte
  • A proposta da Agência Nacional de Energia Elétrica que regulamenta a destinação de bens da União sob administração da Eletrobras (Busa) vai entrar em consulta pública nesta quinta-feira, 16 de dezembro. Ela trata de bens e instalações encampados e desapropriados com recursos da Reserva Global de Reversão, que permanecerão com a estatal até que sejam vendidos ou transferidos a agentes do setor elétrico ou à Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União (SPU).A retirada desse patrimônio do guarda-chuva da empresa está prevista na Lei 14.120, de 2021, e é um passo necessário no processo de desestatização. De acordo com a Eletrobras, existem 1.994 Busas, dos quais 1.872 são classificados como servíveis às atividades de geração, transmissão e distribuição, 67 são inservíveis, 25 servíveis desativados, 23 alienados e sete em posse da SPU.Do total, 75% estão na região Sudeste, a maior parte com a Cesp, já privatizada, que tem 1.414 bens vinculados à concessão do Complexo Hidrelétrico Paraibuna-Paraitinga. Outros 21% estão no Nordeste, 4% na região Sul e apenas seis desses bens nas regiões Norte e Centro-Oeste.Uma condição para a venda de bens móveis e imóveis é que eles devem ser declarados inservíveis às atividades de geração, transmissão e distribuição pela Eletrobras ou por empresas outorgadas que fazem a gestão do bem. A Aneel, em ambos os casos, terá que autorizar a operação, mas, no caso dos imóveis, a aprovação depende de manifestação prévia de desinteresse da União.Em caso de interesse as instalações deverão ser transferidas para a SPU, que vai suceder a Eletrobras nos contratos, convênios, direitos, obrigações e nas ações judiciais em que a empresa seja parte.A transferência de bens servíveis para concessionários, permissionários ou autorizados de geração, transmissão ou de distribuição de energia elétrica serão feitos sem custo às empresas que os utilizem. Elas ficarão responsáveis pela gestão e administração, mas os bens continuarão sendo da União. A Aneel vai receber contribuições até 31 de janeiro de 2022.
    0
    • Pergunta : pq o pre-market nao abriu aqui ainda ? Obrigado
      1
      • 8am la, 10 aqui
        0
    • EBR = ELET3EBRb = ELET6
      0
      • Eletkoncá vai desabar no paredão de hoje!
        9
        • Kkkkkkkk
          0
        • Pode mas ta muito firme
          0
        • o animal não presta nem pra fazer piada kkk vai assistir BBB SEU EX TRUME
          0
      • After-Hours7,76 +1,84 +31,08%
        0
        • Amanhã o Presidente rasga a MP e toda euforia acaba! kkk
          14
          • Amanhã sobe uns 25%
            0
            • Amanhã vai desabafar! uma coisa é o fato outra o boato
              10
              • Unica coisa que vai desabar eh teu * da bunda depois de ver o volume maior q 2bi e alta expressiva hj é so o começo!!!!!
                0
              • Desabafar? Será que a ação está com algum problema pessoal?
                0
            • Será que a ELET3 abre com 30% de alta ?
              1
              • Vicente Silva  então fique longe pra não ser esmagado....
                0
              • GAP lindo de alta na abertura.
                0
              • Vai mais
                0
            • Essa e a pref ou on?
              0