Garanta 40% de desconto
🚀 6 ações que subiram +25% no 1º tri selecionadas pela nossa IA. Quais ações vão subir no 2º tri?Não perca a lista completa

Ainda há muito a fazer para atingir meta de inflação de 2%, diz presidente do Fed de Nova York

Publicado 28.02.2024, 15:59
Atualizado 28.02.2024, 16:01
© Reuters. John Williams, presidente do Federal Reserve de Nova York faz discurso 
06/03/2019
REUTERS/Lucas Jackson

Por Michael S. Derby

(Reuters) - O presidente do Federal Reserve de Nova York, John Williams, disse nesta quarta-feira que, embora as pressões inflacionárias tenham diminuído em um grau notável, ele ainda não está pronto para dizer que o banco central norte-americano fez tudo o que precisava fazer para levar a inflação de volta à meta de 2% do Fed.

"Embora a economia tenha percorrido um longo caminho para alcançar um melhor equilíbrio e atingir nossa meta de inflação de 2%, ainda não chegamos lá", disse Williams, acrescentando: "Estou comprometido em restaurar totalmente a estabilidade de preços no contexto de uma economia e um mercado de trabalho fortes".

Ele não ofereceu nenhuma orientação firme sobre o que virá a seguir na postura da política monetária do banco central norte-americano, explicando que, "enquanto navegamos pelo restante dessa jornada, estarei concentrado nos dados, nas perspectivas econômicas e nos riscos, avaliando o caminho apropriado para a política monetária que melhor atinja nossos objetivos".

Williams disse em seu discurso que a inflação "diminuiu significativamente" no último ano e meio, em meio a recuos "de base ampla" nos componentes que compõem as medições da inflação.

© Reuters. John Williams, presidente do Federal Reserve de Nova York faz discurso 
06/03/2019
REUTERS/Lucas Jackson

Mas ele acrescentou que "ainda temos um longo caminho a percorrer na jornada rumo a uma inflação sustentada de 2%" Williams disse que vê a inflação diminuindo para entre 2% e 2,25% este ano e para 2% no próximo ano. As pressões gerais sobre a inflação, medidas pelo índice PCE, aumentaram 2,6% em dezembro em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Observando a força inesperada dos recentes dados de inflação no nível do consumidor, Williams destacou que é provável que haja "solavancos ao longo do caminho" de volta aos 2%.

Williams também disse esperar que o crescimento desacelere este ano para cerca de 1,5% e que a atual taxa de desemprego de 3,7% aumente para cerca de 4%. Ele disse que, embora os riscos para a perspectiva permaneçam, a economia, no entanto, tornou-se mais equilibrada.

Últimos comentários

A inflação está mais para 12% do que para 2%!!
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.