Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Dólar tem leve queda ante real após dados de inflação dos EUA

Moedas10.06.2021 17:30
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Funcionário do banco Korea Exchange conta cédulas de cem dólares na sede da instituição, em Seul 28/04/2010 REUTERS/Jo Yong-Hak

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar teve leve queda contra o real nesta quinta-feira, mesmo após a divulgação de dados norte-americanos de inflação mais altos do que o esperado, enquanto a perspectiva de aumento de juros no Brasil continuava sob os holofotes.

O dólar à vista cedeu 0,07% contra o real, a 5,0669 reais na venda. No decorrer do pregão, a moeda chegou a tocar 5,0329 reais na mínima, queda de 0,74%, e 5,0930 na máxima, alta de 0,45%.

Na B3 (SA:B3SA3), o dólar futuro de maior liquidez ganhava 0,14%, a 5,0800 reais.

O grande "driver" dos mercados nesta quinta-feira foi um relatório do Departamento do Trabalho dos Estados Unidos divulgado pela manhã. Os dados mostraram que o índice de preços ao consumidor norte-americano subiu 0,6% no mês passado, após alta de 0,8% em abril, que havia sido a maior taxa desde junho de 2009.

Nos 12 meses até maio, o índice acelerou a 5,0%, maior alta anual desde agosto de 2008, que veio após ganho de 4,2% em abril. Economistas esperavam alta do índice de 0,4% em maio e de 4,7% em 12 meses.

"A inflação norte-americana veio levemente acima do esperado, mas não foi uma surpresa muito grande", disse à Reuters Mauro Morelli, estrategista da Davos Investimentos, destacando que a alta foi puxada principalmente pelas classes de ativos que têm acelerado com a reabertura econômica, após inatividade durante momentos piores da pandemia.

"O que chamou a atenção é que o mercado cada vez mais está comprando a ideia de uma inflação passageira, alinhada ao discurso do Federal Reserve."

Embora alguns funcionários do banco central norte-americano já tenham começado a reconhecer que estão mais próximos de um debate sobre quando retirar parte de seu estímulo, várias autoridades afirmaram repetidas vezes que enxergam as pressões inflacionárias como temporárias, o que justificaria a manutenção de seu estímulo à economia.

Morelli explicou que a perspectiva de manutenção da política monetária acomodatícia nos EUA, combinada à tendência de elevação de juros no ambiente doméstico, é benéfica para o real. "O diferencial de juros começa a ficar mais atrativo para o Brasil, e fazia tempo que isso não acontecia", afirmou.

Na quarta-feira que vem, tanto o Federal Reserve quanto o Banco Central do Brasil encerram seus encontros de política monetária de dois dias.

Por aqui, a expectativa é de elevação da taxa Selic a 4,25% ao ano, ante patamar atual de 3,5%.

Além do endurecimento da política monetária no Brasil, Morelli chamou a atenção para outro fator que, segundo ele, tem beneficiado o real: o bom desempenho econômico, que por sua vez tem levado a uma melhor percepção sobre a relação dívida/PIB.

Na segunda-feira, a pesquisa Focus do Banco Central mostrou que o mercado elevou com força a expectativa de crescimento econômico do Brasil em 2021 depois de dados melhores do que o esperado sobre a atividade divulgados na semana passada.

Até agora em 2021, o dólar acumula queda de aproximadamente 2,4% contra o real.

Dólar tem leve queda ante real após dados de inflação dos EUA
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (1)
Pedro Hurwicz
Pedro Hurwicz 10.06.2021 18:13
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
o DÓLAR TEVE ALTA DE 0,06%
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail