⌛ Perdeu a alta de 13% da ProPicks em maio? Assine agora e receba mais cedo as ações de Junho.Desbloquear ações

Lula diz que governo trabalha para assinar outras quatro terras indígenas

Publicado 18.04.2024, 19:40
© Reuters Lula diz que governo trabalha para assinar outras quatro terras indígenas

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou decretos para homologar duas terras indígenas nesta quinta-feira, e disse que só não assinou mais quatro porque há pendências. Ele deu as declarações no Ministério da Justiça, em cerimônia de reabertura do Conselho Nacional de Política Indigenista - o órgão havia sido extinto em 2019, no governo de Jair Bolsonaro.

"Ricardo Lewandowski, ministro da Justiça me levou semana passada 6 terras indígenas para que eu assinasse hoje, na frente de vocês. E nós decidimos assinar só duas. Eu sei que isso frustrou alguns companheiros e algumas companheiras, mas eu fiz isso para não mentir para vocês", disse o presidente da República.

"Nós temos um problema, e é melhor a gente tentar resolver o problema antes de a gente assinar. Tem algumas terras possivelmente ocupadas por fazendeiros, outras por outras pessoas possivelmente pobres", disse Lula. Ele mencionou que há conversas com governadores sobre como desembaraçar esses territórios, sem precisar usar a força.

"Eu tenho que ter o cuidado de oferecer para essas pessoas uma possibilidade outra para que vocês possam entrar tranquilamente na terra", disse o petista. Lula disse que um governador envolvido não quis conversar com a ministra dos Povos Indígenas, Sonia Guajajara, mas não disse o nome do político. "Vamos chamar esse governador aqui para ter uma conversa com ele e mostrar que nós precisamos resolver da melhor maneira possível", declarou ele. Se houver grileiros, por exemplo, o governo buscaria meios judiciais para esvaziar o terreno.

Lula também disse que mecanismos como o CNPI deveriam funcionar independentemente do presidente da República da vez. "São vocês que vão orientar o governo sobre as decisões de políticas sobre povos indígenas que vamos colocar em prática", declarou Lula.

As terras indígenas assinadas pelo presidente da República nesta quinta foram Aldeia Velha (BA) e Cacique Fontoura (MT). O petista foi eleito em 2022 com diversos acenos à causa indígena. Prometeu, em sua campanha, retomar a demarcação de terras. Ele já havia assinado decretos de homologação de oito em 2023: Arara do Rio Amônia (AC), Kariri-Xocó (AL), Rio dos Índios (RS), Tremembé da Barra do Mundaú (CE), Uneiuxi (AM), Avá Canoeiro (GO), Acapuri de Cima (AM) e Rio Gregório (AC).

Também estavam presentes na cerimônia os ministros Ricardo Lewandowski (Justiça), Sonia Guajajara (Povos Indígenas), Rui Costa (Casa Civil), Jorge Messias (Advocacia Geral da União), Marina Silva (Meio Ambiente) e Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário).

Últimos comentários

Carregando o próximo artigo...
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.