📖 Guia da Temporada de Balanços: Saiba as melhores ações escolhidas por IA e lucre no pós-balançoLeia mais

Combustível de urânio planejado para novos reatores nos EUA traz risco armamentista, dizem cientistas

Publicado 06.06.2024, 20:15
Atualizado 06.06.2024, 20:20
© Reuters.
US2YT=X
-
US5YT=X
-
US10YT=X
-
US30YT=X
-

Por Timothy Gardner

WASHINGTON (Reuters) - Um combustível  especial de urânio para uso na próxima geração de reatores nucleares norte-americanos, traz riscos para a segurança, pois pode ser usado — sem necessidade de enriquecimento adicional — em armas nucleares, disseram cientistas em um artigo publicado nesta quinta-feira.

O combustível chamado urânio de alto teor e baixo enriquecimento, ou Haleu (na sigla em inglês), é enriquecido a até 20%, comparado com os cerca de 5% para o combustível que é usado na maioria dos reatores. Até recentemente, ele era fabricado em quantidades comerciais apenas na Rússia, mas os EUA pretendem produzi-lo para abastecer uma nova leva de reatores.

O governo do presidente norte-americano, Joe Biden, acredita que a energia nuclear, que praticamente não emite gases poluentes, é essencial na luta contra as mudanças climáticas. O Ato de Redução da Inflação, do presidente, separou 700 milhões de dólares para o programa de disponibilização de Haleu, incluindo a compra do combustível, para criar uma cadeia de suprimentos para alguns pequenos reatores modulares e outros mais tecnológicos.

O urânio é um elemento radioativo encontrado na natureza. Para se tornar combustível nuclear, ele passa por um processo que resulta em um material com uma maior concentração do isótopo urânio-235.    “Esse material é diretamente utilizável para fazer armas nucleares, sem qualquer enriquecimento ou reprocessamento adicional”, disse Scott Kemp, um dos cinco autores do artigo, que foi revisado pelos pares e publicado no jornal Science. “Em outras palavras, os novos reatores trazem um risco sem precedentes para a segurança nuclear”, acrescentou ele, que é professor no MIT e ex-conselheiro científico de controle de armas do Departamento de Estado norte-americano.    Uma bomba com potência similar à que os EUA usaram em Hiroshima, no Japão, em 1945, pode ser feita com 1.000 quilos, ou menos, de Haleu enriquecido a 19,75%, informou o artigo. “Desenhar tal arma não seria uma tarefa simples, mas não há quaisquer razões convincentes para crer que ela não poderia ser feita”, disse.    Os autores afirmam que, se o enriquecimento for limitado a 10% a 12%, a cadeia de suprimentos seria muito mais segura, a um custo baixo.    O Departamento de Energia dos EUA calcula que mais de 40 toneladas cúbicas de Haleu podem ser necessárias antes do fim da década, com quantidades adicionais necessárias a cada ano, para lançar os reatores avançados que ajudarão o governo Biden a alcançar a meta de 100% de energia limpa até 2035.    A TerraPower, uma empresa apoiada por Bill Gates e que recebeu financiamento do Departamento de Energia, espera construir sua usina nuclear Natrium, no Wyoming, até 2030, usando Haleu.

Um porta-voz da TerraPower afirmou que a Natrium utilizará o Haleu uma vez que este permite uma produção de energia mais eficiente e reduz o volume de resíduos nucleares. “A TerraPower tem feito da redução dos riscos de armamento um princípio fundamental”, afirmou o porta-voz, acrescentando que o seu ciclo de combustível elimina o risco de proliferação.

A expectativa é que a Natrium inicie a construção da parte não nuclear, mas necessita de autorizações federais para a construção da parte nuclear.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.