Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Últimas Notícias

Atividade empresarial na zona do euro desacelera em outubro; preços saltam

Dólar fecha na casa de R$ 5,30 com Powell e zeragem de posições

Moedas22.09.2021 18:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Dólar fecha na casa de R$ 5,30 com Powell e zeragem de posições

Declarações mais duras do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, sobre a retirada de estímulos monetários à economia americana, aliadas a ajustes técnicos no mercado de câmbio doméstico, jogaram para o dólar para cima e fizeram o real amargar o pior desempenho entre as divisas emergentes nesta quarta-feira, 22.

Após oscilar entre a mínima de R$ 5,2516 e a máxima de 5,3186% (ambas registradas à tarde), o dólar à vista encerrou o pregão em alta de 0,34%, a R$ 5,3041, acumulando valorização de 2,56% em setembro. No exterior, o índice DXY - que mede o desempenho do dólar frente a seis divisas fortes - subia 0,27%, na casa dos 93,400 pontos. Mas a moeda americana recuava na comparação com a maioria das divisas de países emergentes e de exportadores de commodities, com destaque para o peso mexicano e o rand sul-africano, considerados pares do real.

O fato é que a moeda brasileira já mostrava fôlego curto pela manhã, marcada pela recuperação dos ativos de risco em meio à redução dos temores de insolvência da incorporadora chinesa Evergrande (OTC:EGRNY) - fruto da informação de que uma de suas subsidiárias vai honrar pagamento de juros sobre bônus e de que o governo chinês pode, no limite, estatizar a empresa. Além disso, o Banco do Povo da China (PBoC) injetou US$ 120 bilhões de yuans (cerca de US$ 18,5 bilhões), garantindo fartura de liquidez no sistema.

Nas mesas de operação, avaliava-se a expectativa pela decisão de política monetária do Fed e ajustes técnicos - além da cautela com a questão fiscal mesmo diante da nova proposta para os precatórios - tiravam força da moeda brasileira.

Segundo o sócio e gestor da Galapagos Capital, Sergio Zanini, circulavam relatos de que fundos de investimento de grande porte estavam zerando posições vendidas em dólar (que apostam na queda da moeda), o que pressionava a taxa de câmbio. "Não se sabe o tamanho dessas posições, mas com a alta das commodities, seria para o dólar cair", afirma Zanini.

O real até ensaiou uma arrancada à tarde, após o tom ameno do comunicado da decisão de política monetária do Fed. Diferentemente do que parte do mercado cogitava, o BC americano não se comprometeu com uma data para a redução do volume mensal de compra de bônus (tapering), restringindo-se a afirmar que se a economia continuar a progredir como o esperado, "uma moderação no ritmo de compra de ativos pode ser necessária em breve".

Em linha com a perda de força do DXY, que passou a cair, e ao aprofundamento das perdas das demais divisas emergentes, o dólar registrou sucessivas mínimas e foi negociado momentaneamente na casa de R$ 5,25. Mas a maré virou logo em seguida, em meio à entrevista coletiva de Powell, cujas declarações foram interpretadas como mais duras que o tom do comunicado.

O presidente do BC americano disse que há consenso entre os dirigentes do Fed de que a redução da compra mensal de bônus pode começar em novembro (há até quem gostaria de que se fosse iniciado mais cedo) e ser encerrada em meados de 2022. A fala de Powell deu fôlego extra à moeda americana, com o índice DXY virando para o lado positivo, o que respingou no mercado local e fez dólar bater na máxima de R$ 5,3186. A febre altista amenizou após o presidente do BC dizer que o "tapering" será realizado de forma "muito gradual".

Na visão de Zanini, da Galapagos, a sinalização é a de que apenas dados econômicos muito ruins, como um relatório de emprego (payroll) negativo, levariam o Fed a desistir de iniciar o tapering neste ano. "Isso foi colocado de maneira incisiva. E o Fed mostra também que não foi abalado pela deterioração do sentimento dos mercados e de eventual contágio por conta da questão da Evergrande e da China", afirma Zanini, que vê possibilidade de o tapering ser encerado em julho. "Para o mercado fica agora a questão da alta de juros. Estão sinalizando que podem subir os juros ao menos uma vez no ano que vem".

Por aqui, investidores seguem monitorando a negociação da nova proposta para os precatórios, a tramitação da reforma do IR no Senado e a implantação do Auxílio Brasil, além de esperar pela decisão do Copom logo mais. Hoje, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que pretende votar a PEC dos Precatórios em um prazo de 15 a 20 dias. Já o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) estima um prazo entre duas e três semanas para concluir a votação da matéria. Pacheco ressaltou que a folga no teto de gastos deverá ser, em boa parte, consumida pelo Auxílio Brasil.

Em relação à reunião do Copom, a aposta majoritária é em elevação da taxa Selic em 1 ponto porcentual, para 6,25% ao ano. A grande questão é qual será o tom do comunicado do comitê, que pode indicar a extensão do atual ciclo de aperto monetário. Parte do mercado já flerta com a possibilidade de a taxa básica ultrapassar 9% e, quiçá, atingir dois dígitos.

Dólar fecha na casa de R$ 5,30 com Powell e zeragem de posições
 

Artigos Relacionados

Dólar sobe a R$ 5,70 com ruptura na equipe econômica
Dólar sobe a R$ 5,70 com ruptura na equipe econômica Por Estadão Conteúdo - 22.10.2021 2

O dólar opera em alta na manhã desta sexta-feira, 22, na contramão da queda predominante no exterior, após a saída de Bruno Funchal (secretário especial do Tesouro e Orçamento) e...

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail