Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

País prevê contar com mais térmicas e energia importada até fim do período seco

Commodities24.09.2021 20:30
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Baixo nível da represa de Furnas 7/09/2021 REUTERS/Washington Alves

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O governo brasileiro contará com mais térmicas e energia extra da Argentina para garantir o suprimento no país em outubro e novembro, até que os reservatórios das hidrelétricas voltem a encher com a chegada do período úmido, informaram o Ministério de Minas e Energia e Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Há previsão de que mais 1.500 MWs de usinas térmicas entrem em operação partir de outubro, e um volume de energia semelhante em importações, informaram o ministério e o ONS.

O adicional de capacidade termelétrica representa quase 10% da geração térmica em operação no país, em momento em que o Brasil lida para afastar riscos de abastecimento, diante da seca que atingiu os reservatórios de hidrelétricas, principal fonte de geração elétrica.

"O momento exige atenção e por isso fazemos o monitoramento contínuo do sistema para tomar as medidas necessárias de forma tempestiva", disse à Reuters o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

"Todas as medidas que estão sendo adotadas, desde outubro de 2020, visam a garantia do abastecimento de energia para os consumidores, o que se aplica aos meses de outubro e novembro de 2021, que caracterizam o período de transição entre a estação seca e a chuvosa."

Dados do Ministério de Minas e Energia apontam que foram gerados pouco mais de 18 mil MWs médios em térmicas no país.

Na quarta-feira, integrantes do governo disseram que mais termelétricas entrariam em operação nos próximos meses, mas não detalharam as capacidades.

A histórica crise hídrica vem obrigando o governo a adotar inúmeras medidas para evitar desabastecimento de energia, além do despacho das térmicas, como a importação.

A expectativa do governo é contar com 1.400 MWs extras da Argentina já a partir de outubro, segundo o ministério.

Na quinta-feira, o Brasil importava em média 1.541 MWs médios de acordo com o ministério.

Volumes extras de energia também podem ser importados do Uruguai, como já vem ocorrendo.

O ONS confirmou à Reuters que trabalha com dois cenários na importação para os próximos meses, de acordo com a disponibilidade energética desses países.

Em um deles, mais conservador, a importação seria de 1.300 MW, que pode subir até 2.770 MW.

A compra de energia de países vizinhos é uma estratégia que vem sendo adotada desde o ano passado quando as perspectivas indicavam que 2021 seria um ano complicado.

A importação será mantida em 2022, mas os volumes ainda não foram definidos e vão depender o regime de chuvas no Brasil.

O chamado período úmido começa em novembro e vai até abril.

Esta semana integrantes do governo disseram que uma quantidade de térmicas acima da média histórica não será desligada mesmo no período de chuvas, com o objetivo de poupar água nos reservatórios da hidrelétricas, já com vistas ao período seco de 2022.

País prevê contar com mais térmicas e energia importada até fim do período seco
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (3)
jose gomez
jose gomez 25.09.2021 14:35
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
As fontes de energia estão aí acorda!!! Tem que investir na Petrobras e aumentar a Produção. Cadê o Investidor Animal pra competir com a Estatal???? Cadê??? Só querem moleza ou dado de graça.
Thiago Souza Pires
Thiago Souza Pires 25.09.2021 14:35
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
agora que vc notou isso? privatizar é o que eles gostam, pq vem de graça, mas coloxar a mao na massa, fazer investimentos, nem pensar.
Mansur Staim
Mansur Staim 25.09.2021 10:39
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
sucateou a termoelétrica da FAFEN, postergou paradas programadas tipo C e Mayor, resultado cerca de 4 Mw que agora fazem falta, esse governo não levanta um tijolo ao contrário só derruba e vende, quero ver agora, nessa época há alguns anos na mesma crise em 2010 e 2014 exportava energia p Uruguai. Incompetência total na gestão do país e vergonha internacional.
Mansur Staim
Mansur Staim 25.09.2021 10:39
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
4000 Mw digo, 1 Gw abastece r milhões de pessoas em média
Mansur Staim
Mansur Staim 25.09.2021 10:39
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
1 Mw abastece 4 mil pessoas em média
Francisco Aguiar
Francisco Aguiar 25.09.2021 10:39
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Quem sucateou o Brasil foi o PT.
David Soares
David Soares 25.09.2021 6:18
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
os esquerdas acham q fontes de energia se constroem em 4 anos ..isso demora so pra sair o projeto e a licitação....os governos anteriores ficaram pensando em como estocar vento e nao fizeram os investimentos necessários na geração de energia..tempo tiveram
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail