Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

ANÁLISE-Bolsonaro gera "teste de estresse" para instituições com acusações sobre fraude eleitoral

Carteiras Recomendadas30.07.2021 15:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Presidente Jair Bolsonaro em Brasília 30/07/2021 REUTERS/Adriano Machado

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro provoca um "teste de estresse" para as instituições democráticas do Brasil com suas acusações sem provas contra o sistema eleitoral brasileiro e deve levar essa narrativa até a eleição presidencial do ano que vem, na avaliação de analistas políticos ouvidos pela Reuters nesta sexta-feira.

Ao mesmo tempo, a insistência do presidente neste discurso de fraude mostra que tanto Bolsonaro quanto o governo que lidera estão acuados, apostando em uma retórica, como a adotada em transmissão nas redes sociais na noite de quinta, que na prática antecipa um eventual discurso de derrota eleitoral.

"De novo ele (Bolsonaro) antecipa esse processo eleitoral, fala que é possível haver o não reconhecimento do processo eleitoral, que é o maior desafio que uma democracia pode enfrentar", disse à Reuters Leonardo Barreto, cientista político e diretor da Vector Análise.

"Ele gera um teste de estresse institucional que vai até o processo eleitoral e tem, no pior cenário, o não reconhecimento de um resultado por um candidato que possa ter 30% dos votos. Acho isso um evento muito relevante para a estabilidade do processo político brasileiro", acrescentou.

Apesar de prometer que apresentaria provas de fraudes no sistema eletrônico de votação na transmissão que fez na quinta, Bolsonaro não só não as apresentou - afirmando com todas as letras que não tinha provas, mas "indícios"- como também recorreu a alegações infundadas de irregularidades que já circularam no passado e já foram rechaçadas.

Ele também aproveitou para fazer uma série de ilações contra o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, ao mencionar que contribuiu para a retomada dos direitos políticos pelo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e teria interesse em uma vitória do petista, em mais um ataque contra o Judiciário, que se tornou uma constante.

Na avaliação dos analistas ouvidos pela Reuters, Bolsonaro volta suas baterias contra o Supremo Tribunal Federal (STF) num momento em que conta com uma blindagem no Congresso Nacional, após apoiar a eleição de Arthur Lira (PP-AL) na presidência da Câmara dos Deputados e de colocar o líder do centrão, senador Ciro Nogueira (PP-PI), no comando da Casa Civil.

Parece estar blindado também no front do Ministério Público, já tendo encaminhado ao Senado a indicação para recondução do procurador-geral da República, Augusto Aras, que tem se posicionado a favor do presidente, para um novo mandato de dois anos.

"Hoje, o melhor custo para ele é atacar o Supremo", disse o professor e cientista político do Insper Carlos Melo. "Onde ele não tem blindagem? No Supremo. O Supremo não pede impeachment, o Supremo não abre inquérito, o Supremo não tem instrumentos para reagir contra o presidente da República como a Câmara tem e como a PGR tem... O Supremo contém a ação dos outros Poderes, mas ele não consegue agir contra", explicou.

"Fila do osso"

Outro elemento importante apontado pelos analistas desta estratégia de Bolsonaro de centrar fogo no Judiciário, Poder que deu várias decisões que contrariaram os interesses e vontades do presidente, é gerar uma distração para a parte mais aguerrida do bolsonarismo tirando foco do apoio que buscou e conseguiu de figuras que criticava, como os parlamentares do centrão.

"Isso é uma tática manjada de um certo tipo de político, sempre ter um inimigo", disse Melo, que no entanto, avalia que a blindagem conquistada por Bolsonaro está longe de ser definitiva.

No caso de Aras, ela dependerá da postura que o procurador-geral adotará uma vez que tiver o segundo mandato assegurado, que pode ter de independência em relação aos interesses de Bolsonaro após ter sido preterido na escolha por uma vaga no STF. Já para os membros do centrão, dependerá da capacidade do governo de manter o fluxo de liberação de verbas para atender aos interesses políticos dos integrantes do grupo.

"Isso garante para Bolsonaro uma certa blindagem enquanto esses recursos estiverem sendo liberados. Depois que chegar na fila do osso, o centrão não fica na fila do osso", disse Melo. "Não tem político que acompanhe o outro até a sepultura e se jogue", acrescentou.

Ao mesmo tempo, o constante tensionamento promovido por Bolsonaro com o Judiciário e a busca por colocar em dúvida o sistema de votação mais de um ano antes do pleito - e diante da provável derrota e sua tentativa de implementar o voto impresso - colocam uma sombra sobre a estabilidade política do país.

"É óbvio que Bolsonaro fará tudo que puder para permanecer no poder, inclusive levar a regra do jogo ao limite", disse à Reuters o consultor político e CEO da Dharma Politics, Creomar de Souza. "Parece que o presidente gostaria que um pouco de tumulto fosse criado. Se esse tumulto resultar numa vitória eleitoral, tanto melhor. Se esse tumulto resultar em uma permanência no poder, tanto melhor", disse.

Para Creomar, a grande questão é: que apoio terão membros do governo egressos das Forças Armadas e que têm feito declarações dúbias sobre o respeito às regras do jogo democrático num eventual episódio de grande instabilidade.

"Na hora do vamos ver, esses indivíduos terão o apoio daqueles que estão na ativa? De que lado os homens armados estarão?"

ANÁLISE-Bolsonaro gera "teste de estresse" para instituições com acusações sobre fraude eleitoral
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (4)
Julimar Pieri
Julimar Pieri 01.08.2021 19:35
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Bolsonaro 2022 para o choro, ódio e desespero da esquerda derrotada e da mídia podre e corrompida sem dinheiro público
Rodrigo Mello
Rodrigo Mello 31.07.2021 17:29
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
PARABÉNS PRESIDENTE BOLSONARO 🇧🇷 🇧🇷 já sabíamos, mas você provou com um grupo de técnicos, programadores e até a polícia federal a pedido do TSE que as urnas NÃO SÃO SEGURAS desde 2008... Só um burro não sabia e agora não enxerga. Você pode ser contra o PR JB, mas contra voto auditável e esses indícios comprovados, NÃO! seria falta de caráter no mínimo.
Mant Newmann
MaNve 31.07.2021 12:38
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O Rei da Rachadinha já sabe que a máscara de liberalismo dele já caiu faz muito tempo. Largou de mão os otários que acreditaram nele em 2018 e partiu para o auxílio eleição do povão. Quem paga a conta são os otários da classe média que jogaram seu voto no lixo. Lula e Bozo são corruptos medíocres. Só não vê que está mamando na teta do governo ou quem é cego
Edimilson Ramos
Edimilson Ramos 31.07.2021 11:06
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O Bozó e produto do gado, e esse produto não é bom para o meio ambiente, e pior que não é dia sim e dia não, é todo dia, kkkkkk
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail