📖 Guia da Temporada de Balanços: Saiba as melhores ações escolhidas por IA e lucre no pós-balançoLeia mais

Entenda por que investidores da Tesla estão processando Elon Musk

Publicado 16.06.2024, 12:10
© Reuters Entenda por que investidores da Tesla estão processando Elon Musk
TSLA
-

Investidores da Tesla (NASDAQ:TSLA) entraram com um processo contra o cofundador da companhia, Elon Musk, na 5ª feira (13.jun). O motivo foi a fundação, em 2023, da empresa de inteligência artificial xAI, que consideram uma concorrente da fabricante de veículos elétricos. A informação é do Business Insider.

Afirmam, também, que o empresário –que também é dono do X (ex-Twitter)– desviou recursos e pessoal especializado em IA da Tesla para lançar rapidamente um chatbot de inteligência artificial para competir com o ChatGPT, da OpenAI e o Bard (rebatizado como Gemini), do Google (NASDAQ:GOOGL): o Grok.

“Com base em informações e crenças, a xAI está utilizando tanto a engenharia quanto os dados da Tesla para se equiparar aos seus concorrentes. Se Musk não tivesse desviado indevidamente os recursos da Tesla para a xAI, levaria anos para que a xAI lançasse seu primeiro chatbot, e não apenas meses”, dizem os investidores na ação. Eis a íntegra (PDF – 2 MB).

No processo protocolado no Estado de Delaware, onde a Tesla é baseada, os investidores afirmam que “por anos, Musk e a Tesla constantemente disseram que inteligência artificial seria a chave para o futuro da companhia” e citaram a tentativa de unir a OpenAI (fabricante do ChatGPT cofundada por Musk em 2015) e a empresa de carros.

Elon Musk se afastou da OpenAI em 2018 porque, segundo ele, estar em posição de liderança em duas empresas de inteligência artificial passou a ser um trabalho conflitante.

Na época, a Tesla já havia começado a investir no desenvolvimento de IA voltada aos carros da companhia, que tem modelos capazes de fazer viagens sem motorista e são treinados utilizando uma grande quantidade de dados como padrões de trânsito.

Em um post de janeiro deste ano, Musk havia admitido que, embora a Tesla tenha começado a focar seus esforços no desenvolvimento de inteligência artificial, se tornou “desconfortável” crescer a empresa para se tornar uma “líder em IA”.

Ao Financial Times, o bilionário afirmou em abril de 2023 que o “frenesi” em torno de inteligência artificial depois do lançamento do ChatGPT em 2022 transformou o recrutamento de engenheiros de software um “desafio”.

Segundo o empresário, seria mais fácil encontrar especialistas se eles pudessem se tornar cofundadores de uma empresa.

“Musk admitiu que foi inspirado a estabelecer esse empreendimento [a xAI] logo após os lançamentos dos produtos ChatGPT-4 da OpenAI, apoiada pela Microsoft (NASDAQ:MSFT), e do chatbot Bard do Google“, dizem os investidores no processo, que também citam que, de 2021 a 2022, o empresário vendeu mais de US$ 39 bilhões em ações da Tesla, passando a ter apenas 13% do controle da companhia (em 2018, ele tinha cerca de 21%).

Desvio de recursos

O processo questiona também um suposto desvio de recursos da Tesla para a xAI, embasada, dentre outras coisas, por relatos de ex-funcionários da montadora e da Nvidia (NASDAQ:NVDA), principal fornecedora de chips para o desenvolvimento de inteligência artificial.

Desde o boom de modelos de IA generativa (como é o caso do ChatGPT e o Gemini), diversas empresas do ramo estão em uma corrida por chips de alta performance.

Em 4 de junho, a CNBC mostrou que Musk disse à Nvidia para enviar à xAI chips que estavam reservados para a Tesla. Segundo um analista de logística ouvido pela emissora, por causa da escassez dos chips, o “redirecionamento” foi “extremo”.

A reportagem cita que a orientação do empresário fez com que a montadora deixasse de receber mais de US$ 500 milhões em unidades de processamento gráfico, o que poderia atrasar a configuração dos supercomputadores da Tesla usados para desenvolver carros autônomos.

Pressão sobre o conselho e drogas

No processo, os investidores afirmam, ainda, que Musk faz o que quer na empresa porque os diretores têm medo de enfrentá-lo. Dizem que o poder e a pressão de Musk sobre o conselho da Tesla é tão grande que altos executivos da companhia se sentem “pressionados a usar drogas” com ele, citando uma reportagem do Wall Street Journal de fevereiro deste ano.

“Na cultura que Musk criou ao seu redor, alguns amigos, incluindo diretores, sentem que há uma expectativa para que consumam drogas com ele porque entendem que a recusa poderia chatear o bilionário, que lhes proporcionou muito dinheiro. […] Além disso, eles não querem se arriscar a perder o capital social que vem com a proximidade com Musk, o que para alguns se assemelha à proximidade com um rei”, diz um trecho do artigo do WSJ.

O que os investidores pedem

Os seguintes pedidos foram apresentados à Justiça de Delaware:

  • considerar os réus individuais (Elon Musk, a Tesla e outros 7 representantes da empresa) responsáveis por violarem seus deveres fiduciários;
  • o pagamento à Tesla dos danos que a empresa sofreu como resultado das violações dos deveres fiduciários pelos réus, incluindo verbas rescisórias;
  • o pagamento à Tesla os prejuízos que teve como resultado do “enriquecimento injusto de Musk”;
  • desapropriação da participação acionária de Musk na xAI em favor da Tesla;
  • impor um truste construtivo (uma espécie de medida preventiva para evitar ganhos ilícitos) sobre o interesse de Elon Musk na xAI; e
  • qualquer outra solução adicional que o tribunal considerar “justo e apropriado”, nas palavras dos investidores.

Leia mais em Poder360

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.