Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
🔎 Confira as ProTips completas de NVDA e descubra riscos e retornos DESCONTO de 40%

Mina da Braskem sofre rompimento e Defesa Civil de Maceió monitora local

Publicado 10.12.2023 15:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters
 
BRKM5
-0,15%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

SÃO PAULO (Reuters) - A prefeitura de Maceió informou neste domingo que houve um rompimento na mina 18 da Braskem (BVMF:BRKM5), no bairro do Mutange, e que a Defesa Civil está monitorando o local de forma a obter mais detalhes sobre a situação.

O rompimento foi percebido por volta das 13h15 num trecho da lagoa Mundaú, no Mutange, segundo a Defesa Civil. Vídeo compartilhado pela assessoria de imprensa da prefeitura de Maceió mostrou jatos de água lamacenta emergindo repentinamente num ponto próximo à margem da lagoa.

Não ficou claro o impacto desse rompimento no processo de afundamento da mina 18, que, segundo as autoridades, está sob risco de colapso.

No entanto, "a mina e todo o seu entorno estão desocupados e não há qualquer risco para as pessoas", informou a Defesa Civil.

Boletim da Defesa Civil divulgado neste domingo mostrou que a velocidade vertical de afundamento da mina era de 0,52 centímetros por hora até as 9h da manhã. Um dia antes, o ritmo era de 0,35 centímetros por hora.

A Braskem recebeu solicitação do município de Maceió para iniciar discussões sobre um novo acordo de compensação por danos decorrentes do afundamento do solo da cidade, e disse na última sexta-feira estar avaliando a correspondência.

A companhia e empresa acertaram em julho deste ano uma compensação de 1,7 bilhão de reais, e governo municipal disse que o acordo permanece válido, mas agora busca um acerto para inclusão dos "novos danos".

Em nota, a Braskem disse neste domingo que câmeras registraram "movimento atípico de água" na lagoa Mundaú no trecho sobre a mina 18, acrescentando que um sistema de monitoramento de solo captou a movimentação. "Toda a área, que vem sendo monitorada nos últimos dias, já estava isolada. As autoridades foram imediatamente comunicadas, e a Braskem segue colaborando com elas", afirmou a empresa.

(Por Luana Maria Benedito)

Mina da Braskem sofre rompimento e Defesa Civil de Maceió monitora local
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (4)
Roberto Mendes
Roberto Mendes 11.12.2023 7:04
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Privatiza que resolve. A iniciativa privada é show e não dependemos do Estado !!!
Ricardo Hun
RicardoHun 10.12.2023 20:34
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Assim, mais uma vez, comprovamos que os órgãos públicos são inúteis. Nada de fiscalização, avaliação de riscos, trabalhos de prevenção, interdição, etc. Depois dos eventos os ausentes órgãos mostram suas garras e se isentam com multas e palavras ao vento. Para que serve esse aparato estatal inútil? Como se vê, o atual esquerdismo e a direita são mais do mesmo com cores diferentes. Burguesões que vivem na fartura e assistem de camarote ao sofrimento do POVO oferecendo migalhinhas depois de eventos como esse. O Estado é do POVO e deve servir ao POVO e não gananciosos por poder e ao corporativismo dentro e fora do governo, seja qual for. Mas vamos continuar preocupados com as pedrinhas e reloginhos do bozo... claro, assistindo às aventuras venezuelanas... Que estorvo esse tal de POVO né?
Alcides Rui Silva
Alcides Rui Silva 10.12.2023 16:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
a pergunta que não cala é: como permitiram a exploração da mina em ambiente urbano por tanto tempo até o colapso atual? cadê os órgãos públicos ambientais? quem permitiu? Será que ainda estão entre nós?
antonie prado
Antonie 10.12.2023 15:48
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
risco humano! mas o meio ambiente oia! sofre hein
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail