🔮 Melhor do que Buffett? Nosso Preço-Justo achou essa joia com +42% 5 meses antes deleLibere o preço-justo

Vaticano deseja melhorar relações com a China, diz cardeal

Publicado 21.05.2024, 13:10

Por Alvise Armellini

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O Vaticano deseja estabelecer um escritório permanente na China, no que seria um grande avanço das relações diplomáticas com Pequim, disse nesta terça-feira o secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin.

As relações entre o Vaticano e a China têm sido historicamente tensas, mas o papa Francisco tem priorizado normalizá-las, com base em um pacto histórico de 2018 sobre a nomeação de bispos.

"Há muito tempo esperamos poder ter uma presença estável na China", disse Parolin, acrescentando que o Vaticano pode considerar novas fórmulas diplomáticas para isso.

No ano passado, o Vaticano obteve permissão para ter um representante papal residente no Vietnã, outro país governado pelo comunismo com o qual a cidade-estado não mantém relações diplomáticas. Parolin sugeriu que um enviado à China poderia ter um título diferente.

"A forma (disso) pode ser diferente, não vamos nos fixar em apenas um caminho", disse ele.

O cardeal disse que o reconhecimento pelo Vaticano do Conselho dos Bispos Chineses -- que é controlado pelo Partido Comunista Chinês -- também está na agenda e é um "trabalho em andamento".

Parolin falou em uma conferência organizada pelo Vaticano sobre a Igreja Católica na China, que ofereceu uma rara plataforma para discussões de alto nível entre os dois lados.

Um dos participantes foi o bispo de Xangai, Joseph Shen Bin, que foi nomeado pelas autoridades chinesas sem consulta ao Vaticano, em aparente violação do acordo de 2018. Francisco, no entanto, aprovou a mudança no ano passado de forma retroativa.

Os católicos conservadores têm criticado o acordo de bispos como a China, mas o Vaticano defende como um meio imperfeito de ter alguma forma de diálogo com as autoridades para o bem de todos os católicos chineses.

Em uma mensagem de vídeo para a conferência desta terça-feira, Francisco disse que a Igreja Católica havia progredido na China e em outros lugares "por caminhos imprevistos, mesmo em tempos de paciência e provação".

Estima-se que existam de 10 a 12 milhões de católicos na China.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.