Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Últimas Notícias

Postura mais agressiva do Fed é o melhor para garantir expansão mais longa, diz Bullard

Ânimo global empurra dólar a mínima em quatro meses e moeda rompe suporte técnico

Moedas01.12.2020 18:05
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Notas de reais e dólares em casa de câmbio no Rio de Janeiro

Por José de Castro

SÃO PAULO (Reuters) - Uma onda de vendas de dólares dominou o mercado de câmbio nesta terça-feira, com a moeda norte-americana rompendo um importante suporte técnico pela primeira vez em 16 meses e descendo ao menor patamar desde julho, sob pressão do amplo apetite por risco global amparado por expectativa de mais estímulos no mundo e de retomada econômica mais rápida.

O real liderou os ganhos entre as principais divisas globais, mas foi seguido de perto por vários rivais que se beneficiam de esperanças de recuperação econômica global. O índice do dólar ante uma cesta de moedas despencou a uma mínima em mais de dois anos e meio, enquanto as ações em Wall Street bateram novos recordes.

O dólar à vista caiu 2,22%, a 5,2282 reais na venda, menor patamar para um encerramento desde 31 de julho passado (5,2185 reais). A moeda oscilou em queda durante toda a jornada, variando entre 5,3304 reais (-0,30%) e 5,2174 reais (-2,42%).

Com a baixa desta terça, a cotação terminou abaixo de sua média móvel de 200 dias (5,3088 reais), um importante suporte técnico rompido de forma consistente durante a sessão --movimento que, segundo analistas, retroalimentou as vendas.

O dólar não fechava abaixo dessa média móvel desde 31 de julho de 2019.

"Rally Biden, juros e dólar derretem", resumiu Paulo Gala, mestre e doutor em Economia e professor da disciplina na FGV-SP, referindo-se ao grande otimismo dos mercados de que a administração de Joe Biden, presidente eleito dos Estados Unidos, e sua equipe econômica abram as torneiras de dinheiro barato e irriguem a economia com ainda mais liquidez, que poderia migrar para mercados emergentes, como o Brasil.

Ao apresentar seu time econômico, Biden apelou ao Congresso que aprove um pacote de alívio ao coronavírus que está paralisado há meses e prometeu mais ações para reativar a economia depois que assumir o cargo no mês que vem. Biden disse que qualquer pacote aprovado pelo Congresso antes de ele assumir, em 20 de janeiro, seria "apenas o começo".

A futura secretária do Tesouro, Janet Yellen (ex-chair do Federal Reserve), afirmou que medidas urgentes são necessárias para evitar que o tombo da economia se retroalimente.

Os mercados em todo o mundo vêm num rali de risco desde a eleição norte-americana, ocorrida em 3 de novembro, confiantes na eleição de Biden e no aumento de gastos. Desde essa data, o dólar no Brasil acumula um tombo de 9,25%.

"Fluxo relevante para emergentes, principalmente no mês de novembro. Até 27 de novembro estrangeiros entraram com mais de 32 bilhões de reais na bolsa brasileira, número que pode se tornar muito maior se o país endereçar o fiscal de forma responsável", comentou no Twitter Leonardo Monoli, gestor do Opportunity Total.

O Instituto de Finanças Internacionais (IIF, na sigla em inglês) calcula que o quarto trimestre de 2020 será o de maior influxo a mercados emergentes desde os primeiros três meses de 2013.

Não bastasse o ambiente externo já propício ao risco, no meio da tarde o dólar aprofundou a queda ante o real após notícia de que o presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), vai incluir a proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2021 na pauta da sessão conjunta no dia 16 de dezembro, o que sinaliza algum direcionamento para o Orçamento de 2021.

Os juros futuros desabaram cerca de 20 pontos-base, enquanto o Ibovespa saltava 2,2% a caminho do fechamento, acima de 111 mil pontos.

O risco de aumento de despesas no Brasil em 2021 depois do salto no déficit primário neste ano por causa da pandemia representa uma dor de cabeça para os mercados. A deterioração das contas públicas, segundo analistas, ainda é o principal motivo para a disparada de 30,28% do dólar ante o real em 2020.

Mas o Bank of America disse estar "cautelosamente otimista" com relação ao real, citando justamente expectativa de maior clareza sobre o cenário fiscal no primeiro trimestre de 2021, além de valuations "atrativos".

"Em nosso cenário-base, o teto de gastos permanecerá em vigor ao longo de 2021 e a agenda de reformas avançará, o que seria positivo para o real", disseram em relatório Gabriel Tenorio e Claudio Irigoyen.

Os economistas do banco projetam que o dólar fechará 2020 em 5,30 reais e descerá a 5,10 reais ao fim de março, nível no qual terminará o segundo e o terceiro trimestres de 2021.

Ânimo global empurra dólar a mínima em quatro meses e moeda rompe suporte técnico
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (16)
Roger Bamdra
Roger Bamdra 02.12.2020 14:41
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A vendita do Correios e Petrobas e fim do Brasil
Renan Duarte
Renan Duarte 02.12.2020 12:59
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Alexandre Rana
Alexandre Rana 01.12.2020 22:32
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Nao sei a quanto o dolar vai fechar, mas que é estranho este otimismo é, Pais com mais de 14 milhoes de desempregados, defict na casa dos 100 % do PIB, recorde de empresas fechando as portas, covid 19 voltando aos níveis de abril, hospitais com leitos de UTI perto da capacidade, governo sem base para fazer reformas e por ai vai..... um pouco difícil ser otimista com este cenário mas segue a euforia depois veremos o resultado
Arnaldo Antonio Pereira
Arnaldo Antonio Pereira 01.12.2020 22:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Vamos empurrar este dolar pra baixo quanto mais baixo melhor para nós porque com o valor alto do dolar os agricultores estão exportando nossa produvção de alimentos Onde vem a ter essa alta grande doa alimentos e tbm a carne
Bruno Duarte
Bruno Duarte 01.12.2020 21:14
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Incrivel os chutes dos especialistas . Acredito no dolar abaixo dos 5,00 em dez/20
Rosildo da Silva
Rosildo da Silva 01.12.2020 19:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Só falta Bolso-Guedes influencer de fanáticos lunáticos trumpistas não dar uma de Grinch e acabar com Natal... aí é lua
Ruy Novaes
Ruy Novaes 01.12.2020 19:05
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Cautela, muito blá blá blá... qdo começarem realizar, os fundos melhorarem seu desempenho para Apresentar para os cotiatas, vai ser complicado...
Flavio Moura
Flavio Moura 01.12.2020 18:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Só DitáDoria influencer de governadores / prefeitos não dar uma de Grinch e acabar com Natal...ai é lua
Ricardo P Silveira
Ricardo P Silveira 01.12.2020 18:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Seria Lua se o Bolsolóide tivesse feito a CONTENÇÃO correta do vírus, assim como fez a CHINA que está DECOLANDO... Mas o RET4RD4DO do Planalto preferiu ficar por aí comendo pastel nas padarias estimulando o contágio do "rebanho" ; )
Flavio Moura
Flavio Moura 01.12.2020 18:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
STF determinou que ações na saúde é de  prefeitos e governadores, memoria curta, quando BOlsonaro repatriou os brasileiros da China colocou em quarentena na base militar e o que a Globo e partidos PSDB PT fizeram? um estardalhaço ...quando quis que governadores cancelassem carnaval, Doria Witzel e governadores do nordeste disseram que iam perder os DOLARES DOS ESTRANGEIROS...não se trata de ser Bolsonaro gado ou etc e tal se trata de ser nacionalista e por fim a PSDB PT ...Ciro Maia Lula ou Doria...fim da velha politica, que se nao tiver toma la da K nao vai...quem elege 70% de centrão que não deixa qualquer presidente fazer nada???
César Ferreira
César Ferreira 01.12.2020 18:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
a ditadura da China faz o que quer,só um tolo acredita que por lá tudo está certo. incrível confiar nos números chineses
Ricardo P Silveira
Ricardo P Silveira 01.12.2020 18:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
César Ferreira  confiar nos números da China é o mesmo que confiar nos números do Ministério da Saúde do Eduardo PAZUELLO. Alguém confia nestes números maquiados?
Ricardo P Silveira
Ricardo P Silveira 01.12.2020 18:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Flavio Moura  a velha política está impregnada no sangue do velho político Bolsonaro. Tanto está que acabou de fazer um "pacto com El Diablo" do CENTRÃO... em campanha dizia que nunca teria este pacto com o demo... tô vendo de queixo caído o Dilmo de calças fazer exatamente o que a Dilma de saias fazia. *** VELHA POLÍTICA para velhos políticos ***
Ricardo Gomes
Ricardo Gomes 01.12.2020 18:44
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
quando os BC começarem a reajustar (subir) as taxas de juros, será dólar nas alturas e bolsas caindo.
Pedro Hurwicz
Pedro Hurwicz 01.12.2020 18:27
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Como vê esse papo de Suporte, Topo, Fundo e gráficos para nada serve
Rodrigo Leite
Rodrigo Leite 01.12.2020 18:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Caindo por causa de que pais quebrado governo nao gosta de dolar baixo kkkk agradeça ao biden por dolar cair kkkk
Offer Prime
Offer Prime 01.12.2020 18:18
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O mercado vai começar a cair logo logo.
Gustavo Pavan Souza
Gustavo Pavan Souza 01.12.2020 18:02
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
o governo tá preso numa sinuca de bico, sem auxílio o risco fiscal diminui, teoricamente o dólar fica na baixa, mas a popularidade do governo no início de 2021 sem auxílio com a maior taxa de desemprego dos últimos tempos, vai cair para patamares de Dilma. complicado.
Mostrar respostas anteriores (9)
Marcelo Pereira
Marcelo Pereira 01.12.2020 18:02
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ricardo P Silveira  , Pior ele fez pacto com o Centrão e aqui em São Paulo estava apoiando o PSOL pelos bastidores para tentar derrotar o PSDB. Benfeito, sentou na graça, não elegeu ninguém pelo Brasil.
Flavio Moura
Flavio Moura 01.12.2020 18:02
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Lourival Carvalho , eu prefiro um balde no lugar de qualquer governante que as coisas sairiam melhor, mas infelizmente se ninguém for votar...não meu caro, não exist isso, alguém ira votar nem que for os comissionados puxa saco e familia do corrupto e ele será eleito, reeleito e vc estara obrigatoriamente sobre os mandos e desmandos deste politico, o exemplo o lockdown! confisco de poupança e outras maluquisses...até o dia que um obrigar todo mundo dar a toba...  Somente uma reforma politica séria onde o camarada possa ficar só 4 anos...5 anos e não possa ser reeleito ou eleger nenhum parente...e prestar conta diariamente...ser filmado e fazer relatorios diario do que fez e faz...corrupção tem quer ser crime hediondo pena severa 30 40 anos sem ver a luz do sol trancado...!
Andollinni Carleone
Andollinni Carleone 01.12.2020 18:02
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Mirella Vinedas vai ganhar de novo!
Ricardo P Silveira
Ricardo P Silveira 01.12.2020 18:02
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Andollinni Carleone  a cada dia conto menos votos daqueles que, assim como eu, deram lá atrás alegando "voto útil"... estou vendo minguar esses votos, restando apenas a militância que não dá nem 20%
Andollinni Carleone
Andollinni Carleone 01.12.2020 18:02
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ricardo P Silveira ai que vc se engana. Até o Nordeste vai votar nele em massa. Veremos em 2022.
George Alves Batista
George Alves Batista 01.12.2020 17:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
tenho cotas de dólar há 2.99
CLEYME TITO
CLEYME TITO 01.12.2020 17:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
parabéns
George Alves Batista
George Alves Batista 01.12.2020 17:50
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
depois ele dispara de novo vou comprar mais aínda
Paulo C C Vargas
Paulo C C Vargas 01.12.2020 17:50
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Hahahahahahahahahahaha
Pedro Hurwicz
Pedro Hurwicz 01.12.2020 17:50
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Como vê esse papo de Suporte, Topo, Fundo e gráficos para nada serve
Andollinni Carleone
Andollinni Carleone 01.12.2020 17:36
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Falei que o dolár ia voltar para patamares pré-pandemia com a liberação de vacinas.
Mostrar respostas anteriores (1)
Eduardo José Nicolau Feliz
Eduardo José Nicolau Feliz 01.12.2020 17:36
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Pre pandemia é 4,/4,20... nao sei. Mas fecha o ano 4,80. O real apanhou demais este ano
Andollinni Carleone
Andollinni Carleone 01.12.2020 17:36
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Rodrigo Leite nem opero dólar. Fato é: vai cair mais.
Andollinni Carleone
Andollinni Carleone 01.12.2020 17:36
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Eduardo José Nicolau Feliz eu acho que ainda fecha o ano pouco acima de 5,00. Para 2021 volta para abaixo de 4,50 com certeza.
Flavio Moura
Flavio Moura 01.12.2020 17:36
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Se o dólar não estivesse alto nosso PIB seria - 10% igual previu Moody´s Stanley Poor´s OMC ONU OCDE e outros tantos orgãos agencias etc que gostam de depreciar o Brasil...as exportações fluíram o agro/pecuária, minérios, petróleo sustentaram a balança. Sem falar que importamos menos, porém aumentaram aos preços internos e pagamos mais caro pelos produtos, isso reverteu em menos itens no ticket, mais com valor maior, arrecadou-se mais...e pode-se manter auxilio que manteve de certa forma o comercio.
Felipe Moreira
Felipe Moreira 01.12.2020 17:36
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
pré pandemia taxa em 5% e M2 menos da metade do atual e USA em pleno emprego.. Pós pandemia: queda no consumo americano, M2 ridiculamente alto, fiscal horrível, endividamento crescente tanto no público quanto no privado, e Selic a 2%... boa sorte nessa sua lógica de se antes era limão depois virou limonada, só voltar a fazer limão de novo.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail