😎 Promoção de meio de ano - Até 50% de desconto em ações selecionadas por IA no InvestingProGARANTA JÁ SUA OFERTA

Boliviana YPFB quer canalizar gás argentino para o Brasil a partir de outubro

Publicado 18.06.2024, 15:48
© Reuters. Logo da YPFB (Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos) na sua sede central em La Pazn11/01/2019nREUTERS/David Mercado

LA PAZ (Reuters) - A petroleira estatal boliviana YPFB disse nesta terça-feira que será capaz de transportar 3 milhões de metros cúbicos de gás argentino para o Brasil por dia a partir de outubro, enquanto os dois vizinhos sul-americanos discutem opções para abastecer a maior potência da região.

O acordo ainda não foi fechado, mas as empresas de energia do Brasil, a maior economia da América Latina, e da Argentina estão tentando inverter o fluxo de uma rede de gasodutos de gás natural conectando os três países num contexto de déficit regional de gás.

O Brasil já havia dito que precisará de suprimentos da Argentina, que possui a segunda maior reserva de gás de shale do mundo. As exportações da Bolívia, que já foi um produtor proeminente, diminuíram e podem não estar disponíveis depois de 2029, dizem os especialistas.

Em um evento de imprensa, representantes ​​da YPFB disseram que a empresa está trabalhando para aumentar ainda mais os volumes de transporte e que, a médio prazo, a YPFB está trabalhando em projetos que poderão aumentar os volumes em mais de 10 milhões de metros cúbicos por dia.

© Reuters. Logo da YPFB (Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos) na sua sede central em La Paz
11/01/2019
REUTERS/David Mercado

"A localização estratégica do nosso Estado e um sistema de gasodutos que conecta os três países (Argentina-Bolívia-Brasil) o consolidam como a opção imediata, segura e eficiente para a integração energética regional no mercado de gás natural", disse o presidente-executivo da YPFB, Armin Dorgathen, em um comunicado.

O Paraguai, no entanto, tem promovido uma oferta rival para um potencial gasoduto de 1,5 bilhão de dólares que ligaria o gás argentino ao Brasil. Qualquer um dos projetos, se concretizado, marcaria uma grande mudança potencial nos fluxos energéticos regionais.

(Reportagem de Monica Machicao em La Paz e Eliana Raszewski em Buenos Aires)

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.