Junte-se a +750 mil investidores que copiaram as ações das carteiras dos bilionáriosAssine grátis

Dados Chineses Impulsionam os Mercados Mundiais.

Publicado 18.10.2012, 07:15
NDX
-
UK100
-
FCHI
-
DE40
-
ES35
-
JP225
-
HK50
-
MSFT
-
BNPP
-
PERP
-
BHP
-
ALTR_old
-
CA
-
RIO
-
AAL
-
SAB
-
BHPB
-
ULVR
-
UNc
-
AKZO
-
HMC
-
DOFSQ
-
PM
-
MS
-
UNP
-
SONY
-
PPG
-
VZ
-
NUE
-
COF
-
TM
-
601088
-
GC
-
HG
-
EONGn
-
SMT
-
ALXN
-
0358
-
UBNK_old
-
DIDA
-
BCE
-
ÁSIA:

As bolsas da Ásia subiram nesta quinta-feira, após PIB chinês atender às expectativas, subindo 7,4% no terceiro trimestre, marcando o nível mais baixo desde o início de 2009, seguido dos comentários feitos no dia anterior do ministro chinês Wen Jiabao, de que a economia chinesa fechou razoável o terceiro trimestre e deve atingir suas metas econômicas no ano. No Japão, parte dos ganhos acentuados no índice, pode ser parcialmente explicado pelas "alterações na carteira de fundos globais", que regra geral, as ações japonesas tem pouco peso. As esperanças de uma postura política mais agressiva do Banco do Japão também ajudou a sustentar os ganhos relacionadas às propriedade e as perspectivas de um novo governo assumir num futuro próximo, também foi um fator impulsionador. Nikkei do Japão subiu de 2% liderando a região em meio a mais fraqueza do iene, seguido pelo Xangai Composite Index com ganho de 1,2%. Hang Seng de Hong Kong subiu 0,48%, S & P / ASX 200 da Austrália subiu 0,69% , enquanto Kospi da Coreia do Sul avançou apenas 0,2%. Ainda na China, a produção industrial de setembro cresceu 9,2% em relação ao ano passado, contra 8,9% em agosto, enquanto as vendas no varejo subiram 14,2%, acima dos 13,2% de agosto. Crescimento no setor de commodities foram destaque em Hong Kong. Aluminum Corp of China subiu 2,3%, enquanto Jiangxi Copper saltou 4%, China Shenhua Energy subiu 2,2% e China Petroleum & Chemical, ou Sinopec avançou 1,6%. Empresas de aço no Japão subiram. Kobe Steel subiu 4,5% e Pacific Metals saltou 4,9%. As mineradoras australianas subiram. Rio Tinto avançou 4,8% e a rival BHP Billiton subiu 3,3%. Exportadoras de Hong Kong subiram. Li & Fung avançou 4,4% e Internacional Foxconn subiu 3,4%. Exportadores também estenderam seus ganhos em Tóquio. Sony subiu 2,8% e Renesas Electronics subiu 6,4%. Toyota Motor subiu 2,5%. Nissan Motor avançou 3,4% e Honda Motor subiu 4%. No comercio coreano, os estaleiros STX Pan Ocean caiu 0,9% e Hanjin Shipping subiu 2,2%, mas Samsung Electronics subiu 0,1%.

EUROPA: As bolsas européias travam uma luta para definir uma direção para suas ações, com o início da reunião da cúpula da União Européia de dois dias. Balanços de empresas peso pesados aumentam pressão vendedora, enquanto os dados de crescimento da China leva os stocks de recursos para cima. O índice Stoxx Europe 600 oscila entre pequenas perdas e ganhos. A empresa suíça de alimentos Nestlé cai 1,85%, após resultados mostrarem desaceleração do crescimento nos mercados emergentes. A empresa holandesa Akzo Nobel perde 3,80%, após registrar perdas de 2,5 bilhões de euros (3.280 milhões dólares) no terceiro trimestre. O PIB chinês cresceu 7,4%, em linha como o esperado e os recentes dados mensais têm apontado um crescimento econômico, sugerindo que a desaceleração no terceiro trimestre poderia marcar o ponto mais baixo em sua atividade. No Reino Unido, as mineradoras são destaques: Rio Tinto sobe 1,5%, BHP Billiton avança 1,24% e Anglo American ganha 0,97%. A cervejeira SABMiller cai 0,57% depois de sinalizar queda na demanda devido desaceleração na América Latina, ao relatar seu balanço. Unilever recua 1,19%. O índice FTSE 100 do Reino Unido opera em alta. Na França, a empresa de bebidas Pernod Ricard cai 3,30% e seu par Rémy Cointreau despenca 6,60%, depois de informar que o crescimento da receita desacelerou 5,3% no segundo trimestre, depois de um forte primeiro trimestre. As vendas do conhaque Remy Martin desacelerou na Europa. O índice CAC 40 cai ligeiramente. Entre as ações alemãs, ThyssenKrupp sobe 1,38%, após Exane BNP Paribas elevar o stock de underperform, para o neutro. O índice DAX 30 sobe. Espanha leiloou € 4.6 bilhões (6.03 bilhões de dólares) em títulos do governo, superando a meta de 4,5 bilhões de euros e os custos do empréstimos caíram em meio a expectativas de que o país solicitará formalmente o resgate, que permitiria o BCE lançar o seu programa de compra de bônus.

AGENDA DE HOJE :
EUA:
09h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego);
11h00 - Philadelphia Fed Index de outubro (mede a atividade industrial no estado);
11h00 - Leading Indicators de setembro ( relatório que compreende 10 índices já divulgados no país como pedidos de auxílio-desemprego, custo de mão-de-obra e permissões para construção e que resumem a situação da economia americana e servem como prévia para o desempenho do nível da atividade);

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA: Current Account de Agosto (saldo da conta corrente na Zona do Euro); EU Extraordinary Economic Summit (reunião entre os primeiros ministros e presidentes do bloco para discutir ações e planos que possam resolver os problemas da região).
ALEMANHA: Producer Price Index (PPI) de Setembro (índice de Preços ao Produtor, considerado um importante indicador de inflação da Alemanha).
REINO UNIDO: Public Sector Net Borrowing de Setembro (nível de contrações de dívida realizadas pelo governo britânico).
EUA: 11h00 - Existing Home Sales de Setembro (vendas de imóveis usados nos Estados Unidos).

ÍNDICES MUNDIAIS (7h00):

ÁSIA
Austrália: +0,69%
Nikkei: +2,03%
Hong Kong: +0,48%
Xangai Composite: +1,24%

EUROPA
London - FTSE: +0,15%
Paris Cac 40:-0,07%
Frankfurt - Dax: +0,26%
Madrid IBEX: -0,45%
Milão MIB 40: -0,32%

COMMODITIES
BRENT: +0,33%
WTI: +0,10%
OURO: -0,15%
COBRE: +0,36%
NÍQUEL: +1,00%
SOJA FUTURO: +1,14%
ALGODÃO FUTURO: +0,90%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,06%
SP500: -0,04%
NASDAQ: -0,09%

RESULTADOS CORPORATIVOS:
EUA: Microsoft, Google, Philip Morris International, Verizon Communications, Union Pacific, Danaher, Morgan Stanley, Baxter International, Capital One, The Travelers Companies, BB&T Corporation, Alexion Pharmaceuticals, PPG Industries, Fifth Third Bancorp, Nucor Corporation, SanDisk, Diamond Offshore Drilling, Genuine Parts, Chipotle Mexican Grill, Laboratory Corp. of America, Boston Scientific, KeyCorp Financial, Southwest Airlines, Huntington Bancshares Incorporated, Snap-on, People's United Financial, Robert Half International, E*TRADE Financial, AMD (Advanced Micro Devices).

BRASIL: Cia Hering.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.

Últimos comentários

Carregando o próximo artigo...
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.