Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Raízen Combustíveis vê 2º semestre em linha com planos pré-crise, diz Cosan

Ações 11.08.2020 12:35
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters.

Por Nayara Figueiredo

SÃO PAULO (Reuters) - A Raízen Combustíveis, braço do grupo Cosan (SA:CSAN3) no setor, deve recuperar o desempenho no segundo semestre, em linha com 2019 e com as projeções traçadas antes da crise do novo coronavírus no Brasil, estimou a Cosan nesta terça-feira.

O grupo Cosan amargou prejuízo líquido de 174,4 milhões de reais no segundo trimestre de 2020, pressionado pelos efeitos da pandemia, queda nos preços internacionais do petróleo e impacto do câmbio sobre bônus perpétuo, conforme balanço divulgado na noite de segunda-feira.

"Houve um impacto negativo na ordem de 300 milhões de reais relacionado ao aumento de estoques de combustíveis, principalmente do etanol, no último trimestre", disse em teleconferência o gerente executivo de Relações com Investidores da companhia, Phillipe Casale.

"Já entramos no trimestre com volumes de estoques mais altos do que gostaríamos", acrescentou.

Segundo a Cosan, a área de combustíveis também marcou perdas de escala, com a menor diluição dos custos com as estruturas comercial e logística, além da deterioração do segmento de aviação, em que a retração do consumo alavanca exponencialmente a perda de escala.

O executivo também destacou a pressão sazonal sobre as cotações do etanol causada pelo início da safra 2020/21, em abril, com a ampliação na oferta disponível.

Neste contexto, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado da Raízen Combustíveis no Brasil caiu 88,4% em relação ao mesmo período de 2019, para 65,3 milhões de reais.

Agora, embora seja difícil prever uma recuperação mais estruturada, o comportamento do petróleo no mercado externo e os indicadores econômicos apontam para um ambiente mais otimista nos próximos meses, afirmou Casale.

"Temos visto recuperação nos preços internacionais e aumento na demanda com a flexibilização das quarentenas... Parte disso já foi recuperada em julho e o restante pode vir no decorrer do ano", comentou.

"No segundo semestre, teremos resultados mais próximos do nosso plano original pré-crise. Isso deve ser o cenário na Raízen Combustiveis no Brasil."

ENERGIA

A joint venture entre Shell e Cosan, Raízen Energia, foi uma das menos afetadas pela crise da Covid-19, dada a melhora nos preços do açúcar, disse o gerente de RI, com alta de 27% no valor médio no último trimestre.

"O clima mais seco ajudou a acelerar a moagem de cana", afirmou.

No segundo trimestre do ano --primeiro da safra 2020/21-- a moagem cresceu 5%, para 22 milhões de toneladas. A companhia também disse que a produtividade do canavial melhorou, uma vez que a concentração de açúcares na matéria-prima subiu 6%, para 9,9 ATR por hectare.

O mix de produção foi de 54% para o açúcar (versus 49% no 2T19), em linha com o planejamento para o ano-safra, com foco na priorização do adoçante.

"Como vamos maximizar a produção de açúcar neste ano, estamos analisando os melhores cenários e momentos para vender nosso açúcar", afirmou Casale.

"Nesse ano-safra vamos concentrar mais as vendas no terceiro e quarto trimestres. Isso está associado a conseguir os melhores retornos dentro da estratégia de comercialização", acrescentou.

Até 30 de junho, cerca de 2,52 milhões de toneladas de açúcar da safra 2020/21 tiveram as vendas fixadas com tradings ou instrumentos financeiros derivativos, por em média 60 centavos de real por libra-peso.

Para a próxima safra, 1,946 milhão de toneladas foi comercializado com valor médio de 65,9 centavos de real por libra-peso.

(Por Nayara Figueiredo)

Raízen Combustíveis vê 2º semestre em linha com planos pré-crise, diz Cosan
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail