Últimas Notícias
Investing Pro 0
PROMOÇÃO prorrogada Cyber Monday: Até -60% no InvestingPro+ GARANTA A OFERTA

'Política de preços não é da Petrobras, é do governo', reitera senador do PT

Ações 24.11.2022 11:27
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. 'Política de preços não é da Petrobras, é do governo', reitera senador do PT
 
PBR
+1,06%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
PETR3
+0,00%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
PETR4
+1,25%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

O grupo de Minas e Energia do governo de transição deve ter uma primeira reunião com o presidente da Petrobras (BVMF:PETR4), Caio Mário Paes de Andrade, na sexta-feira, 25. O encontro, considerado inicial, será realizado de forma remota, informou na manhã desta quinta-feira, 24, o senador Jean Paul Prates (PT-RN), responsável pelos assuntos de óleo e gás no GT da transição. Em conversa com a imprensa ao chegar ao Centro Cultural Banco do Brasil (BVMF:BBAS3) (CCBB), Prates ainda repetiu que a política de preços para combustíveis no País é uma decisão de governo, e não da petroleira. "Política de preços não é da Petrobras, é do governo", disse Prates.

Perguntado ainda se a nova política de preços vai compensar o aumento de tributos federais no começo do ano, o senador afirmou que a ideia é "tentar trabalhar para isso", sem dar detalhes.

O governo Jair Bolsonaro zerou os impostos federais sobre os combustíveis até 31 de dezembro, embora o projeto de lei orçamentária anual de 2023 considere a continuidade da desoneração, essa extensão para o próximo depende de um novo decreto. O novo governo ainda não confirmou se irá manter a renúncia fiscal, de R$ 52,9 bilhões.

Sobre a política de preços, Prates reforçou que quem irá definir as ferramentas e mecanismos para definição de preços no Brasil, como a eventualidade de se ter um "colchão" para amenizar as altas nos preços da gasolina e preços de referência para o setor, é o governo. Essas alternativas já foram citadas por Prates como possibilidades estudadas, ainda durante a campanha de Lula, como mostrou o Broadcast Político, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

"A Petrobras vai fazer a política de preços dela, para o cliente dela, o volume a qualidade. Quem vai dar a política de preços no geral para o Brasil, se vai ter colchão de amortecimento, conta de estabilização ou preço de referência - sem congelamento ou ato forte interventivo - é o governo brasileiro", afirmou o senador. "O governo é uma coisa e a Petrobras é outra", reforçou.

O senador chegou ao CCBB para a segunda reunião do subgrupo do GT de Energia, que trata especificamente de petróleo, gás e combustíveis. Segundo ele, o comitê já está com "boa parte" do diagnóstico que precisará ser entregue no dia 30 adiantado.

Questionado sobre a PEC da Transição, o senador afirmou que as negociações estão "evoluindo bem", "apesar de parecer que não". "Externamente, fica essa impressão de arrasto, mas internamente está evoluindo bem. Wellington Dias tem conversado com Tasso e outros senadores e tem tentado compor esse texto e conhecer as outras PECs que apareceram. Caberá ao relator pegar todas essas PECs que apareceram e organizar", disse.

'Política de preços não é da Petrobras, é do governo', reitera senador do PT
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (32)
Joao Baptista
Joao Baptista 24.11.2022 15:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Acabar com os dividendos e reverte-los em investimentos, é mais útil para o povo brasileiro.
weliquys pires
weliquys pires 24.11.2022 15:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
sai da bolsa de valores e vai comer capim
Rodrigo Tesser
TesserPomarola 24.11.2022 15:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O mula, os dividendos que o governo recebe ajudaram a diminuir o preço do combustível durante três meses. Se a Petrobrás é do povo, que seus dividendos sejam a favor do povo. Aprendeu Mula?
Mauro Henrique
Mauro Henrique 24.11.2022 15:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
E que tal usar dos dividendos para fazer o que o país precisa, e não roubá-los dos acionistas minoritários, com a desculpa populista e esfarrapada de que é para o bem do povo. A poucos anos atrás a petrobras não tinha lucro e quanto mais tinha dividendos, o que tinha era prejuízo e montanhas de dividas para investimentos que foram muito bem expostos na operação lava jato. A inveja dos fracassados é problema em qualquer parte do mundo, e se resume numa palavra, socialismo.
Claudio Chiele
Claudio Chiele 24.11.2022 13:44
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A politica de preços é de qualquer empresa que quer progredir, não quer falir, nem deixar seus empregados a ver navios. A política de preços, mesmo de estatais, que desejam sobreviver, é delas mesmo. Nunca de Governos. Governos são para governar. Governos podem fazer assistencialismo com seus recursos de impostos, dividendos, multas, etc. Podem subsidiar produtos tambem com os mesmos recursos que em última análise são os nossos. Agora vir dizer que a políitica de preços é do Governo, tenha paciëncia. Cuidado com afirmações e perguntas que definem e classificam a pessoa.
Rodrigo Biscaia
Rodrigo Biscaia 24.11.2022 13:12
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
POBRE DOS POBRES,VÃO SENTIR SAUDADES.
João Marcelo
João Marcelo 24.11.2022 12:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ladeira kkkkkk
Old Snake
Old Snake 24.11.2022 12:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Estado não tem lugar na bolsa. Privatização já de todas as empresas listadas!!!
Cardoso Cardoso
Cardoso Cardoso 24.11.2022 12:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
não seja bobo. Petrobras não tem mais monopólio. e só você passar a explorar, refinar e distribuir combustíveis e vencer a Petrobras. ou pode até importar e vender no Brasil. seja capitalista.
Ricardo Caldeira
Ricardo Caldeira 24.11.2022 12:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Perfeito! O quanto antes, melhor. se não, políticos corruPTos (redundância) metem a mão na grana novamente.
Joao Faria
Joao Faria 24.11.2022 12:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
PERDEU MANÉ, NAO AMOLA - LULA 13 🚩🚩🚩🚩🚩 ATE 2026. ATURA OU SURTA
Ueriks Roger
Ueriks Roger 24.11.2022 12:19
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
95% do IBOVegas é composto por capital especulativo, minoria investe realmente nas empresas....
Renan Pr
LondrinaaaPrr 24.11.2022 12:13
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
depois disso e a Petrobras subindo 3%??? não é manipulação nao kkkkkk
Mauro Henrique
Mauro Henrique 24.11.2022 12:13
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
subindo de 37 reais para 22 reais, só pode ter aprendido com a Dilma, sobe até quando desce.
Andollinni Magalhães
Andollinni Magalhães 24.11.2022 12:04
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
🤣🤣🤣 faz o L trouxa
Geraldo Almeida
Geraldo Almeida 24.11.2022 12:04
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Perdeu mane! Nao enche!
EWB nry
EWB nry 24.11.2022 12:03
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Já na época do PT a política em relação à Petrobras era roubar.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail