Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
👀 Invista igual ao Warren Buffett e lucre +174.3% acima do badalado S&P 500 Aproveite desconto de 40%

China chama investigação da UE de "protecionista"; setor automobilístico alemão está cauteloso

Publicado 14.09.2023 11:30 Atualizado 14.09.2023 11:36
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Showroom da Nio em Xangai 03/02/2023 REUTERS/Aly Song
 
MBGn
+0,61%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
1211
+0,72%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
002594
+0,51%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Por Brenda Goh e Ryan Woo

(Reuters) - A China criticou nesta quinta-feira o lançamento de uma investigação pela Comissão Europeia sobre os subsídios do governo chinês para veículos elétricos como protecionista e advertiu que isso prejudicaria as relações econômicas, uma preocupação compartilhada pela indústria automobilística da Alemanha.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou a investigação na quarta-feira, acusando a China de inundar os mercados globais com carros elétricos que tinham preços artificialmente baixos devido aos enormes subsídios estatais.

A investigação, que pode resultar em tarifas punitivas, provocou alertas de analistas sobre ações retaliatórias de Pequim e reclamações de executivos da indústria chinesa que afirmam que a vantagem competitiva do setor não se deve aos subsídios.

A investigação "é um ato protecionista descarado que perturbará e distorcerá seriamente a indústria automotiva global e a cadeia de suprimentos, incluindo a UE, e terá um impacto negativo sobre as relações econômicas e comerciais entre a China e a UE", afirmou o Ministério do Comércio da China em um comunicado.

"A China prestará muita atenção às tendências protecionistas da UE e às ações de acompanhamento, e protegerá firmemente os direitos e interesses legítimos das empresas chinesas", acrescentou.

Os analistas do Eurasian Group alertaram que, caso Bruxelas aplique taxas contra os veículos elétricos chineses subsidiados, Pequim provavelmente imporá contramedidas para prejudicar as indústrias europeias.

A imposição de tarifas pela UE dependerá do grau de unidade dentro da União Europeia. Há uma década, a Alemanha, receosa de retaliações, se opôs a tarifas sobre importações de painéis solares chineses, abrindo caminho para um acordo com Pequim.

O ministro da Economia da Alemanha, Robert Habeck, disse na quarta-feira que saudou a ação da UE.

A indústria automobilística alemã, consciente de que uma guerra comercial poderia afetar seus negócios na China, foi mais cautelosa.

A Mercedes Benz afirmou que as medidas protecionistas são contraproducentes e a Bosch, a maior fornecedora automotiva do mundo, disse que uma corrida por tarifas punitivas e barreiras comerciais só traria perdedores.

"As distorções chinesas da concorrência são um problema específico que a Europa deve enfrentar, mas, se possível, não com subsídios excessivos ou novas tarifas punitivas ao final de um longo processo", disse Volker Treier, chefe de comércio da Câmara Alemã de Comércio e Indústria (DIHK).

(Reportagem de Donny Kwok, em Hong Kong; Brenda Goh, em Xangai; Ryan Woo, em Pequim; Victoria Waldersee, em Frankfurt; e Philip Blenkinsop, em Bruxelas)

China chama investigação da UE de "protecionista"; setor automobilístico alemão está cauteloso
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail