Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

6 Ações Que Podem Perder Pela Alta do Trigo

Por Danielle LopesAções24.03.2022 18:16
br.investing.com/analysis/6-acoes-que-podem-perder-pela-alta-do-trigo-200448488
6 Ações Que Podem Perder Pela Alta do Trigo
Por Danielle Lopes   |  24.03.2022 18:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

A guerra na Ucrânia chega nesta quarta-feira a 28 dias, sem negociações avançadas para um cessar-fogo. Além da forte alta nos preços do petróleo e do gás natural, a situação é bastante delicada para commodities agrícolas, com maior destaque para o trigo.

A Ucrânia é a maior exportadora de trigo do mundo e as consequências já são sentidas pelas empresas de alimentos expostas ao preço dos grãos.

Você deve estar se perguntando: “O churras de domingo vai ficar mais caro?”. Não somente a cerveja e a carne vão subir de preços ao consumidor, como também a farinha de trigo, o macarrão, os biscoitos e até o óleo de soja.

Para piorar o cenário, o Banco Central aumentou novamente a taxa básica de juros (Selic) para +11,75 por cento, pressionando ainda mais os preços de alimentos. Além disso, o índice de desempenho econômico, IBC-Br, já aponta um começo de ano fraco para a economia brasileira, recuando -0,99 por cento em janeiro na comparação com dezembro – nível inferior ao da pré-pandemia.

Percebe que, quanto mais tempo durar a guerra, maiores poderão ser os impactos na produção de uma série de produtos?

Para além dos impactos no seu bolso, sabemos que essa dinâmica afeta seus investimentos em renda variável.

Listo abaixo ações de empresas brasileiras que têm mostrado uma grande volatilidade recente e que mais perdem com a alta do trigo devido à escalada bélica da Rússia contra a Ucrânia.

Veja algumas ações para ficar de olho:

1) Ambev (SA:ABEV3)

A Ambev (ABEV3) possui uma parcela significativa de custos de produção associado em commodities, como alumínio, milho, trigo e açúcar.

De acordo com a nossa analista, o volume total da indústria cervejeira subiu somente +8,8 por cento de 2020 para 2021 e o aumento de custos eleva a dificuldade da companhia em ter resultados expressivos. Vale ressaltar que a Ambev vem enfrentando um movimento de competição com players menores, o que dificulta mais ainda o repasse de preço sem perder espaço no mercado.

O investidor deve monitorar se, ao longo deste ano, a companhia conseguirá crescer de maneira significativa, dado que já vem apresentando pouco crescimento, e com repasses do aumento de custos.

2) M.Dias Branco

A atividade econômica desenvolvida pela M.Dias Branco (MDIA3 (SA:MDIA3)) se concentra na produção e comercialização de produtos do segmento alimentício. Assim, a principal matéria-prima da companhia é o trigo, seguida pelos óleos vegetais, que participam com grande relevância na formação dos custos variáveis.

Nossa analista destaca que todas as matérias-primas, incluindo o trigo, a farinha de trigo, o óleo vegetal, a gordura e o açúcar, contribuem com 60,1 por cento dos custos dos produtos da M. Dias vendidos na média. A título de comparação, somente o trigo representou cerca de 45 por cento dos custos da companhia em 2020.

Inclusive, a M.Dias cita em seus documentos os possíveis riscos advindos de sequenciais crises da Ucrânia, importante país produtor de trigo, que acontecem desde 2013 e que afetam as volatilidades da commodity. Apesar de M.Dias ter a prática de estocar cerca de 2-4 meses de consumo, externalidades como uma guerra e consequentes impactos na exportação de trigo podem perdurar e prejudicar diretamente seus estoques e seus resultados.

3) BRF

A exportação de carne da Ucrânia representa 10 por cento do volume no Brasil e do que é comercializado globalmente. Além disso, 34 por cento do trigo e 15 por cento do milho partem do Mar Negro.

A relevância? Cerca de 65-75 por cento dos custos de produção de frangos são associados ao milho, enquanto nos suínos essa relação está entre 60-70 por cento, e na pecuária intensiva entre 20-30 por cento. Assim, o negócio da BRF (BRFS3 (SA:BRFS3)) é amplamente dependente do custo e fornecimento de milho e soja (principais matérias-primas e base de alimentos para criação de suínos e aves).

Nossa analista considera que a empresa pode ter dificuldade para repassar o aumento de custos em 2022. Em 2021, por exemplo, com os impactos da pandemia, o Ebitda havia crescido apenas +7,2 por cento e, agora, os próximos resultados serão impactados pelos novos agravamentos da guerra no Leste Europeu.

4) JBS

A mesma lógica se aplica à JBS (JBSS3 (SA:JBSS3)). Já em 2021, os custos pela alta das commodities impactaram a companhia em +20 por cento, movimento que deve se estender em 2022 em consequência dos conflitos atuais. Por outro lado, entendemos que a JBS tem um benefício de diversificação de linhas de negócio (Brasil e EUA) que absorve os repasses de preços de formas distintas, além de recentes aquisições que devem contribuir nos resultados.

5) Minerva (SA:BEEF3)

Ainda no segmento de carnes, o analista Fabiano Vaz comenta que a alta do trigo tem impacto menor para Minerva (BEEF3), porém a alta do milho, que faz parte das rações para animais que são usadas principalmente na estiagem, pode impactar nas operações. O preço do animal para a companhia pode subir, mas como a demanda por carne está aquecida e a oferta restrita, o impacto na margem pode não ser tão grande assim.

6) Camil (SA:CAML3)

Por último, a analista Danielle Lopes cita a Camil (CAML3), que adquiriu a Santa Amália para iniciar seus negócios nos segmentos de massa, e que são altamente dependentes de trigo. Porém, como o volume ainda é pequeno, o impacto será menor. Para Danielle, os maiores volumes se concentram em grãos (arroz e feijão), o que já mostra a dependência natural da companhia em exposição aos preços das commodities.

Como vemos, a maior impactada pela alta do trigo é a M.Dias. Entretanto, vale destacar que, de maneira geral, as empresas citadas anteriormente possuem um risco natural, inerente aos negócios, devido à exposição às commodities. Por mais que tentem achar formas de proteções contra os preços, a alta das commodities impacta nos resultados. Ou seja, são negócios que já têm um certo risco e agora com a guerra na Ucrânia a situação deve se agravar.

Se nós pudéssemos dar um conselho a você, diríamos para não investir nessas ações enquanto elas ainda não apresentarem um grande potencial de crescimento e de maneira sustentável. E isso não envolve apenas os conflitos atuais, mas a dificuldade das companhias acima entregarem resultados perenes nos últimos anos.

6 Ações Que Podem Perder Pela Alta do Trigo
 

Artigos Relacionados

Thiago Bisi
IBOV Fecha em Queda de 0,35%   Por Thiago Bisi - 04.07.2022

Análise gráfica (técnica) do Ibovespa, Índice, Dólar e Ações. Pitacos iniciais: IBOV, WINM22, EWZ, SMLL, DJI, ESFUT, NMFUT, QRFUT, HSI, JPN225, GER30, UK100, FEF2!, CL2!, UKOIL,...

6 Ações Que Podem Perder Pela Alta do Trigo

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (10)
andre luis fernandes
andre luis fernandes 15.05.2022 11:17
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
o trigo já está nas alturas a vários meses,mesmo com preços mais caros os preços são repassados e o volume de vendas e lucro só tem aumentado
Leocir Luiz Rosa
Leocir Luiz Rosa 02.04.2022 10:49
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Objetiva, cirúrgica e prática. Ótimas observações, parabéns!
Edinaldo Camargo
Edinaldo Camargo 24.03.2022 20:02
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ótima análise. Muito didática. Parabéns...
Angelo Correa
Angelo Correa 24.03.2022 18:28
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
boa análise
Vinicius Uem
Vinicius Uem 24.03.2022 17:34
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Boa análise Danielle. Útil. Me fez entender o motivo de algumas tendências de baixa que não estavam se encaixando no meu entendimento.
Douglas Gonçalves
Douglas Gonçalves 24.03.2022 17:32
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
nossa pelo menos 1 artigo decente aqui
Douglas Gonçalves
Douglas Gonçalves 24.03.2022 17:32
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
parabéns
Sergio Pacheco
Sergio Pacheco 24.03.2022 17:29
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Excepcional análise!!!
Sergio Pacheco
Sergio Pacheco 24.03.2022 17:29
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Excepcional análise!!!
Michel Cristiano
Michel Cristiano 24.03.2022 17:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
muito bom esse artigo
Albuquerque Tomaz
Albuquerque Tomaz 24.03.2022 17:22
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
parabéns!
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail