Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Últimas Notícias

Minério de ferro sobe com mineradoras enfrentando escassez de mão de obra na Austrália

Câmara aprova quebra de prazo regimental e avança na tramitação da PEC dos Precatórios

Carteiras Recomendadas27.10.2021 21:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. 14/09/2021 REUTERS/Adriano Machado

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) - A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira a quebra do prazo regimental exigido para que a PEC dos Precatórios possa ser discutida em plenário.

Com isso, a proposta prioritária para o governo por criar espaço fiscal de mais de 80 bilhões de reais deu seu primeiro passo na direção da votação e teve sua discussão em plenário iniciada. A quebra de prazo foi aprovada por 253 votos a 174.

Pelo rito tradicional, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) teria de aguardar duas sessões do plenário para ser incluída na pauta.

O pedido para a quebra desse prazo regimental foi apresentado por deputados governistas e recebeu votos contrários da oposição, que já fechou posição contra a PEC.

Até o início da noite, o relator da PEC, deputado Hugo Motta (Republicanos-PB), o ministro da Cidadania, João Roma, e o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), ainda tentavam viabilizar a votação da proposta, que enfrenta resistências e problemas de quórum.

A PEC tem o condão de garantir margem necessária para o pagamento de um valor adicional no Auxílio Brasil, de forma a atingir no mínimo 400 reais, a famílias de baixa renda.

No entanto, boa parte dos parlamentares manifesta mal-estar em relação, por exemplo, a alterações promovidas que trariam prejuízos a professores.

Por se tratar de uma Proposta de Emenda à Constituição, a PEC precisa obter ao menos 308 votos favoráveis em dois turnos de votação na Câmara. Por isso mesmo, é praxe na Casa só colocar uma matéria dessas em votação quando há certeza de um placar com alguma folga.

Câmara aprova quebra de prazo regimental e avança na tramitação da PEC dos Precatórios
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (5)
Fernando Borelli
Fernando Borelli 28.10.2021 7:14
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
É necessário auxiliar os mais pobres neste momento, mas há enorme espaço para cortes de gastos com salários e mordomias no legislativo e judiciário. Máquinas de comer o nosso dinheiro!
jonatas souza
jonatas souza 28.10.2021 5:42
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Era para estarem focados em Cortar gastos mas ao inves so querem aumentar gastos e a culpa da inflacao nao e deles
Milton Heyde de Macedo
Milton Heyde de Macedo 28.10.2021 2:02
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
congresso composto em sua grande maioria de CANALHAS! VÃO FAZER A INFLAÇÃO EXPLODIR E A POBREZA SE ALASTRAR!!!!!!!!
Milton Heyde de Macedo
Milton Heyde de Macedo 28.10.2021 1:59
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Para o pagamento do auxílio BASTARIA CANCELAREM AS EMENDAS PARLAMENTARES JÁ APROVADAS E OS FUNDOS ELEITORAIS E PARTIDÁRIOS!!!
Antonio Bianchim
Antonio Bianchim 28.10.2021 1:59
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Poderiam ainda cortar os salários que estão acima do teto estabecido
Milton Heyde de Macedo
Milton Heyde de Macedo 28.10.2021 1:58
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ninguém fala que está manobra é para liberar MAIS 50 BILHÕES EM EMENDAS PARLAMENTARES SECRETAS SEM FISCALIZAÇÃO NEM DO TCU
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail