Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Boliviana YPFB reduz envio de gás natural à Petrobras em 30%, abaixo do contratado

Ações 21.05.2022 16:25
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters.

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras (SA:PETR4) vem recebendo, ao longo do mês de maio, volumes de gás natural cerca de 30% inferiores aos solicitados no âmbito do contrato firmado com a boliviana YPFB, impactando o planejamento operacional da companhia, disse a estatal brasileira à Reuters na noite de sexta-feira.

"Tal redução da ordem de 30% não estava prevista e implica a necessidade de importação de volumes adicionais de Gás Natural Liquefeito para atendimento aos compromissos de fornecimento da Petrobras", disse a companhia em comunicado.

A petrolífera também afirmou que está tomando as medidas cabíveis para que a YPFB cumpra o contrato legal.

A importação média da Petrobras estava em torno de 20 milhões de metros cúbicos de gás, segundo fontes da empresa.

A YPFB não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

Em abril, a Bolívia fechou um acordo para enviar 14 milhões de metros cúbicos por dia de gás natural para a Argentina, e o volume poderia aumentar ainda mais durante o inverno, para evitar a escassez de combustível.

Os presidentes da Argentina, Alberto Fernández, e da Bolívia, Luis Arce, explicaram na época que o país andino daria prioridade aos argentinos na exportação, caso a produção boliviana aumentasse.

O valor acordado era superior à média diária de 8,5 milhões de metros cúbicos que a Argentina recebeu da Bolívia nos três primeiros meses do ano. As importações de gás natural liquefeito (GNL), para complementar a oferta, implicam em maior desembolso, já que os preços subiram para níveis recordes este ano, após a invasão da Ucrânia pela Rússia.

Uma fonte disse à Reuters na condição de anonimato que a Argentina chegou a pedir uma carga extra de energia nos últimos dias, mas em seguida recuou.

(Por Rodrigo Viga, reportagem adicional de Carolina Pulice)

Boliviana YPFB reduz envio de gás natural à Petrobras em 30%, abaixo do contratado
 

Artigos Relacionados

Conselho da Petrobras analisa nome de Andrade
Conselho da Petrobras analisa nome de Andrade Por Estadão Conteúdo - 27.06.2022 1

Em reunião extraordinária marcada para esta segunda, 27, o conselho de administração da Petrobras (SA:PETR4) vai discutir a indicação do atual secretário de Desburocratização do...

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (19)
Thiago Ferreira
Thiago Ferreira 22.05.2022 9:44
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Chuuppa bozonazi! Agora é cadeia pra você, miliciano neoliberal retardado!
Felipe Vasco
Felipe Vasco 22.05.2022 9:44
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Pqp, pior que tem um monte de brasileiro assim kkkkk
raelcred raelcred
raelcred raelcred 22.05.2022 7:00
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Esse é o compromisso que a esquerda tem com contratos.
Mant Newmann
Mant Newmann 22.05.2022 6:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
20 anos dos bandidos Lula e Bozo no poder. Mas, para os militantes idiotas, a culpa sempre sera do outro. Em última instância,a CURPA é da GROBO e da ROITIS
Mant Newmann
Mant Newmann 22.05.2022 6:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Petrobras dependendo da Bolívia? Isso é piada! BOZO = LULA = LADRÃO POPULISTA
Alexander Alves
Alexander Alves 22.05.2022 6:49
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Brasileiro tem mesmo memoria curta. Quando a Bolivia tinha o Marares e o Brasil o Lula, muitos alertaram para dependencia de gas da Bolivia e que o Brasil tinha plenas capacidades de auto suficiencia se investisse pouco para tal. Porem, o Governo do PT achava que o desenvolvimento do America Latina tinha que ter o Brasil na frente e apoiou o aumento dos contratos de gas da bolivia em detrimento do desenvomvimento do mercado interno. Energia é estrategia nacional (nesse ponto, petrobras, eletrobras e demais emprsas de energia tem que ter uma analise estrategica nacional), como os EUA ja descobriram a muito tempo. Mas o Brasil sempre atras da historia.
Alexis Messais
Alexis Messais 21.05.2022 23:50
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Bora retaliar!
Peter MA
Peter MA 21.05.2022 23:49
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
vende tudo mesmo que melhora .. estatal chinesa já tá começando a explorar o bloco que a nossa estatal vendeu ..
SÉRGIO FRANCO
SÉRGIO FRANCO 21.05.2022 23:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Basta verificar o que a Bolívia mais necessita do Brasil e retaliar.
Alexis Messais
Alexis Messais 21.05.2022 23:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Exatamente! Pagar na mesma moeda.
Allan KI
Allan KI 21.05.2022 19:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
E o governo doido para vender o Pré-sal....kkkk daqui uns anos estaremos nas mão da Bolívia e Venezuela pq quem comprar o Pré sal vai exportar tudo p/ EUA...
Luiz Antonio Oliveira
Luiz Antonio Oliveira 21.05.2022 19:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Estaremos nas mãos da Bolívia e Venezuela???? vc deve estar brincando, claro!!!
Allan KI
Allan KI 21.05.2022 19:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Luiz Antonio Oliveira vai lá..vende tudo e verá daqui uns anos...rsrs
Allan KI
Allan KI 21.05.2022 19:32
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ué? O governo fez questão disso...O gás nas altura e acham mesmo que a Bolívia vai dar mole p Minto e cia? kkkk
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail