📖 Guia da Temporada de Balanços: Saiba as melhores ações escolhidas por IA e lucre no pós-balançoLeia mais

China diz que busca diálogo e que confronto com EUA seria "desastre insustentável"

Publicado 04.06.2023, 15:36
Atualizado 04.06.2023, 15:40
© Reuters. Ministro da Defesa da China, Li Shangfu
04/06/2023
Mark Cheong/The Straits Times via REUTERS

CINGAPURA (Reuters) - O ministro da Defesa da China, Li Shangfu, disse neste domingo que um conflito com os Estados Unidos seria um "desastre insustentável", mas que seu país busca o diálogo em vez do confronto.

Falando na cúpula de segurança máxima da Ásia, o Shangri-La Dialogue, vestido com o uniforme de um general do Exército de Libertação Popular, Li disse que o mundo é grande o suficiente para a China e os EUA crescerem juntos.

"A China e os EUA têm sistemas diferentes e são diferentes de muitas outras maneiras", disse ele em um discurso que marcou sua primeiro participação internacional significativa desde que foi nomeado ministro da Defesa Nacional da China, em março.

"No entanto, isso não deve impedir os dois lados de buscar um terreno e interesses comuns para aumentar os laços bilaterais e aprofundar a cooperação", acrescentou. "É inegável que um conflito ou confronto severo entre a China e os EUA será um desastre insuportável para o mundo."

Os laços entre Washington e Pequim estão tensos em uma série de questões, incluindo Taiwan, disputas territoriais no Mar da China Meridional e as restrições do presidente dos EUA, Joe Biden, às exportações de chips semicondutores.

Em sua última disputa, os militares da China criticaram os Estados Unidos e o Canadá por "provocarem riscos deliberadamente" após as marinhas de ambos os países realizarem, no sábado, uma rara navegação conjunta pelo sensível Estreito de Taiwan.

No sábado, o secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, repreendeu a China em um discurso na reunião de segurança, em Cingapura, por se recusar a manter negociações militares, deixando as superpotências em um impasse sobre suas diferenças.

Li foi mais contido em seu discurso, embora tenha feito críticas veladas aos Estados Unidos, acusando "alguns países" de intensificar uma corrida armamentista e interferir deliberadamente nos assuntos internos de outros.

"Uma mentalidade de Guerra Fria agora está ressurgindo, aumentando muito os riscos de segurança", disse ele. "O respeito mútuo deve prevalecer sobre o bullying e a hegemonia."

© Reuters. Ministro da Defesa da China, Li Shangfu
04/06/2023
Mark Cheong/The Straits Times via REUTERS

Li, sancionado pelos Estados Unidos em 2018 por causa da compra de armas da Rússia, apertou a mão de Austin em um jantar na sexta-feira, mas os dois não tiveram uma discussão mais profunda, apesar das repetidas demandas dos EUA por mais trocas militares.

Falando em particular à margem da conferência, dois oficiais militares chineses disseram que Pequim queria sinais claros de Washington de uma abordagem menos conflituosa na Ásia -- incluindo a retirada das sanções contra Li -- antes que as negociações entre militares pudessem ser retomadas.

(Reportagem de Chen Lin e Greg Torode)

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.