Últimas Notícias
Investing Pro 0
PROMOÇÃO prorrogada Cyber Monday: Até -60% no InvestingPro+ GARANTA A OFERTA

Foxconn pede desculpa por erro em pagamento após revolta de trabalhadores na China

Ações 24.11.2022 10:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Grupo de pessoas atravessa uma cerca derrubada após um protesto na fábrica da Foxconn, em Zhengzhou, China, em captura de tela de video divulgado em 23/11/2022. Video obtido pela Reuters/via REUTERS
 
AAPL
+0,19%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
2354
-0,38%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
AAPL34
+0,63%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Por Yimou Lee e Brenda Goh

TAIPÉ/XANGAI (Reuters) - A Foxconn (TW:2354), uma fornecedora da Apple (NASDAQ:AAPL), disse nesta quinta-feira que ocorreu um "erro técnico" relacionado ao pagamento de funcionários na maior fábrica de iPhones do mundo, na China, e pediu desculpas aos trabalhadores depois que a unidade foi chacoalhada por protestos.

Homens quebraram câmeras de vigilância e entraram em confronto com o pessoal de segurança na quarta-feira, enquanto centenas de trabalhadores protestavam na fábrica na cidade de Zhengzhou. As raras cenas de dissidência pública na China foram provocadas por reclamações de pagamentos atrasados ​​e frustração com as severas restrições de Covid-19.

Em vídeos que circularam nas mídias sociais, os trabalhadores disseram ter sido informados de que a empresa pretendia atrasar o pagamento de bônus. Alguns também reclamaram que foram forçados a dividir dormitórios com colegas que testaram positivo para Covid-19.

"Nossa equipe está investigando o assunto e descobriu que ocorreu um erro técnico durante o processo de integração", disse a Foxconn em comunicado, referindo-se à contratação de novos funcionários.

"Pedimos desculpas por um erro de admissão no sistema de computador e garantimos que o pagamento real é o mesmo acordado nos cartazes oficiais de recrutamento", sem dar mais detalhes.

O pedido de desculpas foi uma reviravolta em relação ao dia anterior, quando a Foxconn disse que havia cumprido seus contratos de pagamento. A fábrica emprega mais de 200 mil trabalhadores e produz dispositivos incluindo iPhones 14 Pro e Pro Max. A planta fabrica cerca de 70% dos iPhones globalmente.

As revoltas de maior magnitude diminuíram e a empresa está se comunicando com funcionários envolvidos em protestos menores, disse à Reuters uma fonte da Foxconn familiarizada com o assunto nesta quinta-feira.

A empresa realizou "acordos iniciais" com os funcionários para resolver a disputa, enquanto a produção na fábrica continuava, afirmou a fonte.

A empresa taiwanesa disse que respeitará os desejos dos novos funcionários que quisessem se demitir e deixar a instalação da fábrica e oferecerá a eles "subsídios de assistência". Esses subsídios totalizam 10 mil yuans (1.400 dólares) por trabalhador, segundo a fonte.

A Apple disse que tinha funcionários na fábrica e estava "trabalhando em estreita colaboração com a Foxconn para garantir que as preocupações de seus trabalhadores sejam atendidas".

Vários acionistas ativistas disseram à Reuters que os protestos mostraram os riscos que a Apple enfrenta devido à sua dependência da fabricação na China.

"A extrema dependência da Apple da China, tanto como mercado (consumidor) quanto como local de fabricação primária, é uma situação muito arriscada", disse Christina O'Connell, gerente sênior da SumOfUs, um grupo de responsabilidade corporativa sem fins lucrativos.

(Reportagem adicional de Ross Kerber, Redação de Pequim e Yew Lun Tian)

Foxconn pede desculpa por erro em pagamento após revolta de trabalhadores na China
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail