Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Fabricantes de máquinas podem importar aço para combater alta de preços

Ações26.05.2021 17:05
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
2/2 © Reuters. Fábrica de máquinas da Case em Sorocaba (SP) 18/09/2013 REUTERS/Paulo Whitaker 2/2

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente da associação que reúne fabricantes de máquinas e equipamentos, Abimaq, José Velloso, afirmou nesta quarta-feira que a entidade vai iniciar nos próximos dias uma campanha para incentivar importações de aço no Brasil como forma de contrapor seguidos reajustes de preços na liga produzida no país.

"O preço (do aço) está em total descontrole e continua subindo", disse Velloso em conferência online com jornalistas sobre o desempenho do setor em abril. "A Abimaq começou um trabalho para promover a importação de aço...Não é um pool de empresas, cada uma vai comprar o seu aço, mas vamos incentivar e mostrar o caminho para a importação e ver se conseguimos derrubar o preço", afirmou o executivo.

Segundo ele, a Abimaq teve uma reunião nesta quarta-feira "com vários associados" para buscar alternativas de importação, "prioritariamente da China". Ele não deu detalhes sobre volumes ou agentes que estão sendo contatados para as compras de material no exterior.

Velloso citou que Usiminas (SA:USIM5) e CSN (SA:CSNA3) anunciaram aumentos de preço no aço "até junho", embora tenha mencionado que os preços da liga produzida pela China tenham dado sinais mais recentes de queda.

Representantes do Aço Brasil, que reúne siderúrgicas do país, e de Usiminas e CSN não comentaram o assunto de imediato.

Na semana passada, o presidente da associação que representa distribuidores de aços planos, Inda, Carlos Loureiro, afirmou que os produtores de aço do Brasil avaliavam um possível anúncio de novo reajuste de preços do material entre junho e julho.

Segundo Loureiro, em maio, os preços de aços planos vendidos aos distribuidores subiram entre 10% e 18%, acumulando desde o início do ano aumentos de 50% a 52%.

Questionado sobre o nível de abastecimento das usinas para o mercado interno consumidor, o presidente da Abimaq afirmou que "melhorou, mas não está perfeito".

ABRIL

O setor de máquinas e equipamentos do Brasil teve queda de 3,8% na receita líquida em abril ante março, mas um salto de 72,2% ante abril do ano passado, quando a economia do país ficou paralisada após as primeiras medidas de isolamento social adotadas contra a pandemia de Covid-19.

A receita líquida dos fabricantes de máquinas somou 16,6 bilhões de reais em abril, segundo a Abimaq.

Os pedidos em carteira subiram 2,3% em abril ante março e 32,4% sobre um ano antes, para 12,3 semanas, segundo a entidade, que afirmou que o nível de utilização de capacidade de produção do setor subiu para 76,2% no mês passado.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Fabricantes de máquinas podem importar aço para combater alta de preços
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (2)
George Henrique Correia Lima
George Henrique Correia Lima 27.05.2021 4:30
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
quando o preço interno descontrola tem que abrir importação com imposto zero para conter a inflação. não existe imposto de exportação!!só imposto de importação!a medida é para proteger o consumidor brasileiro
Maycon Deivis Ferrari
Maycon Deivis Ferrari 26.05.2021 16:38
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
eu acho que deveria subir impostos de exportacao e baixa impostos para industrias brasileiras....
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail