😎 Promoção de meio de ano - Até 50% de desconto em ações selecionadas por IA no InvestingProGARANTA JÁ SUA OFERTA

Painel da Câmara dos EUA intima assessores de Biden sobre sua aptidão mental

Publicado 10.07.2024, 21:08
Atualizado 10.07.2024, 21:10
© Reuters. Biden sai do palco com a primeira-dama, Jill Biden, ao final do debate presidencial com Trump, em Atlantan27/06/2024nREUTERS/Brian Snyder

Por Kanishka Singh e Andrea Shalal

WASHINGTON (Reuters) - O Comitê de Supervisão da Câmara dos Estados Unidos, liderada pelos republicanos intimou três assessores seniores da Casa Branca nesta quarta-feira, requerendo que eles prestem depoimento sobre a saúde do presidente democrata Joe Biden, de acordo com um comunicado do painel. 

As intimações foram enviadas para o principal assessor da primeira-dama Jill Biden, Anthony Bernal, para a vice-chefe de gabinete, Annie Tomasini, e para a assessora sênior Ashley Williams. O Axios publicou essa informação pela primeira vez. 

As chances de reeleição de Biden foram colocadas em dúvida após uma atuação vacilante e instável no debate contra o ex-presidente republicano Donald Trump no fim do mês passado. 

Desde então, alguns democratas do Congresso e doadores importantes pediram publicamente que ele se afastasse como candidato do partido para a eleição de 5 de novembro. Biden disse que continuará na disputa. 

“Funcionários-chave da Casa Branca precisam aparecer diante do nosso comitê para que possamos dar a transparência e a responsabilidade que os norte-americanos merecem”, disse o deputado republicano James Comer, presidente do painel. 

“Segundo um ex-assessor de Biden, esses três funcionários -- Annie Tomasini, Anthony Bernal e Ashley Williams -- criaram uma ‘bolha protetora em torno’ do presidente Biden”, acrescentou o painel.

© Reuters. Biden sai do palco com a primeira-dama, Jill Biden, ao final do debate presidencial com Trump, em Atlanta
27/06/2024
REUTERS/Brian Snyder

O porta-voz da Casa Branca, Ian Sams, afirmou: “Como tudo que o deputado Comer fez ao longo do último ano, essas intimações são uma manobra política sem fundamento com a intenção de receber atenção da imprensa em vez de realizar supervisão legítima. Seus ataques partidários contra o presidente foram desacreditados e agora ele continua rebaixando a Câmara ao usar intimações como armas para ganhar manchetes em vez de buscar informações pelo processo constitucional adequado”. 

Muitos parlamentares do próprio partido de Biden têm expressado preocupação de que ele não fez o suficiente nos dias posteriores para convencer os eleitores de que o debate foi uma anomalia, e não um reflexo verdadeiro das suas habilidades. Biden tem argumentado que está mais bem posicionado para derrotar Trump. 

O painel liderado por republicanos pediu que os assessores respondam até 17 de julho e solicitou que eles sentem para entrevistas a portas fechadas mais adiante este mês. 

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.