Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Entenda como o Acordo Nuclear entre EUA e Irã Pode Impactar o Petróleo

Por Ellen R. Wald, Ph.D.Commodities10.06.2021 09:12
br.investing.com/analysis/entenda-como-o-acordo-nuclear-entre-eua-e-ira-pode-impactar-o-petroleo-200442520
Entenda como o Acordo Nuclear entre EUA e Irã Pode Impactar o Petróleo
Por Ellen R. Wald, Ph.D.   |  10.06.2021 09:12
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Publicado originalmente em inglês em 10/06/2021

A demanda aquecida e o início da temporada de viagens automotivas de verão nos EUA estão tendo um papel importante na valorização do petróleo O barril de WTI atingiu a marca US$70 na quarta-feira, com o Brent subindo para US$72.

WTI semanal
WTI semanal

Outro fator que está influenciando a alta dos preços é o petróleo do Irã – ou melhor, a ausência dele – no mercado.

Quando o presidente americano Joseph Biden tomou posse, a expectativa era que seu governo retomasse rapidamente o acordo nuclear com o país persa, encerrando as sanções que proíbem a maioria dos países de adquirir o petróleo iraniano. Já estamos na metade de 2021, e as negociações entre os EUA e o Irã estão avançando lentamente, sem qualquer fim discernível em vista.

Dessa forma, os investidores precisarão responder às seguintes indagações ao se posicionar no mercado:

  1. Quando as tratativas nucleares entre EUA e Irã serão concluídas?
  2. As sanções serão removidas? Se sim, quando?
  3. Quem deve comprar o petróleo iraniano?
  4. Que quantidade de petróleo o Irã consegue produzir e exportar?
  5. Como a próxima eleição presidencial do Irã impactará a política petrolífera do país?

Situação das exportações e estoques petrolíferos do Irã

O impasse nas negociações nucleares entre EUA e Irã está causando problemas logísticos para a indústria petrolífera do país persa. O Irã tem aumentado o volume de suas exportações clandestinas de petróleo. De acordo com o portal TankerTrackers.com, o país exportou 1,63 milhão de barris por dia (mbpd) em março de 2021, um aumento de 600.000 bpd em relação a cinco meses antes.

Assim que as negociações entre os dois países começaram, o Irã cortou suas remessas ao exterior, provavelmente na esperança de que colocaria esse petróleo no mercado legalmente. A expectativa iraniana era que as tratativas se encerrassem em maio. Com isso, a República Islâmica só exportou 900.000 bpd em maio.

Mas, como ainda não se chegou a qualquer acordo, agora o Irã tem petróleo e condensados demais em estoque sem destinação.

De acordo com o TankerTrackers.com, Irã armazena neste momento mais petróleo em terra e está cortando a produção em alto-mar. Além disso, praticamente toda a sua frota nacional de navios-tanque armazena atualmente 70 milhões de barris de gás condensado perto do porto de Asaluyeh. Normalmente, esses navios estariam transportando petróleo para a China.

Como as tratativas ainda se arrastam, a questão para o Irã é se deveria continuar exportando mais petróleo furtivamente por menos dinheiro. Uma alternativa para o país seria tentar encontrar mais navios e continuar aumentando seu estoque flutuante. Uma eventual tendência de alta nas exportações petrolíferas iranianas em junho pode sinalizar que o país não está otimista com a resolução das questões com os Estados Unidos no futuro próximo.

Importância do timing

De acordo com uma declaração de Farokh Alikhani, subdiretor de produção da petrolífera estatal iraniana, o país pode aumentar sua produção para 3,3 mbpd em um mês e depois para 4 mbpd em dois meses. Alguns analistas se mostraram céticos quanto à capacidade do Irã de implementar esse plano bastante ambicioso. Possíveis compradores não pretendem realizar aquisições imediatas. Outros analistas acreditam que o Irã pode retornar rapidamente ao mercado, aumentando a produção até o volume pretendido em 1-2 meses.

Quem são os possíveis clientes do Irã?

O principal cliente do petróleo sob sanção do Irã tem sido a China. Se o Irã se dispusesse a vender mais petróleo agora a preços abaixo do mercado, provavelmente a China o compraria. O Japão indicou que pode demorar até três meses após o levantamento das sanções para voltar a comprar petróleo do Irá.

Em maio, duas refinarias indianas confirmaram que estavam avaliando como poderiam reintroduzir o petróleo iraniano em seu mix de aquisições. Ambas se mostraram dispostas a comprar o produto persa em condições legais, mas informaram qualquer prazo para isso. A Índia já foi um grande cliente do petróleo iraniano antes das sanções e tem tido relações tensas com alguns fornecedores, como a Arábia Saudita.

A Coreia do Sul também já foi uma grande compradora dos condensados de gás do Irã antes das sanções. A prioridade da República Islâmica será reduzir seu excesso de estoques de condensados o mais rápido possível, abastecendo clientes como a Coreia do Sul.

Eleições presidenciais no Irã e suas implicações

As próximas eleições presidenciais do Irã não devem mudar o rumo das negociações com os EUA, pois a política está submetida à Jurisprudência Suprema, que não é um cargo eleito.

Investimento no longo prazo

O ministro do petróleo iraniano, Bijan Zangeneh, indicou que pretende se aposentar após as eleições presidenciais. Depois de assinar o acordo nuclear e encerrar as sanções internacionais em 2015, Zangeneh defendeu a abertura dos ativos petrolíferos do país a empresas estrangeiras com um novo tipo de contrato, que remunerasse mais as companhias internacionais por seus investimentos durante um período mais longo.

Ele brigou com o governo ao defender que os acordos atrairiam empresas de fora para o país, fornecendo à indústria nacional os investimentos e conhecimentos necessários, porém não obteve sucesso.

Independente do resultado das eleições, é pouco provável que sua substituição mude as atitudes protecionistas do governo. A implicação disso é que menos empresas irão investir nos ativos de óleo e gás do país. Talvez apenas empresas estatais da China e Rússia possam estar interessadas em assumir esse risco.

Entenda como o Acordo Nuclear entre EUA e Irã Pode Impactar o Petróleo
 

Artigos Relacionados

Arnaldo Luiz Corrêa
É Bom Manter os Pés no Chão Por Arnaldo Luiz Corrêa - 18.06.2021 1

As commodities sofreram expressiva perda durante a semana depois que o Federal Reserve manteve os juros inalterados, mas alertou que poderá subir a taxa de juros se perceber risco...

Entenda como o Acordo Nuclear entre EUA e Irã Pode Impactar o Petróleo

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (10)
Alexandre Neves
Alexandre Neves 16.06.2021 19:30
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
👍🏻
julio cesar guedes cavalcante
julio cesar guedes cavalcante 11.06.2021 8:35
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Gosto muito dos seus artigos
CARLOS TERRES
CARLOS TERRES 10.06.2021 23:18
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A Dra. Ellen quase chega a prever o futuro. Sabe tudo sobre petróleo e escreve com sobriedade, sem qualquer viés de cunho político. Não perco os artigos dela.
Priscila Costa
Priscila Costa 10.06.2021 16:57
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Excelente!
Thiago Pereira
Thiago Pereira 10.06.2021 14:19
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ótimo conteúdo
Daniel Bastos
Daniel Bastos 10.06.2021 13:57
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Parabens Mrs. Ellen, pelo conteudo de seu artigo...
Weverton Quasar
Weverton Quasar 10.06.2021 13:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Muito bommm
Emerson Pereira
Emerson Pereira 10.06.2021 13:35
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Positivo para nossas petros?
manoel roberto silva
manoel roberto silva 10.06.2021 13:27
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Excelente artigo , parabens, Mrs. Ellen.
Alexandre Aleksander
Alexandre Aleksander 10.06.2021 9:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Noticia top!!!
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail