Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

Membro do gabinete de guerra de Israel pede eleições em setembro

Publicado 03.04.2024, 16:31
Atualizado 03.04.2024, 16:35
© Reuters. Ex-ministro da Defesa de Israel Benny Gantz
09/11/2023
REUTERS/Alexander Ermochenko

JERUSALÉM (Reuters) - O membro do gabinete de guerra de Israel Benny Gantz pediu nesta quarta-feira novas eleições em setembro, num momento em que o governo do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu é pressionado em seu país e no exterior pela guerra em Gaza.

“Precisamos concordar com uma data para eleições em setembro, em direção a um ano de guerra, se você preferir”, disse Gantz, em um briefing televisionado. “Marcar essa data nos permitirá continuar com a operação militar e, ao mesmo tempo, sinalizar aos cidadãos de Israel que, em breve, renovaremos a confiança deles em nós.”

Milhares de israelenses foram às ruas nos últimos dias exigindo novas eleições. Muitos criticaram Netanyahu e expressaram irritação pela maneira como o seu governo está lidando com os 134 reféns israelenses ainda sendo mantidos em Gaza, após seis meses de guerra.

Netanyahu, o primeiro-ministro mais longevo de Israel, descartou eleições antecipadas várias vezes, nas quais ele seria derrotado, de acordo com pesquisas de opinião, dizendo que ir às urnas no meio da guerra seria apenas uma recompensa ao Hamas, movimento islâmico que governa Gaza.

Seu partido Likud disse nesta quarta-feira que Gantz precisa “parar de praticar política mesquinha” durante a guerra. “Eleições neste momento trarão paralisia, divisão e danos aos combates em Rafah e um golpe fatal às chances de um acordo pelos reféns”, afirmou o Likud.

Gantz, um ex-general do Exército, se juntou ao governo de Netanyahu nos primeiros dias da guerra, em um gesto de unidade política durante a crise. As pesquisas sugerem que seu partido venceria qualquer eleição e ele seria o favorito a se tornar primeiro-ministro.

Netanyahu prometeu trazer os reféns para casa, bem como destruir o Hamas, embora não esteja claro como é que Israel poderia fazer isso e os especialistas duvidem que seja sequer possível. O implacável ataque aéreo, terrestre e marítimo de Israel já matou mais de 32.000 palestinos, segundo as autoridades de saúde de Gaza, e provocou uma catástrofe humanitária.

© Reuters. Ex-ministro da Defesa de Israel Benny Gantz
09/11/2023
REUTERS/Alexander Ermochenko

As pesquisas indicam que a maioria dos israelenses desaprova a liderança de Netanyahu desde o ataque do Hamas a comunidades no sul de Israel, em 7 de outubro, no qual cerca de 1.200 pessoas foram mortas e muitos reféns foram feitos, de acordo com os dados de Israel.

Se não houver alterações, a próxima votação para o Parlamento israelense está marcada para 27 de outubro de 2026, de acordo com o Comitê Central de Eleições de Israel.

(Reportagem de Henriette Chacar)

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.