Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
🔎 Confira as ProTips completas de NVDA e descubra riscos e retornos DESCONTO de 40%

“Baleias” do mercado de títulos podem estar se preparando para outra onda de compras

br.investing.com/analysis/baleias-do-mercado-de-titulos-podem-estar-se-preparando-para-outra-onda-de-compras-200461220
“Baleias” do mercado de títulos podem estar se preparando para outra onda de compras
Por Alfonso Peccatiello   |  04.12.2023 13:05
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Muita gente pensa que as maiores “baleias” no mercado de títulos são o Fed ou os Bancos Centrais estrangeiros, como o Banco do Japão ou o Banco Popular da China.

Isso é um engano.

E as verdadeiras “baleias” do mercado de títulos podem voltar a ter fome de títulos em 2024.

Decomposição das compras líquidas de treasuries
Decomposição das compras líquidas de treasuries

O gráfico acima mostra (caixas vermelhas) que mais de 70% dos fluxos líquidos de compra nos mercados do Tesouro são de fundos de pensão, gestores de ativos, companhias de seguros e investidores estrangeiros.

Esses investidores estrangeiros abrangem tanto instituições (os mesmos fundos de pensão, gestores de ativos, etc.) quanto Bancos Centrais estrangeiros.

Estima-se que os Bancos Centrais estrangeiros respondam por cerca de 1/3 dos fluxos na pilha verde escura.

Isso significa que cerca de 60% dos fluxos de compra são das verdadeiras “baleias”: fundos de pensão, gestores de ativos, bancos e companhias de seguros.

Não o Fed.

O Fed teve um papel desproporcional apenas em 2020-2021, mas isso foi uma exceção devido aos enormes programas de estímulos relacionados à pandemia.

Recentemente, a maioria dos fluxos de compra veio de domicílios: taxas livres de risco de 4-5% se tornaram uma alternativa de investimento atraente pela primeira vez em décadas.

Um detalhe aqui também: essa definição de “domicílios” inclui também fundos de hedge, então considere isso.

Meu ponto é: as maiores “baleias” no mercado de títulos são bancos, fundos de pensão, gestores de ativos e companhias de seguros.

Por que as "baleias" do mercado de títulos compram títulos?

1. Seus rendimentos garantidos (reais) são suficientes para atingir suas metas de retorno e proteger contra o risco de taxa de juros.

Retorno de títulos corporativos de 30 anos BBB nos EUA
Retorno de títulos corporativos de 30 anos BBB nos EUA

Companhias de seguros e fundos de pensão têm passivos de longo prazo, como seguros de vida ou pensões a serem pagas em 30-40 anos.

É uma boa prática proteger o risco de taxa de juros desses passivos longos com ativos de longo prazo: títulos de 30 anos, por exemplo.

Além disso, essas indústrias precisam alcançar metas de retorno de longo prazo de (no mínimo) 6-7% para se sustentarem no longo prazo.

Hoje elas podem quase atingir esses objetivos comprando títulos corporativos BBB de 30 anos: essa é uma proposta muito atraente para essas "baleias".

2. Os títulos (podem) funcionar como um estabilizador de carteira quando os ativos de risco caem.

Correlação entre ações e títulos
Correlação entre ações e títulos

Este gráfico do excelente Dan Rasmussen da Verdad Capital é essencial.

Voltando quase 200 anos, é claro que a correlação entre ações e títulos não é sempre negativa: muitas vezes é positiva (!) especialmente se a inflação básica estiver acima de 3% e for muito volátil (2022, alguém?).

Isso faz sentido: se a inflação básica é alta e incerta, os Bancos Centrais vão agir com firmeza para apertar a política monetária e retomar o controle.

A regra número 1 dos Banqueiros Centrais é preservar a credibilidade e, portanto, ser capaz de controlar o jogo.

Quando eles apertam com força, os mercados de títulos vendem e as avaliações das ações sofrem juntas: correlação positiva e retornos ruins em ações e títulos.

Em contrapartida, os títulos mantêm sua incrível correlação negativa com as ações apenas se a inflação básica cair de forma previsível abaixo de 3% (área verde).

E isso também faz sentido: quando a inflação básica está dentro da zona de conforto do Banco Central, uma grande queda nas ações ou nos mercados de crédito será vista como prejudicial para a economia, e os Bancos Centrais darão mais valor ao lado do crescimento/emprego de seu mandato e virão em socorro.

Se as coisas piorarem, os mercados de títulos se valorizarão em antecipação ao alívio do Banco Central: esta é a correlação negativa entre ações e títulos que os investidores institucionais adoram.

Conclusão

Hoje a inflação básica está em 4% com a tendência subjacente de 6 meses já chegando a 3%.

A história mostra que abaixo de 3% a desejada correlação negativa entre ações e títulos pode se repetir mais uma vez.

Se isso acontecer, os títulos serão um ativo muito apetitoso para os compradores "baleias" famintos.

A combinação de um ativo de longo prazo que protege o risco de taxa de juros, oferece um alto rendimento e protege carteiras em uma queda das ações é uma proposta irresistível para essas grandes "baleias" do mercado de títulos.

Essas "baleias" estavam adormecidas, mas sua pegada pode ser enorme e muito maior que a do Fed.

Fique atento à correlação entre ações e títulos e às "baleias" do mercado de títulos.

***

Aviso: este artigo tem fins meramente informativos e não constitui qualquer oferta ou recomendação de investimento.

“Baleias” do mercado de títulos podem estar se preparando para outra onda de compras
 

Artigos Relacionados

Olivia Bulla
Mercado não deixa o samba morrer Por Olivia Bulla - 21.02.2024 1

O carnaval já passou, mas os mercados globais voltam ao ritmo do samba de uma nota só nesta quarta-feira (21). A ata da reunião de janeiro do Federal Reserve...

“Baleias” do mercado de títulos podem estar se preparando para outra onda de compras

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail