Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Chuvas irregulares afetam lavouras do centro-sul na 1ª quinzena do mês, diz Conab

Commodities 25.11.2020 07:41
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
2/2 © Reuters. Lavoura de soja em Primavera do Leste (MT) 2/2

SÃO PAULO (Reuters) - As chuvas registradas no centro-sul do Brasil durante a primeira quinzena de novembro foram irregulares e mal distribuídas na maior parte da região, o que causou impacto às lavouras, disse nesta terça-feira a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

De acordo com o Boletim de Monitoramento Agrícola da estatal, o baixo volume de precipitações tem prejudicado a evolução do plantio e o desenvolvimento dos cultivos de verão --entre os quais destacam-se a soja e a primeira safra de milho-- na região Sul, embora tenha favorecido a colheita de trigo.

Já no Centro-Oeste, disse a Conab, os gráficos de evolução do índice de vegetação medido pelo estudo também apontaram um atraso na semeadura das safras de verão na região, onde apenas Goiás recebeu volumes significativos de chuva.

"As curvas de evolução do índice da safra atual estão abaixo da média histórica e da safra passada", afirmou a companhia em nota, na qual chamou atenção para um "possível impacto das chuvas em menor volume".

As regiões Sul e Centro-Oeste são as maiores produtoras de grãos do país.

Por outro lado, o Matopiba --que abrange os Estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia-- tem índice de vegetação próximo ou acima da média, com maiores volumes de chuva do que o centro-sul do país, acrescentou a Conab.

(Por Gabriel Araujo)

Chuvas irregulares afetam lavouras do centro-sul na 1ª quinzena do mês, diz Conab
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail