Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

Bolsas da Europa fecham mistas, com pressão no setor automotivo, mas com expectativas por China

Publicado 01.09.2023, 10:43
Atualizado 01.09.2023, 14:10
© Reuters.  Bolsas da Europa fecham mistas, com pressão no setor automotivo, mas com expectativas por China

Os mercados acionários da Europa fecharam mistos nesta sexta-feira, 1º de setembro, com pressão particular do setor automotivo de Paris e Frankfurt após corte na recomendação do UBS para ações de Renault (EPA:RENA) e Volkswagen (ETR:VOWG), mas com algum fôlego diante de mais estímulos da China e na expectativa de que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) não eleve mais os juros nos Estados Unidos.

Em Londres, o FTSE 100, subiu 0,34% a 7.464,54 pontos, enquanto o índice DAX, em Frankfurt, fechou em queda de 0,67%, a 15.840,34 pontos. O CAC 40, em Paris, cedeu 0,27%, a 7.296,77 pontos, e o FTSE MIB, em Milão, fechou em queda de 0,63%, a 28.650,49 pontos. Já em Madri, o índice Ibex 35 caiu 0,47%, a 9.460,80 pontos. Na Bolsa de Lisboa, o PSI 20 subiu 0,13%, a 6.182,07 pontos. As cotações são preliminares.

A CMC Markets esclarece que o baixo desempenho de Frankfurt e Paris ocorre devido às mudanças de recomendação de neutro para venda pelo banco UBS para as montadoras Volkswagen e Renault. O banco citou o impacto das montadoras chinesas em relação à competição de veículos elétricos, "enquanto a BMW está em baixa após ser cortada pelo Citi, devido a preocupações sobre demanda mais fraca".

Com isso, outras empresas do setor também foram empurradas para baixo. Em Paris, a Renault cedeu mais de 6%, enquanto em Frankfurt, a Volkswagen caiu cerca de 5%, seguido da BMW (queda de mais de 3%), da Mercedes (baixa de mais de 2%) e da Porsche (ETR:P911_p) (baixa de mais de 2%).

As movimentação retiraram o fôlego que as bolsas estavam recebendo de perspectivas econômicas mais otimistas devido às notícias de mais estímulos na China. Segundo a AJ Bell, os estímulos deram força particular ao FTSE 100, com destaque para mineradoras, além de empresas de energia devido à força do petróleo. Assim, o destaque foi para as altas da Glencore (LON:GLEN) (mais de 1%), Rio Tinto (LON:RIO) (cerca de 2%) e BP (mais de 2%).

Ainda, a CMC Markets destaca que o payroll (relatório de emprego) dos Estados Unidos deu fôlego às bolsas europeias, diante das crescentes expectativas de que os juros não subam mais no país. Os índices acionários também ganharam leve impulso do PMI da indústria da zona do euro, que ficou levemente abaixo da projeção do mercado.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.