Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Atualize já

Vendas no varejo do Brasil têm em junho maior queda desde fim de 2021, e acima do esperado

Dados Econômicos 10.08.2022 10:50
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Pedestre caminha em frente a loja no Rio de Janeiro 15/05/2017 REUTERS/Pilar Olivares

Por Camila Moreira e Rodrigo Viga Gaier

SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO (Reuters) -As vendas no varejo do Brasil chegaram ao fim do segundo trimestre com a maior queda mensal desde o final do ano passado, recuando mais do que o esperado em junho, com perdas disseminadas entre as atividades em meio à inflação elevada e o crédito apertado.

Em junho o setor registrou contração de 1,4% nas vendas na comparação com o mês anterior, de acordo com os dados divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado é o segundo seguido no vermelho, com o setor acumulando nesses dois meses perda de 0,8% na comparação com o bimestre anterior. Também foi a contração mais intensa desde dezembro do ano passado (-2,9%), e mais forte do que a expectativa em pesquisa da Reuters de recuo de 1,0%.

Apesar das duas leituras negativas seguidas, as vendas varejistas encerrarem o segundo trimestre com ganho de 1,1% na comparação com os três primeiros meses do ano.

"Há uma perda de fôlego no terceiro bimestre frente aos anteriores. O segundo trimestre ainda tem um abril positivo que destoa e fica distinto do movimento da ponta", explicou o gerente da pesquisa, Cristiano Santos.

“O que está por trás disso...é o crédito mais caro com juros elevados. A inflação continua fazendo muita pressão nas atividades, uma vez que em junho ela era ainda era muito pronunciada para combustíveis e alimentos", completou Santos.

Na comparação o mesmo mês do ano anterior, as vendas recuaram 0,3%, também pior do que a expectativa de estabilidade..

O desempenho do setor varejista brasileiro veio mostrando perda de força ao longo do ano, com medidas de auxílio do governo e a recuperação do emprego sendo compensadas pela inflação elevada e pelo aperto de crédito.

De acordo com o IBGE e com analistas, a renda adicional proporcionada por medidas do governo na primeira metade do ano acabaram sendo usadas para pagamento de dívidas e eventualmente para poupança.

"Boa parte desses recursos não vão para o consumo dessa vez, vão para ... esse endividamento. Diferente do ano passado, de 2020, não vai dar aquela sensação de compras muito mais fortes", disse o estrategista da RB Investimentos Gustavo Cruz.

O segundo semestre, entretanto, pode registrar novo fôlego, com a combinação da redução do ICMS de itens essenciais e aumento da renda das famílias com a PEC dos Benefícios, que tem por objetivo aumentar ou criar novos benefícios sociais.

ROUPAS E SUPERMERCADOS

Entre as oito atividades pesquisadas, sete tiveram retração no mês. As maiores influências sobre o índice geral foram exercidas pelas contrações de 5,4% nas vendas de tecidos, vestuário e calçados e de 0,5% em hiper e supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo.

A única atividade a apresentar crescimento das vendas em junho foi a de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria, de 1,3%.

“Esse é um tipo de produto que, na maioria das vezes, você não consegue substituir. Isso aumenta o dispêndio de uma família que pode ter que gastar nessa atividade e diminuir o consumo em outras”, avaliou Santos.

O comércio varejista ampliado, que inclui veículos, motos, partes e peças e material de construção, teve recuo no período de 2,3%. Tanto o setor de veículos e motos, partes e peças (-4,1%) quanto o de material de construção (-1,0%) recuaram.

O Banco Central elevou na semana passada a taxa Selic em 0,50 ponto percentual, a 13,75%, em sua tentativa de domar a inflação elevada. Embora o BC tenha dito que avaliará a necessidade de ajuste residual nos juros em sua reunião de setembro, boa parte dos mercados parece acreditar que este ciclo de aperto monetário já chegou ao fim.

A autoridade monetária também alertou que o prolongamento de políticas temporárias de apoio à renda pode elevar prêmios de risco do país e as expectativas de inflação.

(Edição de Luana Maria Benedito)

Vendas no varejo do Brasil têm em junho maior queda desde fim de 2021, e acima do esperado
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (4)
luiz fernando tavoglieri
luiz fernando tavoglieri 17.09.2022 15:34
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A próximo reunião do copom deve chegar a Selic 14% .mas numa tentativa de frear a produção e não o consumo. harmonizando consumo e produção.
Pedro Pontes
Pedro Pontes 10.08.2022 10:00
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Enquanto isso agro e servicos bombando compensando toda essa perda PIB desse ano ficara acima de 2% choram lefts!
Marcelo Marques
Marcelo Marques 10.08.2022 9:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Viva o Jegues!
Mantt Newmann
Mantt Newmann 10.08.2022 9:49
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Caiu? CURPA DA GROBO E DO STF.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail