x
Últimas Notícias
0

Brasil vai liberar trigo russo, desde que cereal seja processado nos portos

Commodities06.12.2017 19:00
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Combain harvests wheat is seen during sunset in a field of the Demidovo farm outside the Siberian village of Legostaevo, in Krasnoyarsk region

Por José Roberto Gomes

SÃO PAULO (Reuters) - O Ministério da Agricultura deverá emitir na sexta-feira uma instrução normativa permitindo a importação de trigo russo, desde que cumprindo certos requisitos, em sinalização de que o Brasil passará a adotar uma posição mais firme nas negociações internacionais de produtos agrícolas.

De acordo com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, as importações serão liberadas com a condição de que o trigo seja totalmente beneficiado ainda nos portos, evitando-se assim a propagação de eventuais pragas ou doenças país afora, semelhante ao que a Rússia faz com a soja brasileira.

"Daremos o mesmo tratamento. O trigo terá de receber a inspeção fitossanitária, ser beneficiado e trabalhado nos portos, para não circular pelo país. Será um tratamento recíproco", disse ele nesta quarta-feira a jornalistas após participar de evento em São Paulo.

Os terminais com moinhos próximos e que poderão receber o trigo russo ainda estão sendo escolhidos pela pasta.

As discussões acerca da instrução normativa ocorrem após análises para se isentar de tarifa uma cota de 750 mil toneladas do cereal produzido fora do Mercosul, algo que beneficiaria os Estados Unidos e a Rússia, grandes exportadores mundiais. Essas conversas foram suspensas e podem ser retomadas em 2018.

O Brasil é um importador líquido de trigo. A produção brasileira em 2017 foi estimada pelo governo em menos de 5 milhões de toneladas, ante um recorde de 6,7 milhões de toneladas em 2016, o que desestimulou o plantio neste ano em meio a preços mais baixos.

De qualquer maneira, a liberação do trigo russo pode ser um passo importante para que aquele mercado retire as barreiras à carne brasileira, disse Maggi, acrescentando que está em conversas tanto com Moscou quanto com Washington --os EUA suspenderam as compras de carne bovina do Brasil em junho.

IMAGEM

Durante o evento do qual participou, ao lado de lideranças do agronegócio e das relações exteriores do Brasil, Maggi disse que hoje o "maior problema" enfrentado pelo país no comércio internacional, em especial no que tange às commodities agrícolas, é a "questão da imagem".

"A imagem do Brasil vem sendo denegrida por nossos concorrentes. Você pega os irlandeses, (eles) são terríveis, todo dia plantam uma notícia, pegam uma fotografia de um abatedouro no Brasil e dizem que tudo no país é assim. Eles não têm nenhum pudor de fazer isso", afirmou Maggi aos presentes, segundo áudio repassado à Reuters pela assessoria de imprensa.

Conforme Maggi, o Brasil "está em guerra com esse pessoal" e, para tanto, precisa dar subsídios aos seus embaixadores ao redor do mundo para que rebatam acusações.

"Falta um pouco mais de comunicação por parte do Brasil para que nossas embaixadas instruam e deem a eles (embaixadores) elementos para que se empoderem na discussão", destacou.

(Por José Roberto Gomes)

Brasil vai liberar trigo russo, desde que cereal seja processado nos portos
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material  relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias ou ataques pessoais dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de registro no futuro, a critério Investing.com.

 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Escreva o que você pensa aqui
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
Postar
Postar também no :
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários
Armando Martins
Armando Martins 06.12.2017 20:58 GMT
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Proíbem a nossa carne e nos vendem trigo de Chernobyl. Tudo com contaminação...
Responder
0 0
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
Postar 1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Registrar-se com Google
ou
Registrar-se com o e-mail