Últimas Notícias
Investing Pro 0
🚨 Nossos dados Pro revelam a melhor ação da temporada de balanços Acesse dados

Ataque em várias frentes é mau presságio para quem tem a receber da Americanas

Ações 25.01.2023 07:30
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Americanas - Divulgação própria
 
BBDC4
+2,84%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
OIBR3
-24,58%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
AMER3
-6,70%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
B3SA3
+2,17%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
SANB11
+2,49%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Por Aluisio Alves

SÃO PAULO (Reuters) -A complexidade dos interesses envolvidos entre credores e a profusão de processos que devem ser movidos em torno da crise na Americanas devem alongar o caminho de quem tem a receber da colapsada varejista.

Para especialistas em contenciosos, embora os valores envolvidos na quarta maior recuperação judicial do país, de 43 bilhões de reais, sejam inferiores aos de Samarco, Oi (BVMF:OIBR3) e Odebrecht, características particulares do caso concorrem para arrastá-lo por muito anos.

A recuperação judicial da Oi, por exemplo, foi pedida em 2016, passou por inúmeras objeções dos credores e só foi concluída no ano passado, seis anos depois.

A base pulverizada de credores - o pedido de recuperação judicial da empresa cita 16,3 mil - com nível elevado de desconfiança entre eles concorre para dificultar a obtenção de um acordo numa assembleia-geral para discutir um plano de recuperação, que a Americanas deve apresentar até março.

"Um plano de poderia ser aprovado em seis meses, mas não acho que isso vá acontecer", disse Fernando Brandariz, presidente da Comissão de Direito Empresarial da OAB Pinheiros e sócio do Mingrone e Brandariz, que não tem clientes no processo. "Vejo potencial para que credores façam muitos pedidos de impugnação de um plano de recuperação judicial da Americanas."

Em tese, bancos com dívida sem garantia, donos de debêntures e fornecedores estariam no bloco único, chamado de credores de terceira classe.

Porém, as circunstâncias do caso estão levando grandes instituições financeiras a buscarem uma qualificação distinta dos demais, por eventualmente entenderem que foram vítimas de fraude, portanto mais prejudicadas, mas também porque querem evitar que a Americanas use linhas de crédito que não tinham sido tomadas ainda.

Com o deferimento do processo de recuperação judicial pela Justiça, os bancos têm que liberar o valor. À medida que a interlocução dos bancos com os acionistas de referência da Americanas - Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira - têm se deteriorado rapidamente, os bancos têm buscado caminhos alternativos, mas não de forma exatamente coordenada.

Segundo duas fontes familiarizadas com grandes bancos, Santander Brasil (BVMF:SANB11) e Safra já pediram impugnação da recuperação judicial. Uma terceira fonte afirmou que o Bradesco (BVMF:BBDC4) faria o mesmo nesta terça-feira, mas desistiu por enquanto e que pode tentar um processo contra a empresa no exterior.

"Como há a percepção de que os acionistas de referência têm condições de sanear a empresa, nenhum banco está querendo se antecipar e aceitar um corte no valor a receber", disse uma fonte familiarizada com um grande banco.

De todo modo, a tese de que os bancos foram mais prejudicados do que os outros credores vai enfrentar a oposição de debenturistas, por exemplo, que entendem que os bancos parceiros das operações de "risco sacado" - epicentro da crise que tragou a Americanas - lucraram junto com a varejista nessas operações por muitos anos, disseram advogados.

O caso pode piorar caso a Justiça acate demandas de outros interessados, como acionistas minoritários, que estão se movimentando para cobrar indenizações de ex-executivos da Americanas, firmas de auditoria e dos acionistas de referência.

"Como numa recuperação judicial os acionistas minoritários ficam no fim da fila, o jeito é tentar outro caminho", disse Daniel Gerber, sócio de Daniel Gerber Advogados Associados, que representa dezenas de pequenos acionistas da Americanas e que vai ingressar investigação criminal aberta pelo Ministério Público contra a companhia na semana passada.

Em outra frente, um grupo de acionistas está se articulando para pedir indenização na Câmara de Arbitragem da B3 (BVMF:B3SA3), disse Marcello Vieira de Mello, sócio fundador do GVM Advogados.

Sendo listada no Novo Mercado, a Americanas se submete à Câmara para resolução de conflitos societários e a esperança neste caso é de que essa instância ofereça uma resposta mais rápida do que a Justiça terá para os credores.

"Vai ser um caso de muitos anos na Justiça", disse Mello.

É uma estratégia parecida que deve levar interessados a mover as "class actions", ações coletivas de investidores por meio de escritórios especializados nos Estados Unidos, que costumam resultar em acordos.

Fora das esferas judiciais, a Americanas é alvo de ao menos oito processos abertos pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), tendo como alvos atuais e ex-administradores da empresa, seus acionistas de referência e auditores independentes.

(Edição Alberto Alerigi Jr.)

Ataque em várias frentes é mau presságio para quem tem a receber da Americanas
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (25)
Jose Silva
Jose Silva 25.01.2023 22:29
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Eu não tenho ações da americanas mas fico triste por quem tem infelizmente esses caras nunca são punidos de verdade realmente isso faz parte do maldito onde os tribunais não servem pra nada.
carlos brito
BRITO 25.01.2023 14:37
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
PRESSÁGIO????? EU TENHO CERTEZA, NÃO IRÃO RECEBER ABSOLUTAMENTE NADA !!! NÃO ESPEREM APORTE DE CAPITAL, A ESTA HORA TODO DINHEIRO BEM ESCONDIDO EM BARRAS DE OUTRO E CRIPTOMOEDAS, IRRASTREÁVEL.
Daniel Kassab
DANIELMK 25.01.2023 13:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
fecha logo as portas. Meteram a mão, já era. Pega o lehmam e os outros sócios, tira os bilhões deles e paga os credores e acionistas. Deveria der isso a ser feito
Jailson Dos Santos Bulcao Farias
Jailson Dos Santos Bulcao Farias 25.01.2023 11:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Esse modelo de mercado de capitais como foi, como é e infelizmente continuará só serve para aumentar a desigualdade entre os povos, afinal só se sai bem que o utiliza de má fé como os EUA utilizaram por décadas para se capitalizar sugando o resto do mundo até a crise financeira de 2008, como Leman e companhia fizeram para se capitalizar usando de ma fe durante décadas. E assim o jogo seguirá com a ganância dominado e alguns acreditando que o mercado é o salvador
sonia gomes
sonia gomes 25.01.2023 10:45
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
lembram do eike batista,de vez enquanto aparece os espertalhoes,e tem muito mais ai galera so promessa mirabolicas e com apoio de muita gente grande,o ferro é sempre do acionista,essa bolsa esse mercado nao é pra qualquer um ,tem que ser raposa por que so tem rato gigante
Jair Vinicius Barbosa
Jair Vinicius Barbosa 25.01.2023 8:39
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A Americanas, pelo número de funcionários e situações envolvidas, pode arrastar a economia do Brasil (já frágil) para baixo. É como riscar 40 bi do PIB, com funcionários, alugueis, logística... toda comprometida.
alison nem
alison nem 25.01.2023 8:39
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
americanas não representa 1% da economia
Daniel Kassab
DANIELMK 25.01.2023 8:39
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
nada.... será rapidamente absorvido pelas concorrentes
Ricardo Morden
Ricardo Morden 25.01.2023 8:39
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
alison nem nem isso … 1% kkkkkk que isso amigo?
sonia gomes
sonia gomes 25.01.2023 7:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
vejam ai pessoal ,isso é o mais puro exemplo que esse mercado tao afamado nao é confiavel,ta na cara quem armou tudo isso ,e os acionistas e credores se lascaram,tudo bem armado.aqui é brasil cuidado com seu dinheiro galera ,só ladrao
João Carlos Marques de Caires
João Carlos Marques de Caires 25.01.2023 7:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Fico imaginando se não fosse uma empresa do Novo Mercado... O mais alto nível de governança da B3 e blá, blá, blá... De quanto seria o rombo ?
Edison Sumariva
Edison77 25.01.2023 7:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Se o BNDES serve para financiar Argentinos falidos também deve ajudar as Americanas, afinal são empregos brasileiros. E cadeia aos executivos fraudadores.
Luiz Felipe Dias
Luiz Felipe Dias 25.01.2023 7:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
E. Andrade
E. Andrade 25.01.2023 7:00
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Seja lá quem deu esse dinheiro todo pra americanas pode dar adeus, vai ter que recuperar explorando outra pessoa, física ou jurídica. Mas das Americanas não sai mais nada!
Ricardo Morden
Ricardo Morden 25.01.2023 7:00
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Sabe o que é pior!? Em dezembro de 2022 esses demonios conseguiram empréstimos dos Bancos públicos, e esse Bozo doente mental concedeu pqp 18 bi de Bndes, Bb e CEF…
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail