Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Relator da privatização da Eletrobras no TCU traz pedido de retirada de pauta

Ações 18.05.2022 13:36
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters Relator da privatização da Eletrobras no TCU traz pedido de retirada de pauta

O ministro-relator da privatização da Eletrobras (SA:ELET3) no Tribunal de Contas da União (TCU), Aroldo Cedraz, juntou ao processo um pedido para que a análise do tema seja retirada da pauta da sessão desta quarta-feira, 18.

A princípio, o processo continua previsto para ser discutido nesta quarta-feira.

O documento protocolado foi apresentado no gabinete do relator e pode não ser acatado.

Segundo apurou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), a solicitação foi feita por um grupo de deputados.

Relator da privatização da Eletrobras no TCU traz pedido de retirada de pauta
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (31)
Jr ODue
Jr ODue 19.05.2022 7:15
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ministro Vital do Rego esta comprometido com o desenvolvimento do pais e nao com a pilhagem q estao querendo fazer na Eletrobras os naz1s piram
pericles periclesplb
pericles periclesplb 18.05.2022 17:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Tentativa desesperada e frustrada de vender o bem público a toque de caixa - segundo o gado " a energia vai ficar mais barato e chegar a todos" kkkkkk
Diego Freitas
Diego Freitas 18.05.2022 16:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
kkkk VITAL DO REGO é ministro do TCU, o mesmo que foi supostamente investigado pela lava jato em 2017, pelo falecido Teori Zavascki por cobrar propina de empreiteiras é ministro do TCU, kkkkk esse país é ridículo.
Danilo Fraga
Danilo Fraga 18.05.2022 16:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Não só por isso. É ridículo o viralatismo entreguista de parte da população supostamente esclarecida, que no bem da verdade são fantoches dos conflitos de interesses da escola austríaca e de Chicago que estão em desuso nos países desenvolvidos, uma vez que o próprio FMI tem reconhecido o quão danoso é o neoliberalismo, ainda maos pra nós que já somos os mais desiguais do mundo. A concentração de renda, em que os bancos compraram a BR distribuidora como exemplo, isso é ridicularizante para o país. O Bolsonaro isolado no encontro de chefes de estado, ao ser questionado pelo Erdogan ditador da Turquia, dizer que a empresa - que mais tem tecnologia e descobriu as maiores reservas no setor de petróleo - é um problema que ele quer se livrar, ISSO SIM É MUITO RIDÍCULO!
raelcred raelcred
raelcred raelcred 18.05.2022 16:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Corporativismo estatal é ridículo.
Luiz Luiz
Lorival 18.05.2022 15:50
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
não consultaram nem o CADE, e conduziram o processo de venda da maior elétrica da América Latina. Esse governo é de veras uma várzea
Luiz Luiz
Lorival 18.05.2022 15:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
assistam a sessão e tirem as próprias conclusões. Tentaram meter a mão na empresa como nunca visto, por meio da desestabilização
Valdir Nunes
Valdir Nunes 18.05.2022 15:36
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Bom, lembro que a ENEL é controlada pelo Governo da Itália.
João Pombo
João Pombo 18.05.2022 15:36
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Estão vendendo o país à preço de banana e há quem aplauda, infelizmente. Privatização é crime de lesa-pátria, no final quem vai pagar a conta é a população. Setor tão importante quanto o de energia elétrica não pode ser privatizado, pelo contrário, deve ser protegido (assim como a Petrobrás tb, que deveria ser totalmente estatal e alterar o PPI). Privatizar setores fundamentais é colocar a soberania do Brasil nas mãos de interesses internacionais.
Jr ODue
Jr ODue 18.05.2022 15:36
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A sensatez perdeu agora estamos vivendo a insanidade completa pra deleite meia duzia de bilionários
Valdir Nunes
Valdir Nunes 18.05.2022 15:34
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A IRB foi privatizada e virou show...show de horror para os Sardinhas que não utilizam stop loss...
Alcides Rui Silva
Alcides Rui Silva 18.05.2022 15:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O estado é incompetente, burocrático, ineficiente e corrupto de forma geral. Não serve para tocar empresas.
Danilo Fraga
Danilo Fraga 18.05.2022 15:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Se não fossem Petrobrás, Eletrobrás, Correios, Embrapa, Embraer, Caixa Econômica e Banco do Brasil, nosso país seria uma roça. Essa conversa de entregar patrimônio público para a iniciativa privada é viralatismo. A Noruega que tem o maior IDH do mundo tem duas estataos de Petróleo. A nossa é a que tem a maior tecnologia de exploração em águas profundas o que a tornou a única do mundo a descobrir e explorar o pré sal. O Misea queria que a gente entregasse pra os amigos dele e age como inimigos da Nação, que por paralelismo inclui todos que adotam esse discurso generalista e superficial!
Chris Zoli
Chris Zoli 18.05.2022 15:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Faz o L de ladrão👆🤡🚩
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail