⌛ Perdeu a alta de 13% da ProPicks em maio? Assine agora e receba mais cedo as ações de Junho.Desbloquear ações

Brasil adota cautela, mas recebe recado dos EUA de que relações serão normais mesmo se Trump ganhar

Publicado 24.04.2024, 15:34
© Reuters

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) - Com as eleições nos Estados Unidos se aproximando, e com chances reais do republicano Donald Trump voltar ao poder, o governo brasileiro adotou uma postura de esperar e observar à distância, mas já recebeu um recado da diplomacia norte-americana de que nada irá mudar nas relações entre os dois países, independentemente de quem vencer a disputa, de acordo com fontes ouvidas pela Reuters.

"É muito cedo ainda para procurar contatos, não se sabe quem de fato estará no governo. Quem está hoje pode não estar mais em janeiro. Temos que esperar e ver", disse uma das fontes.

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem uma relação positiva com o presidente dos EUA, o democrata Joe Biden. Durante as eleições no Brasil, em 2022, o governo de Biden enviou vários recados ao então governo de Jair Bolsonaro de que não apoiaria qualquer tentativa de ruptura democrática, ao mesmo tempo que conversava com representantes de Lula ainda antes da eleição.

Washington foi uma das primeiras viagens de Lula ao exterior depois de eleito, ainda em março de 2023 e, neste este ano, Lula já declarou sua torcida por Biden nessas eleições.

Já Trump teve, durante seu mandato, uma relação próxima com Bolsonaro, o que continuou depois que deixou a Presidência e se mantém agora, com o filho do ex-presidente Eduardo Bolsonaro tendo tido mais de um encontro com Trump na Flórida.

Ainda assim, diplomatas norte-americanos passaram ao governo brasileiro a garantia que a relação institucional entre os dois países não irá mudar mesmo se Trump for eleito, disseram duas fontes.

"O recado que nos chegou é que há uma relação de Estados que não será afetada", disse uma das fontes.

© Reuters. Trump chega ao tribunal em Nova York
22/04/2024
ANGELA WEISS/Pool via REUTERS

Alguns países, como Japão, Alemanha e México, já escalaram emissários para fazer uma aproximação com a equipe do republicano, como mostrou a Reuters.

O Brasil, ao contrário, não deve tentar nada até a definição da eleição, disseram as fontes. Há ainda uma visão de que o pleito norte-americano não está definido, especialmente depois de pesquisas recentes mostrando uma diferença menor entre Biden e Trump.

No caso brasileiro, disse uma das fontes, vai depender do presidente Lula a decisão de agir e como agir. Em uma eventual vitória do republicano, Lula dará o ritmo da aproximação com o novo presidente, disse uma das fontes, mas a relação institucional permanecerá.

Últimos comentários

Carregando o próximo artigo...
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.