Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Petróleo fecha em alta de quase 1% com apostas em fim de acordo entre EUA e Irã

Commodities 03.05.2018 16:56
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Petróleo fecha em alta de quase 1% com apostas em fim de acordo entre EUA e Irã

Investing.com - Os preços do petróleo bruto se fecharam em alta depois de Irã afirmar que não renegociaria o acordo nuclear, acusando os EUA de “bullying”, estimulando as expectativas do retorno de novas sanções.

Em Nova York, o contrato futuro do WTI para entrega em junho subiu US$ 0,50, ou 0,74%, para fechar a US$ 68,43 por barril, enquanto o Brent, em Londres, avançou US$ 0,33, ou 0,45%, e encerrou a sessão cotação a US$ 73,70 o barril.

Os investidores voltaram a reforçar suas apostas de que haverá um corte de oferta do Irã após o ministro das Relações Exteriores do país, Mohammad Javad Zarif, acusar os EUA de “intimidação” e insistir que Donald Trump cumpra o acordo firmado pelo seu antecessor, Barack Obama.

A decisão do país persa de não renegociar o acordo nuclear que é publicamente criticado por Trump aumenta a expectativa de que o presidente norte-americano não renove a suspensão das sanções ao Irã, o que abalaria a capacidade de Teerã de colocar seu petróleo no mercado internacional.

Durante a vigência das sanções, a produção do Irã estava em cerca de 1 milhão de barris/dia a menos do que a atual.

Analistas internacionais não acreditam que uma renogociação com o país tenha sucesso, pois a posição de Trump e seus conselheiros ‘ultra-hawkish’ superam a abrangência inicial do programa nuclear com o desejo de expandi-lo para impedir testes de mísseis e reduzir a influência no Oriente Médio.

Nos últimos anos, o Irã tem se fortalecido na região com o aumento de influência no Iraque, Síria e Iêmen, além de seus tradicionais aliados no Catar, Hamas, na Faixa de Gaza, e o Hezbollah no sul do Líbano, desagradando os EUA e os rivais regionais Israel e Arábia Saudita.

A interrupção da oferta de petróleo do Irã ampliaria os cortes já adotados pela Opep, que poupou parcialmente o país, que exigia retornar aos seus patamares históricos de extração no período pré-sanções.

O cartel, em parceria com a Rússia e grandes exportadores, reduziu a partir de janeiro de 2017 a oferta global em 1,8 milhão de barris/dia. O acordo expira no final deste ano e, possivelmente, será renovado para 2019.

Na direção oposta, os EUA seguem expandindo sua produção, que atingiu 10,6 milhões de barris por dia na semana passada, segundo informou ontem a agência de energia do país.

Os estoques de petróleo norte-americanos subiram 6,218 milhões de barris na semana encerrada em 27 de abril, frustrando as expectativas de alta de apenas 739 mil barris.

Petróleo fecha em alta de quase 1% com apostas em fim de acordo entre EUA e Irã
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail