Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
👀 Invista igual ao Warren Buffett e lucre +174.3% acima do badalado S&P 500 Aproveite desconto de 40%

Mercados financeiros da Argentina avaliam nova gestão econômica em meio a turbulência política

Publicado 04.07.2022 10:44
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Casa Rosada, palácio presidencial, em Buenos Aires 06/06/2022. REUTERS/Agustin Marcarian
 
ARS/BRL
-1,69%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
EUR/ARS
+0,08%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
USD/ARS
-0,00%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

BUENOS AIRES (Reuters) - Os mercados financeiros da Argentina aguardavam nesta segunda-feira as primeiras medidas da nova ministra da Economia do país, que terá de lidar com crescentes desequilíbrios financeiros em meio à turbulência que abala a coalizão de centro-esquerda no poder.

A heterodoxa Silvina Batakis foi nomeada para o cargo no domingo após uma renúncia prematura de Martín Guzmán, que deixou o cargo alegando forte resistência à sua gestão pela ala radical peronista do governo, chefiada pela vice-presidente Cristina Kirchner.

Em meio a uma crise financeira prolongada, a nova chefe da Economia deverá tentar manter o preço do dólar sob controle. Muitos especialistas esperam depreciação adicional do peso argentino devido à instabilidade política, o que pode alimentar ainda mais a inflação, que deve ultrapassar os 70% neste ano, segundo analistas.

"Acho que se criou um vácuo, mas vínhamos de muitos desequilíbrios que temos que ver como serão enfrentados... Como será feito para corrigir esses desequilíbrios mantendo algum grau de apoio", disse a uma rádio local o economista e ex-secretário das Finanças da Argentina, Daniel Marx.

A economista escolhida pelo presidente Alberto Fernández foi responsável pela pasta do Tesouro da província de Buenos Aires entre 2011 e 2015, e, antes de ser nomeada ministra da Economia, atuava como secretária de Províncias do Ministério do Interior da Argentina. Batakis deve assumir oficialmente o cargo nesta segunda-feira.

Batakis é considerada próxima de Kirchner, defensora do rol interventor do Estado na economia e a política mais poderosa da coalizão governista.

"Sua nomeação mostra que o equilíbrio de poder pendeu para o lado kirchnerista, com o risco de se voltar para uma postura fiscal mais expansiva em meio a crescentes desequilíbrios financeiros", disse em relatório Diego Pereira, analista do JPMorgan (NYSE:JPM).

"O mercado já estava fragilizado e agora vai ficar apavorado", disse Riccardo Grassi, chefe de gestão de riscos do fundo de investimento Mangart, que esteve envolvido na reestruturação da dívida argentina, liderada pelo ex-ministro Guzmán em 2020

"Se eles não revisarem o modelo (econômico), ele vai implodir", completou.

(Por Nicolás Misculin; Reportagem adicional de Gabriel Burin, Jorge Otaola, Walter Bianchi e Marc Jones)

Mercados financeiros da Argentina avaliam nova gestão econômica em meio a turbulência política
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (14)
Daniel Silva
Daniel Silva 04.07.2022 14:03
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
É só criar um orçamentinho secreto igual temos aqui e tudo se resolve... pros políticos, é claro.
Fernando Borelli
Fernando Borelli 04.07.2022 13:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Esquerda no poder só gera caos econômico e social. Corrupção é perda de liberdade! Aqui no Brasil a esquerda não volta tão cedo. Podem printar!
Leonardo Ferreira
Leonardo Ferreira 04.07.2022 13:32
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Aumentará o caos. Uma pena.
Chris Chris
Chris Chris 04.07.2022 13:21
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Esquerda afundando a Argentina.
Gustavo Ferreira Santos
Gustavo Ferreira Santos 04.07.2022 12:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
governo macri. deixou a Argentina nessa situação!! na América do Sul não cabe o neoliberalismo!! entendam isso..!!
André Oliveira
André Oliveira 04.07.2022 12:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Justamente! No continente mais desigual do mundo, não tem como ignorar o papel do Estado na atividade econômica e na garantia de condições mínimas de sobrevivência. Aliás, o país mais rico do mundo, e mais liberal economicamente, não resolveu problemas básicos da sua sociedade. Fica a pergunta: teremos que ser o país mais rico do mundo pra fazermos alguma coisa com os mesmos problemas?
marcelo santana
marcelo santana 04.07.2022 12:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
quem criou o caos na Argentina foi o governo de esquerda que esteve no poder por muitos anos...só pesquisar
Daniel Sr
Daniel Sr 04.07.2022 12:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Graças ao neoliberalismo o Brasil teve o Plano Real e todas as reformas estruturais que permitiram o crescimento econômico desfrutado inclusive pelo Lula. O que não cabe mais na América Latina é esses ditadores de esquerda e de direita que pensam que o Estado arcaico é melhor que o mercado para gerir a atividade econômica.
Fernando Borelli
Fernando Borelli 04.07.2022 12:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Neoliberalismo na Argentina? kkkkk. Precisa estudar um pouco mais!
André Oliveira
André Oliveira 04.07.2022 12:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Como se vc estudasse.
Ricardo Cunha Mattos Portella
Ricardo Cunha Mattos Portella 04.07.2022 12:36
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
"Heterodoxa", isto quer dizer que ela é uma comuna radical que vai afundar ainda mais a Argentina.
Maurício Tadeu Madoff
TadeuMadoff 04.07.2022 12:27
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Aí pavoroso volta da esquerda aqui no Brasil dessa vez negócio vai ser p devastar o país infelizmente muita gente principalmente pessoas humildes e com pouca cultura acredita no discurso  populista estadista da esquerda. Aquele discurso do ex presidiario olha comigo aqui vamos cuidar de vcs o estado vai cuidar de vcs vai voltar a ser como era em 2008. Vamo quebrar teto de gasto aparelhar o estado funcionalismo público vamos taxar os ricos. Regular mídia. Agora pessoal de imprensa com um pouco mais de cultura acreditar nisso é mau caráter mesmo e com certeza vai ter privilegios $$$ com a volta da esquerda e do ex presiadiario. Q Deus tenha misericórdia do nosso pais depois de uma pandemia e guerra voltar a esquerda e o ex presidiario será devastador.
André Oliveira
André Oliveira 04.07.2022 12:27
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Vc deve ser uma pessoa culta e bem sucedida.
Caio Soraggi
Caio Soraggi 04.07.2022 12:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Como é que a esquerda dizia mesmo? "Ah, como deve ser bom ter um presidente!" rs. Inflação Brasil e EUA: por volta de 10% ao ano. Inflação na Argentina: 60% AO MÊS!  Se o PT voltar, eles vão quebrar o país DE NOVO.
Leo Fernandes
Leo Fernandes 04.07.2022 12:22
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Hahaha vota na esquerda que tudo vai dar certo amiguinho. Confia.
Andollinni Magalhães
Andollinni Magalhães 04.07.2022 12:11
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Na Argentina está tudo bem, já que tudo que a Esquerda prega vem sendo implantado com sucesso.
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail