📖 Guia da Temporada de Balanços: Saiba as melhores ações escolhidas por IA e lucre no pós-balançoLeia mais

CEO da Boeing dirá ao Congresso que cultura da fabricante de aviões “está longe de ser perfeita"

Publicado 17.06.2024, 17:33
© Reuters. Presidente-executivo da Boeing, Dave Calhounn09/05/2023nREUTERS/Evelyn Hockstein
BA
-
SPR
-

WASHINGTON (Reuters) - O presidente-executivo da Boeing (NYSE:BA), Dave Calhoun, dirá a um comitê do Senado dos EUA nesta terça-feira que a fabricante de aviões entende as preocupações sobre sua cultura de segurança após uma emergência durante um voo em janeiro em um 737 MAX 9 da Alaska Airlines (NYSE:ALK) provocar alarme generalizado.

“Muita coisa foi dita sobre a cultura da Boeing. Ouvimos essas preocupações em alto e bom som. Nossa cultura está longe de ser perfeita, mas estamos agindo e progredindo”, dirá Calhoun ao Sub-Comitê Permanente de Investigações do Senado, segundo a sua declaração por escrito vista pela Reuters.

“Eu sei muito bem que esta é uma indústria em que nós simplesmente precisamos acertar todas as vezes.”

Desde que um painel de uma porta se desprendeu durante voo em um jato 737 MAX 9 em 5 de janeiro, órgãos reguladores e companhias aéreas intensificaram o escrutínio à fabricante. A Boeing reformulou sua administração e Calhoun afirmou em março que renunciará até o fim do ano.

Calhoun dirá ao comitê do Senado que a Boeing “ouviu nossos funcionários e agiu de acordo com suas ideias. Trouxemos um especialista independente de qualidade para avaliar nossos processos”.

© Reuters. Presidente-executivo da Boeing, Dave Calhoun
09/05/2023
REUTERS/Evelyn Hockstein

A Boeing está em conversas para readquirir a Spirit AeroSystems, a fabricante da fuselagem do 737 MAX.

Na semana passada, o chefe da Administração de Aviação Federal disse que a agência estava “muito distante” em sua supervisão à Boeing antes do acidente em 5 de janeiro.

(Reportagem de David Shepardson em Washington e Allison Lampert em Montreal)

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.