Últimas Notícias
0

Desvalorização da lira afeta o poder de compra dos turcos

Economia23.09.2018 06:06
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
Desvalorização da lira afeta o poder de compra dos turcos

Lara Villalón.

Istambul, 23 set (EFE).- A forte desvalorização da moeda da Turquia, a lira, que caiu em relação ao euro 40% neste ano, está afetando cada vez mais a compra de bens essenciais no país, onde muitos fabricantes em vez de aumentar os preços, reduzem as quantidades, mas vendem os produtos pelo mesmo valor.

Muitos turcos compartilham nas redes sociais fotos de produtos vendidos em supermercados locais em quantidades menores do que antes para camuflar um aumento dos preços.

A inflação na Turquia superará este ano, segundo as previsões do próprio governo, pela primeira vez em uma década, os 20%.

"Parabenizo as empresas que não têm aumentado os seus preços. Eu aprecio seus esforços em reduzir o peso de seus produtos", afirmou ironicamente um usuário, que compartilhou uma imagem de uma barra de chocolate que passou de 35 para 32 gramas.

Ahmet, dono do supermercado Arzum, no centro de Istambul, confirmou que observou a diminuição do volume de alguns produtos que recebe de seus fornecedores.

"Tenho notado em vários produtos de panificação industrial e alguns lanches. De repente passaram de 170 para 150 gramas, mas o preço é o mesmo. Espero que o Governo tome medidas", disse à Agência Efe.

Este empresário observa que o aumento geral dos preços começa a afetar as vendas diárias.

"Nós sofremos uma queda acentuada nos clientes no último mês, em cerca de 30% a 40%. Tive que inclusive abrir mão de um de meus funcionários", comentou.

Em janeiro deste ano, um euro era trocado por 4,5 liras, enquanto que na semana passada a equivalência já era de 7,3 liras.

Tudo isso com um salário médio na Turquia que é de 2 mil liras mensais, antes dos impostos, uma quantia que no início do ano equivalia a 445 euros e que agora é de apenas 275 euros.

O governo islamita do presidente Recep Tayyip Erdogan anunciou este mês um aumento de 15% nas tarifas de eletricidade e de 9% nas tarifas de gás, enquanto para a produção industrial, o gás subiu 14%.

O aumento do custo de produção levou várias empresas locais a subir o preço de seus produtos ou reduzir a quantidade de gramas para evitar um aumento do preço.

Diante das queixas de milhares de consumidores, o Ministério do Comércio da Turquia anunciou que irá investigar e aplicar multas às empresas que tenham aumentado de forma "anormal" os preços ou tenham recorrido a "altas de preços secretas".

A desvalorização da moeda turca também afetou um dos bens de consumo mais básicos: o pão.

A Federação de Panificação do país informou recentemente que terão que aumentar o preço dos palitos de pão e do "simit", um pãozinho de consumo habitual na Turquia.

"O simit não está caro somente por causa do preço da farinha, mas também devido ao do gergelim, que encobre o pãozinho", afirmou Figen, dona de uma padaria.

"Nós vendemos a mesma quantidade de pão, mas alguns centavos mais caros que no ano passado. Tenho notado uma mudança de consumo nos pãezinhos e bolos. As pessoas estão comprando a opção mais barata", contou.

Kemal, gerente de uma loja de bebidas alcoólicas e tabaco, também notou uma mudança no consumo.

"A maioria dos produtos que vendemos são marcas estrangeiras e com a mudança para a lira eles ficam mais caros, mas não perdemos clientes. Eles simplesmente compram a opção mais barata", comentou.

Os bares do centro de Istambul também lutam para ajustar os preços das bebidas alcoólicas para não perder a clientela.

"Há um ano vendíamos a jarra de meio litro de cerveja a 12 liras (então 2,4 euros). Agora ela é vendida a 17 (2,3 euros) e continuamos perdendo clientes, pois os salários não sobem e as pessoas não podem pagar o que pedimos. Ajustamos os preços o máximo que podemos", afirmou Serhat, dono do bar Tanya.

Desvalorização da lira afeta o poder de compra dos turcos
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias ou ataques pessoais dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários
Anderson Couto PRO
Anderson Couto PRO 23.09.2018 12:12
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Que situação horrivel, cabe ao governo criar normas de fomento ao crescimento da moeda local em.relação aos fornecedores europeus, infelizmente a população sofre pois alguem tem que pagar esse déficit, e os pequenos empresários tendem a perder clientes e o foco de todos O LUCRO.
Responder
0 0
Anderson Couto PRO
Anderson Couto PRO 23.09.2018 12:12
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Que situação horrivel, cabe ao governo criar normas de fomento ao crescimento da moeda local em.relação aos fornecedores europeus, infelizmente a população sofre pois alguem tem que pagar esse déficit, e os pequenos empresários tendem a perder clientes e o foco de todos O LUCRO.
Responder
0 0
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Registrar-se com Google
ou
Registrar-se com o e-mail