🎁 💸 É grátis! Copie a lista de ações mais lucrativas da carteira de Warren Buffett, com lucro de +49,1%Copiar carteira

CVM multa executivo da Refit por falha na divulgação de informações

Publicado 23.02.2021, 13:23
© Reuters.  CVM multa executivo da Refit por falha na divulgação de informações
CL
-
PETR4
-
RPMG3
-

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) multou em R$ 200 mil o ex-diretor de Relações com Investidores da Refinaria de Petróleo de Manguinhos (atual Refit) (SA:RPMG3), Antônio Seixas, por falha na divulgação de informações. O executivo não publicou fato relevante a respeito de uma decisão da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro de 2018, que julgou improcedente uma ação indenizatória da companhia contra a Petrobras (SA:PETR4) estimada em até R$ 2 bilhões.

Ainda cabe recurso ao Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional (CRSFN), o Conselhinho.

A estatal do petróleo fez a divulgação ao mercado, informando que ainda caberia recurso da Refinaria de Manguinhos aos tribunais superiores. No dia seguinte, uma reportagem apontou que a indenização em disputa alcançaria o valor de R$ 1 bilhão e que no acórdão divulgado pelo TJRJ havia sido estipulado o pagamento, pela refinaria, de honorários de 10% do valor da causa.

Responsável pela acusação, a área técnica da CVM destacou que a decisão judicial era informação relevante, já que a companhia regularmente divulgava ao mercado informações relativas à disputa judicial e pelos impactos financeiros adversos para a companhia sobre o valor em disputa. O valor de R$ 1 bilhão equivalia a cerca de 197% do valor de mercado da empresa à época. Além disso, a notícia mexeu com os papéis de Manguinhos, que caíram 8,29% e tiveram aumento nas negociações.

O relator do caso, diretor Alexandre Rangel, destacou que a Refinaria de Manguinhos enfrenta processo de recuperação judicial e, nos demonstrativos financeiros relativos ao terceiro trimestre de 2017, apresentava um patrimônio líquido negativo de R$ 2,3 bilhões.

"Resta evidente que o não recebimento de uma indenização da ordem de R$ 2 bilhões, acrescido de um pagamento de honorários no valor estimado de R$ 200 milhões, teria o condão de afetar de forma relevante a situação econômico-financeira da companhia e, consequentemente, de influir na decisão dos investidores de negociar valores mobiliários de sua emissão", disse Rangel em seu voto.

Recentemente a CVM abriu uma audiência pública para editar uma norma obrigando a divulgação pelas companhias de informações sobre litígios arbitrais e judiciais. Os participantes do mercado terão até o dia 12 de abril para enviar comentários e sugestões.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.