Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
🔎 Confira as ProTips completas de NVDA e descubra riscos e retornos DESCONTO de 40%

Esboço de acordo da OMS pressiona por equidade para evitar novo "fracasso" após Covid-19

Publicado 01.02.2023 15:17
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Prédio da OMS em Genebra 18/05/2020 REUTERS/Denis Balibouse
 
PFE
+0,73%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
JNJB34
+1,56%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
PFIZ34
+1,49%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
MRNA
-3,00%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
BNTX
+0,43%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
J1CI34
0,00%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Por Jennifer Rigby e Gabrielle Tétrault-Farber

LONDRES/GENEBRA (Reuters) - Os governos podem ter que reservar medicamentos e vacinas para a Organização Mundial da Saúde (OMS) distribuir nos países mais pobres para evitar a repetição da "falha catastrófica" durante a pandemia da Covid-19, de acordo com um esboço inicial de um acordo pandêmico global.

Uma das propostas mais concretas do esboço do acordo analisado pela Reuters nesta quarta-feira inclui uma medida para reservar 20% de quaisquer testes, vacinas ou tratamentos desenvolvidos para uso em países mais pobres.

O esboço também parece destinado a continuar um debate de longa data, pedindo a renúncia aos direitos de propriedade intelectual durante as pandemias, o que os defensores dizem que permitiria um acesso mais amplo a medicamentos e vacinas que salvam vidas mais rapidamente.

A indústria farmacêutica é contra a medida.

O esboço também mantém disposições anteriores que poderiam fazer com que as empresas farmacêuticas divulgassem detalhes de quaisquer contratos públicos para vacinas e tratamentos durante essas emergências globais de saúde.

O acordo, comumente conhecido como tratado pandêmico, foi elaborado pelos Estados-membros da OMS e agora passará por um longo processo de negociação antes de ser finalizado.

As negociações sobre o esboço do tratado começarão em 27 de fevereiro e devem continuar até 2024. Os Estados-membros concordaram que o tratado será juridicamente vinculante para aqueles que o assinarem, mas ainda não está claro como isso será aplicado.

"É uma chance única em uma geração de fazer uma mudança de paradigma na proteção e melhoria da saúde da população mundial", disse Fadela Chaib, porta-voz da OMS, sobre o acordo.

O rascunho começa dizendo que está sendo elaborado "em reconhecimento ao fracasso catastrófico da comunidade internacional em mostrar solidariedade e equidade em resposta à pandemia da doença de coronavírus (Covid-19)".

(Reportagem de Jennifer Rigby e Gabrielle Tétrault-Farber)

Esboço de acordo da OMS pressiona por equidade para evitar novo "fracasso" após Covid-19
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (1)
Luciano Celso Ribeiro Camargo
Luciano Celso Ribeiro Camargo 01.02.2023 18:20
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Até parece que estão realmente preocupados com a vida das pessoas. Nunca estiveram, e não é agora que vão esta. São protagonistas descarados da Nova Ordem Mundial com sua nefasta Agenda 2030.
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail