Últimas Notícias
0

Por que a ação da Embraer só cai?

Ações11.07.2018 15:56
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Por que a ação da Embraer só cai?

Money Times - As ações da Embraer (SA:EMBR3) não param de cair desde o anúncio da entrada da Boeing em sua divisão de aviação comercial em uma joint venture com 80% para a americana e 20% para a brasileira. A transação avalia 100% das operações de aviação comercial da Embraer em US$ 4,75 bilhões, o que leva ao pagamento pela Boeing do valor de US$ 3,8 bilhões pela sua participação. Apesar de muito aguardada pelo mercado, a notícia não trouxe ânimo adicional para os investidores.

Desde o anúncio feito em 5 de julho, quando os papéis da Embraer negociavam a R$ 26,95, a desvalorização acumulada fica em 20% quando considerado o menor nível atingido nesta quarta-feira (11), de R$ 21,57. O valor ainda entrega uma valorização de quase 8% em 2018, enquanto o Ibovespa está em queda de 2%. Mas, considerando este ser um ano de apreciação do dólar e o consequente efeito positivo sobre as vendas da brasileira, não chega a ser um desempenho que chama a atenção.

Os analistas do Banco Safra sugerem que ao avaliar o segmento comercial a US$ 4,75 bilhões, o que estava próximo da capitalização de mercado da Embraer à época do anúncio, isso representou uma subavaliação para os outros negócios, como o de aviação Executiva e Defesa. Eles destacam que, estrategicamente falando, o acordo oferece grandes oportunidades tecnológicas e comerciais no longo prazo, incluindo o acesso à cadeia de fornecimento e produção da Boeing. “Por outro lado, entendemos que a avaliação anunciada pode frustrar alguns investidores em termos de preços”, afirmam.

A equipe do Credit Suisse avalia que o anúncio parece prematuro, com detalhes cruciais omitidos pela administração. Eles citam, por exemplo, o montante da dívida a ser transferida para a JV, os futuros compromissos de capital que podem ser necessários para financiá-la e outros. “Achamos que essa relativa incerteza explica, pelo menos de alguma forma, a fraqueza das ações da Embraer. A falta de visibilidade nos impede de chegar a uma conclusão precisa sobre o valor pós-negócio da Embraer, dada a incerteza em torno de impostos e alavancagem”, avalia o banco.

Briga de gigantes

A lógica comercial por trás do avanço da Boeing sobre a Embraer está na sua forte concorrente Airbus. A empresa francesa comprou, em julho do ano passado, uma fatia majoritária do deficitário negócio de aeronaves comerciais CSeries da canadense Bombardier, sem custo nenhum. Isso deixou a Boeing sem poder de fogo neste segmento de aviões com capacidade entre 100 e 150 passageiros com corredor único, no qual a Embraer opera com os seus jatos E2.

Ou seja, com a parceira Boeing a brasileira pode ter elevado de patamar, mas também passou a fazer parte de uma briga de gigantes. E, neste ringue nas alturas, a dupla Embraer-Boeing pode ter perdido o primeiro round. Isso porque na terça-feira a companhia aérea norte-americana JetBlue anunciou a compra de 60 jatos de corredor único A220-300, da Airbus, antes conhecidos por CSeries e que têm capacidade para 110 a 130 assento.

O A220 substituirá a frota atual da JetBlue de 60 aviões E190, da Embraer, com os jatos deixando de operar a partir de 2020. “É uma decisão muito inteligente da parte da JetBlue porque o A220 é um avião extremamente flexível”, disse Henry Harteveldt, analista de frota do Atmosphere Research Group, acrescentando que se trata de um “avião completamente novo” com eficiência de combustível que permitiria à JetBlue transportar “mais 20 a 30 passageiros de graça”.

A equipe de análise do Bradesco (SA:BBDC4) lembra que a JetBlue tinha feito um pedido de24 E190 com entregas divididas para 2020, 2021 e 2022. Com o possível cancelamento dessas ordens, a carteira de produção (backlog) cai em 6%. “Como já dissemos em outras oportunidades, a Airbus poderia tentar persuadir seus clientes que também operam aeronaves da Embraer a migrar para a Bombardier. O pedido da JetBlue confirma que esta estratégia comercial está funcionando, apesar da recém-anunciada joint-venture com a Boeing”, aponta o banco.

Uma verdade inconveniente que salta aos olhos, como aponta o Bradesco, é que o poder de barganha nas negociações da joint venture está se inclinando mais em direção à Boeing e não à Embraer, diminuindo a possibilidade de renegociação material dos termos do acordo.'

Por Money Times

Por que a ação da Embraer só cai?
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias ou ataques pessoais dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Registrar-se com Google
ou
Registrar-se com o e-mail