Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

BC eleva Selic a 5,25%, e indica que juros vão superar patamar neutro para conter inflação

Moedas04.08.2021 19:30
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Pessoas passam em frente à sede do Banco Central em Brasília 16/05/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino

Por Marcela Ayres

BRASÍLIA (Reuters) - O Banco Central aumentou o ritmo de aperto monetário nesta quarta-feira ao subir a Selic em 1 ponto, a 5,25% ao ano, indicando que deve repetir a dose em setembro diante das pressões inflacionárias.

Para domá-las, o BC também apontou que a necessidade agora é de uma taxa básica de juros acima do patamar neutro, ou seja, em nível suficiente para desaquecer a economia.

Antes, a comunicação do BC destacava que o processo de ajustes na Selic mirava a normalização da taxa de juros para a neutralidade.

"O Copom considera que, neste momento, a estratégia de ser mais tempestivo no ajuste da política monetária é a mais apropriada para garantir a ancoragem das expectativas de inflação", afirmou o Comitê de Política Monetária do BC, em comunicado.

"Neste momento, o cenário básico e o balanço de riscos do Copom indicam ser apropriado um ciclo de elevação da taxa de juros para patamar acima do neutro", acrescentou o texto.

Em pesquisa Reuters, 37 dos 46 economistas ouvidos pela Reuters estimavam uma elevação na Selic nesta magnitude. Os nove restantes previam que a alta seria menor, de 0,75 ponto.

Esta foi a quarta vez seguida que o BC subiu os juros básicos, mas a primeira desde fevereiro de 2003 em que lançou mão de um aperto de 1 ponto percentual.

Quando iniciou a elevação na Selic em março, após deixá-la por quatro reuniões seguidas na mínima histórica de 2%, o BC assinalou que buscava a normalização parcial da taxa, reduzindo assim o estímulo que buscou injetar na economia após a crise com a pandemia de coronavírus ter levado a atividade a sofrer um tombo recorde no ano passado.

Mas já em junho, quando se reuniu pela última vez, o Copom passou a indicar que mirava a normalização da taxa de juros para o patamar considerado neutro, em que a Selic não aquece e nem esfria a economia. Esse nível está ao redor de 6,5%, segundo indicação do próprio BC.

A mudança de agora veio na esteira de renovadas pressões inflacionárias, embaladas por preços mais altos de combustíveis e da energia elétrica.

Segundo o BC, a inflação ao consumidor continua se revelando persistente.

"Os últimos indicadores divulgados mostram composição mais desfavorável. Destacam-se a surpresa com o componente subjacente da inflação de serviços e a continuidade da pressão sobre bens industriais, causando elevação dos núcleos", afirmou.

"Além disso, há novas pressões em componentes voláteis, como a possível elevação do adicional da bandeira tarifária e os novos aumentos nos preços de alimentos, ambos decorrentes de condições climáticas adversas. Em conjunto, esses fatores acarretam revisão significativa das projeções de curto prazo", acrescentou.

Aliado a uma recuperação econômica mais forte, o cenário já havia feito muitos agentes econômicos apostarem que o BC, na decisão desta quarta-feira, mostraria a intenção de levar os juros para além do patamar neutro para conseguir domar as expectativas de inflação para o ano que vem, horizonte que atualmente tem maior peso nas suas decisões de política monetária.

Em comunicado, o BC manteve suas previsões para o IPCA em 2022, pelo seu cenário básico, a 3,5%, indicando uma inflação em 3,2% para 2023. Já para este ano, o BC elevou a estimativa de inflação a 6,5%, sobre 5,8% antes.

O centro da meta de inflação é de 3,75% para 2021, de 3,5% para o ano que vem e de 3,25% para 2023, sempre com margem de tolerância de 1,5 ponto para mais ou para menos.

No boletim Focus mais recente, feito pelo BC junto a uma centena de economistas, as perspectivas são piores, com IPCA em 6,79% este ano, 3,8% em 2022 e 3,25% em 2023. Ao contrário do BC, portanto, o mercado já enxerga a inflação acima do centro da meta no ano que vem.

Considerado uma prévia da inflação oficial, o IPCA-15 subiu 0,72% em julho, a maior alta para o mês desde 2004, com o acumulado em 12 meses passando a 8,59%.

BC eleva Selic a 5,25%, e indica que juros vão superar patamar neutro para conter inflação
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (10)
Roberto Maciel
Roberto Maciel 05.08.2021 9:04
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Volta Lula
Alberto Júnior
Alberto Júnior 05.08.2021 7:57
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Cade o especialista em economia e finanças PAULO GUEDES ? Nao houve acompanhamento e nem planejamento estrategico.
Hugo Silva
Hugo Silva 05.08.2021 6:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
quando o BC deixou o dólar " correr solto " no pré pandemia na visão estúpida dos liberais de Chicago, lembram da empregada doméstica na Disney, isso foi a primeira mostra da incompetência. no setor elétrico, invés de se preocupar com a reformulação do modelo e promover mais concorrência na geração, a preocupação foi vender as empresas. é o governo da incompetência
Rzanoto Zanotto
Rzanoto Zanotto 05.08.2021 6:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Paulo guedes ele tem discurso ele nao consegue controlar inflacao tem subir juro para controlar inflacao
Rzanoto Zanotto
Rzanoto Zanotto 05.08.2021 6:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
E nao consegue fazer ajuste fiscal fica fazendo discurso na verdade ele esta desagreditado
Russo trilionario
Russo trilionario 04.08.2021 22:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
vai ser uma lavada tao grande do lula em cima do bolsonaro ano q vem, acho q essa galera q gosta do bolsonaro nao tem nenhuma percepçao da realidade que os cerca, pessoal, acordem, vai ser tipo flamengo x madureira, 10 x 1, vai ser muita grande a diferença de votos
Vlamir Rodrigues Silva
Vlamir Rodrigues Silva 04.08.2021 22:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Se os dois forem candidatos com o Tiririca, eu voto no Tiririca, qualquer coisa e melhor que qualquer um dos dois. Que Deus tenha piedade do povo brasileiro!
Russo trilionario
Russo trilionario 04.08.2021 22:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
pode votar, vai ser 10 x 1 do mesmo jeito pois nada se compara a esse cancer chamado bolsonaro
welington felix
welington felix 04.08.2021 21:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
"Inflação sazonal e transitória."....agora vai lá atrás da curva.Os EUA cometem o mesmo erro.Powell 22!(maluco)
Mamoru Uehara
Mamoru Uehara 04.08.2021 19:50
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
inflacao a mil e o jegues nao querendo reajustar conforme o aumento. kkk falou ano passado reajuste zero ta louco. e esses aumentos absurdos.
Jardel Pereira
Jardel 04.08.2021 19:50
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
infelizmente o remédio tem de ser amargo IGPM em mais de 30% nos últimos meses, as empresas nunca lucraram tanto como nessa pandemia. vê o lucro da csn astronômico, hoje para construir tem que ter muito dinheiro, o Brasileiro nunca comeu tanto ovo e tão pouca carne como agora, a gasolina no preço mais alto de todos os tempos. o demente em BSB preocupado com voto impresso e motociata.
Mamoru Uehara
Mamoru Uehara 04.08.2021 19:49
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
sifu demo todos. foi querer testar juros baixos sem consumo e subida dos precos achando que aqui era os EUA agora aquenta. xupa. e os financiamentos imobiliarios dando risada bancos. boletos mais caros
Rogerio Falha Sanches
Rogerio Falha Sanches 04.08.2021 19:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Governo de bosta , devia saber que o que reelege é a economia , emprego, inflação e juros baixo ! Vai cair direitinho na jogada do central , afundar o barco e morrer afogado! kkkk
Jose Expedito
Jose Expedito 04.08.2021 19:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Tem que correr atras da inflação agora...
Ricardo Silva
Ricardo Silva 04.08.2021 19:02
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Gov mico. Piada mundial
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail