Garanta 40% de desconto
🚀 6 ações que subiram +25% no 1º tri selecionadas pela nossa IA. Quais ações vão subir no 2º tri?Não perca a lista completa

Petróleo registra volatilidade; demanda nos EUA sobe apesar de recessão

Publicado 28.07.2022, 11:02
Atualizado 28.07.2022, 12:04
© Reuters.

Por Peter Nurse

Investing.com – Os preços do petróleo registravam volatilidade nesta quinta-feira, após o avanço dos preços na sessão anterior, diante da queda de estoques do produto nos EUA e da retomada do consumo de gasolina, mesmo com os EUA entrando em recessão técnica.

Às 11h41 (horário de Brasília), o petróleo norte-americano recuava 0,59%, a US$ 96,75 por barril, enquanto o Brent se desvalorizava 0,30%, a US$ 101,37 por barril, no mercado futuro. Ambos os contratos registraram ganhos de mais de 2% na sessão anterior.

O contrato futuro de gasolina RBOB nos EUA baixava 2,63%, a US$ 3,0703 por galão.

Dados divulgados no início desta quinta-feira mostraram que houve uma contração no crescimento dos EUA no 2º tri, com o Produto Interno Bruto do país recuando 0,9%. Esse foi o segundo declínio trimestral consecutivo, configurando uma recessão técnica, após uma queda de 1,6% nos primeiros três meses do ano.

Os EUA não adotam oficialmente essa definição, deixando a cargo do NBER, escritório nacional de pesquisas econômicas do país, a determinação do cenário com base em uma gama maior de fatores. No entanto, isso ainda fará com que os investidores se questionem se o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) desacelerará sua agressiva política de aperto monetário.

Com isso em mente, o mercado petrolífero tentava manter o tom positivo da sessão anterior, graças a sinais de uma demanda saudável nos EUA, maior país consumidor de petróleo do mundo.

Dados da Administração de Informações Energéticas, divulgados na quarta-feira, mostraram que os estoques de petróleo tiveram uma queda de 4,5 milhões de barris na semana passada, contra expectativas de uma retirada de 1 milhão de barris, enquanto a demanda de gasolina registrou uma recuperação de 8,5% na comparação semanal.

É possível que o mercado registre ganhos pela frente, de acordo com o principal executivo da Shell (LON:RDSa), haja vista que a restrição de oferta supera quaisquer riscos à demanda.

“Na conjuntura atual, há mais possibilidade de alta do que de baixa, no que se refere ao preço do petróleo”, disse o CEO da companhia, Ben van Beurden, em uma entrevista à Bloomberg TV. “A demanda não se recuperou totalmente ainda e a oferta está definitivamente restrita”.

Sua entrevista ocorreu após a gigante petrolífera divulgar um lucro de US$ 11,5 bilhões no 2º tri, superando seu recorde atingido nos três meses anteriores.

Sua rival francesa TotalEnergies (EPA:TTEF) também apurou um lucro recorde de US$ 9,8 bilhões no trimestre e acelerou o programa de recompra de ações, enquanto a norueguesa Equinor (OL:EQNR) divulgou, na quarta-feira, um enorme lucro de US$ 17,6 bilhões no 2º tri.

Na próxima semana, as atenções estarão voltadas à reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados, grupo conhecido como Opep+, que irá discutir as cotas de produção para setembro e talvez o resto de 2022.

“Essa reunião pode ter grandes consequências para os mercados petrolíferos, pois a Opep+ concluirá seu plano de redução gradativa dos cortes de produção desde maio de 2020, sem um direcionamento claro para as cotas predeterminadas”, afirmou Ellen Wald, presidente da Transversal Consulting.

 

Últimos comentários

está semana a quebra foi de 4,5 milhões no stock , mas nas semanas anteriores 3 aumentos somados de 10 milhões ...
Demanda por petróleo sobe soesar da recessão…. Esses estagiários não tem ideia fo que escrevem…
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.