Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Pacheco apresenta a líderes sua análise sobre pedido de CPI do MEC até a 2ª-feira

Carteiras 29.06.2022 18:15
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. 11/02/2021 REUTERS/Adriano Machado

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Senado Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou que deve levar, até o início da próxima semana, ao colégio de líderes sua análise não apenas da admissibilidade do pedido de criação da CPI do MEC, mas também de outros requerimentos de investigações parlamentares.

Pacheco explicou que a avaliação da conveniência política sobre o momento de instalação dos pedidos de criação de Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) caberá ao conjunto de senadores, lembrando que a Casa é plural e que o país já se encontra em período pré-eleitoral.

"Esse critério político deve ser considerado, não pela presidência (do Senado), mas pelo corpo geral, pelo colégio de líderes do Senado para que tenhamos a melhor decisão", disse.

"Sobre o que cabe à Presidência do Senado fazer neste instante, que é a reunião dos requerimentos, a avaliação de cada um deles, uma decisão, isso será feito até o início da semana que vem."

Ele argumentou que fará a análise técnica dos pedidos de criação --dentro do regimento, da Constituição, e a partir de critérios objetivos como a presença de assinaturas e um fato determinado-- sem buscar "proteger" ou atacar governo ou oposição.

Aproveitou para dizer ainda que sua análise terá de dar um posicionamento aos senadores sobre a cronologia de instalação de cada um dos pedidos de investigação, se irá apensar a CPI do MEC a uma outra que visa apurar Obras Inacabadas. No aspecto político, os líderes de bancada terão que avaliar, por exemplo, a disposição dos colegas para compor cada colegiado em período eleitoral.

Autor do requerimento de criação da CPI do MEC, o líder da oposição Randolfe Rodrigues (Rede-AP) aponta que governistas adotaram a manobra de cobrar a leitura de uma série de pedidos de CPIs já apresentados, na intenção de atribular o processo.

"Nós convencionamos com o presidente Rodrigo Pacheco que a presidência do Senado fará essa análise e proferirá ainda até segunda-feira ao colégio de líderes a decisão da Mesa do Senado sobre a instalação da CPI requisitada pela oposição --que no nosso entender, é a CPI real e verdadeira--, e das outras CPIs que estão sendo propostas, no nosso entender, da parte do governo, para tumultuar a CPI verdadeira", disse o líder a jornalistas.

"Então até segunda-feira há o compromisso da presidência do Senado em proferir ao colégio de líderes o despacho sobre os requerimentos dessas Comissões Parlamentares de Inquérito e acreditamos que até terça-feira deverá ocorrer a leitura de todos os requerimentos de todas as Comissões Parlamentares de Inquérito, abrindo-se, assim, o prazo para que as lideranças partidárias possam fazer as suas indicações", acrescentou Randolfe.

A CPI foi proposta pelo líder da oposição, com o apoio dos senadores chamados "independentes", para apurar denúncias de tráfico de influência e corrupção no Ministério da Educação quando a pasta era chefiada por Milton Ribeiro, pastor presbiteriano. O setor evangélico na sua maioria apoia Jair Bolsonaro. O presidente chegou a declarar que botaria "a cara no fogo" pelo então ministro.

Ribeiro foi preso preventivamente em operação da Polícia Federal na semana passada e solto no dia seguinte por um desembargador do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1).

Ribeiro é investigado por eventual tráfico de influência e suposta cobrança de propina por parte de pastores, que teriam trânsito privilegiado na pasta a pedido de Bolsonaro para a liberação de recursos, destinação irregular de verbas e superfaturamento em compra de ônibus.

Pacheco apresenta a líderes sua análise sobre pedido de CPI do MEC até a 2ª-feira
 

Artigos Relacionados

Sofia Manzano inicia campanha com encontro na USP
Sofia Manzano inicia campanha com encontro na USP Por Agência Brasil - 16.08.2022

Agência Brasil - São Paulo  A candidata a presidência da República pelo PCB, Sofia Manzano, iniciou hoje (16) à noite a sua campanha eleitoral com um encontro na Faculdade de...

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (2)
Mannt Neumann
Mannt Neumann 29.06.2022 19:44
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
PF tentou prender mais um ladrão? A justiça já soltou e o Bozo já trocou mais um delegado que tentou investigar ele, sua famiiia e amigos do centrão.
Ricardo P Silveira
Ricardo P Silveira 29.06.2022 18:56
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
*** EMENDA$$$ SECRETA$$$ *** 4,5 BILHÕES foram pagos para CALHORDA$$$ retirarem a assinatura para abertura da CPI e o Rodrigo Pacheco mantendo o pedido em "stand by" enquanto não pingar na conta daqueles que irão retirar suas assinaturas ; )
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail