Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Protesto por reajuste foi recado ao governo e pode haver greve em fevereiro, diz representante de servidores

Economia18.01.2022 19:11
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Imagem do ministro da Economia, Paulo Guedes, usada em protesto de servidores públicos em Brasília 18/01/2022 REUTERS/Ueslei Marcelino

Por Bernardo Caram e Marcela Ayres

BRASÍLIA (Reuters) - Após o encerramento dos atos de servidores públicos federais nesta terça-feira em busca de reajuste salarial, o presidente do Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), Rudinei Marques, afirmou que os protestos foram um recado inicial dado ao governo, ressaltando que uma greve por tempo indeterminado está no cardápio de ações caso não haja avanço nas negociações.

Entidades que representam carreiras do funcionalismo promoveram duas manifestações em Brasília nesta terça, em movimento que se somou à entrega de cargos de chefia em parte das categorias e redução na prestação de serviços.

“O balanço é positivo, a nossa intenção era justamente dar o recado ao governo. A bola agora está com eles, conseguimos mostrar aos servidores o tamanho das perdas salariais sofridas e eles estão acompanhando e esperando a resposta do governo”, disse à Reuters o presidente do Fonacate.

Marques reconheceu que a presença de servidores nos protestos não foi alta, mas disse que foi algo esperado por conta do avanço da variante Ômicron do coronavírus.

“A gente não teve uma super presença, até por conta do contexto da pandemia, foram no máximo mil pessoas nos atos do Ministério da Economia e do Banco Central, mas vimos um engajamento muito grande de servidores nas redes”, afirmou.

A entidade enviou ofício ao ministro Paulo Guedes solicitando uma audiência para abrir as negociações, mas ainda não houve resposta da pasta. Procurado, o Ministério da Economia não se manifestou de imediato.

Guedes teve reuniões internas nesta terça com secretários que acompanham os movimentos do funcionalismo, além de um almoço com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que também enfrenta protesto de servidores.

De acordo com uma fonte do Ministério da Economia a par das conversas, é muito difícil que o governo encontre espaço no Orçamento para concessão de aumentos. Segundo esse interlocutor, ainda é necessário acompanhar o desdobramento das manifestações e pressões futuras.

De acordo com o Fonacate, as perdas salariais para a inflação entre 2017 e 2021 chegam a 28%. Marques afirmou que a categoria tem consciência de que não é viável repor toda essa perda, mas disse ser possível haver uma recomposição linear de 10% a um custo anual de 24 bilhões de reais.

Pelas contas do Ministério da Economia, para cada ponto percentual de reajuste ao funcionalismo, o impacto é de aproximadamente 3 bilhões de reais ao ano.

Na próxima semana, carreiras de servidores farão reuniões virtuais para discutir a continuidade da mobilização. No dia 2 de fevereiro, está previsto outro ato presencial em Brasília, dessa vez em frente ao Supremo Tribunal Federal.

De acordo com o dirigente sindical, se não houver resposta do governo ou avanço nas negociações, a categoria discutirá em fevereiro a realização de greve por tempo indeterminado.

O gatilho que deflagrou os movimentos foi a autorização dada pelo governo, a pedido do presidente Jair Bolsonaro, para reajustar salários de policiais federais, policiais rodoviários federais e agentes penitenciários. A medida gerou insatisfação em outras carreiras, que estão com remuneração congelada no atual mandato e não foram beneficiadas pela atual decisão.

No Orçamento deste ano aprovado pelo Congresso, foi reservado 1,7 bilhão de reais para conceder aumento apenas às categorias de segurança pública. O governo afirma que ainda não foi batido o martelo sobre o tema. O presidente tem até sexta-feira (21) para decidir sobre a sanção do projeto de Orçamento de 2022.

Protesto por reajuste foi recado ao governo e pode haver greve em fevereiro, diz representante de servidores
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (29)
Jair de Castro Júnior
Jair de Castro Júnior 19.01.2022 10:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Reforma administrativa para acabar com esta organização criminosa.
Jair de Castro Júnior
Jair de Castro Júnior 19.01.2022 10:42
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Reforma administrativa para acabar com estes mafiosos.
marco antonio frankzhovitz
marco antonio frankzhovitz 19.01.2022 8:14
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Não tá contente com o serviço público, vai pra iniciativa privada assim eu mesmo o digo sim eu 😲
marco antonio frankzhovitz
marco antonio frankzhovitz 19.01.2022 8:14
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Eduardo Nascimento
Eduardo Nascimento 18.01.2022 23:37
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Não está contente no serviço público. Peça demissão e vá pra iniciativa privada, seja como funcionário ou empreendedor....
Eduardo Nascimento
Eduardo Nascimento 18.01.2022 23:34
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Quem não está feliz no seu emprego público, cheio de regalia e penduricalhos, que tenha a hombridade de pedir demissão e ir para a iniciativa privada.
Bruno Ben
Bruno Ben 18.01.2022 23:07
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
discordo dos aumentos a pf.. mas discordo mais ainda essa infantilidade do "ain eles ganharam. quero tbm" se fossem coitados ganhando 1.200.. mas são salarios JÁ ACIMA DE 10K!
Eduardo Nascimento
Eduardo Nascimento 18.01.2022 23:07
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Não tá contente com o serviço público, vai pra iniciativa privada
RICARDO HEINECK
RICARDO HEINECK 18.01.2022 22:59
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
ué e p fique em casa?? economia vê depois? estava bom em casa recebendo?? enquanto empresas quebrando e pagando funcionários sem trabalhar.. ta difícil????quer o que o luladrao voltando para saquear as empresas?? vão trabalhar que estamos cansados de sustentar
Luiz Luiz
Lorival 18.01.2022 22:22
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Os funcionários públicos vão acabar tendo aumento, e vai continuar a farra dos comissionados, funcionários fantasma, rachadinha e outros. Já vcs, continuem ai brigando e tentando descobrir qual político é mais corrupto e incopetente
Alexandre Iossephides
Alexandre Iossephides 18.01.2022 22:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Demite todos os que fizerem greve!
Mario Jorge
Mario Jorge 18.01.2022 22:14
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
são 3 possibilidades... 1ª) manter o aumento apenas para o grupamento policial...  2ª) não dar aumento para ninguém...  3ª) dar aumento para todos os funcionários públicos...  VAMOS AGUARDAR.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail