Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
🔎 Confira as ProTips completas de NVDA e descubra riscos e retornos DESCONTO de 40%

Presidente de Taiwan diz que China está "sobrecarregada" demais para considerar invasão da ilha

Publicado 30.11.2023 08:57
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen , escute briefing em campo de treinamento militar em Taichung 23/11/2023 REUTERS/Ann Wang

TAIPÉ (Reuters) - A liderança da China está "sobrecarregada" demais com seus problemas internos para considerar uma invasão de Taiwan, disse a presidente taiwanesa, Tsai Ing-wen, em uma entrevista ao New York Times.

A China, que considera Taiwan, um país democraticamente governado, como parte de seu próprio território, aumentou a pressão militar contra a ilha nos últimos quatro anos, o que levou a preocupações com um conflito que teria repercussões globais.

Mas Tsai, em uma transcrição da entrevista do New York Times DealBook Summit que seu escritório publicou nesta quinta-feira, disse que a China tinha muitos problemas no momento.

"Bem, acho que a liderança chinesa, neste momento, está sobrecarregada por seus desafios internos. E minha opinião é que talvez este não seja o momento para eles considerarem uma grande invasão de Taiwan", disse ela.

"Em grande parte devido aos desafios econômicos e financeiros internos, bem como aos desafios políticos, mas também porque a comunidade internacional deixou bem claro que a guerra não é uma opção, e que a paz e a estabilidade servem aos interesses de todos."

Questionado sobre os comentários de Tsai, o Ministério da Defesa da China afirmou: "A China eventualmente e certamente será reunificada".

"O Exército de Libertação Popular tomará todas as medidas necessárias para proteger firmemente a soberania e a integridade territorial da China", disse o porta-voz do ministério, Wu Qian, em uma coletiva de imprensa mensal em Pequim.

Tsai e seu governo solicitaram repetidamente conversações com a China, mas foram rejeitados, pois Pequim considera Tsai e o Partido Democrático Progressista (DPP), no poder, como separatistas.

Tsai afirma que somente o povo de Taiwan pode decidir seu futuro.

Taiwan está no meio da campanha para as eleições presidenciais e parlamentares a serem realizadas em 13 de janeiro. Lai Ching-te, do DPP, atualmente vice-presidente, é o favorito para ser o próximo presidente de Taiwan, de acordo com as pesquisas de opinião.

Tsai disse que "não era segredo" que a China estava tentando interferir nas eleições de Taiwan.

"Mas acho que eles provavelmente não estão tendo muito sucesso em seus esforços para tentar influenciar as eleições aqui. Principalmente, porque esta é uma democracia e as pessoas sabem que tomaram suas melhores decisões quanto a quem será o próximo líder de Taiwan", acrescentou.

Na quarta-feira, o Escritório de Assuntos de Taiwan da China intensificou seus ataques contra Lai e seu companheiro de chapa, Hsiao Bi-khim, ex-enviada de Taiwan aos Estados Unidos.

"A independência de Taiwan significa guerra. O DPP, ao promover essa perigosa dupla ação independentista, apenas envenenará os interesses e o bem-estar dos compatriotas da ilha", disse o porta-voz Chen Binhua em uma coletiva de imprensa.

Falando a repórteres em Taipé nesta quinta, o principal formulador no governo de Taiwan de políticas relacionadas à China, Chiu Tai-san, rejeitou as críticas de Pequim.

"Honestamente falando, esses comentários mostram que eles nem sequer sabem o que são políticas e eleições democráticas", disse Chiu, que dirige o Conselho de Assuntos Continentais de Taiwan.

(Reportagem de Ben Blanchard; Reportagem adicional de Yew Lun Tian, em Pequim)

Presidente de Taiwan diz que China está "sobrecarregada" demais para considerar invasão da ilha
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail